Prazeres / Sabores

Do champanhe ao aperol. Bebidas frescas para aproveitar o verão

É natural que durante os meses de calor se alterem os hábitos da comida e bebida. De férias ou a trabalhar são as bebidas frescas e os pratos leves que ganham a preferência dos consumidores. Champanhe com gelo, “blanc de blancs”, receitas secretas, inovações e tradição. Opções que celebram o verão.

Perrier Jouet - Blanc des Blancs
Perrier Jouet - Blanc des Blancs Foto: D.R
15 de julho de 2022 | Augusto Freitas de Sousa

Moët & Chandon Ice Impérial

O champagne que se bebe com gelo regressa neste verão e apela a brindes numa festa na piscina ou num rooftop na cidade. Mesmo os mais puristas admitem o gelo neste vinho espumante. A ideia é ter uma experiência refrescante e divertida, mantendo o estilo da casa francesa e o sabor por inteiro. Os champagnes Moët & Chandon, mesmo com os cubos de gelo adicionados, realçam as castas Pinot Noir, Meunier e Chardonnay, provenientes do sul da região de Champagne. Mantêm o sabor frutado que começa com um copo refrigerado onde o champagne é colocado primeiro e, depois, adicionados três cubos de gelo, criando uma efervescência ainda maior. No final pode também ser adicionado um morango e algumas folhas de hortelã.

Moët & Chandon Ice Impérial
Moët & Chandon Ice Impérial Foto: D.R

Bombay Citron Pressé

A casa Bombay Sapphire lançou recentemente este gin que descreve como vibrante e que capta de forma requintada o sabor dos melhores limões mediterrânicos espremidos na hora, feito a partir de uma infusão de frutas 100% naturais sem adição de açúcar. A inspiração é o icónico cocktail "Tom Collins", mas com um twist moderno. A frescura resulta dos limões colhidos e descascados à mão que incorporam as notas picantes e cítricas. Juntamente com as notas de zimbro do gin, esta bebida apropriada aos dias quentes vem ao encontro dos amantes de gin. A cor amarelo-pálido e o sabor natural, guarnecido com uma rodela de limão espremida, é apontada como uma das bebidas ideais para os dias quentes de verão.

Bombay Citron Pressé
Bombay Citron Pressé Foto: D.R

Taylor’s Chip Dry & Tonic

A primeira casa a produzir um vinho do Porto branco seco: o Taylor’s Chip Dry foi lançado em 1934 e que desde então conquistou devotos seguidores em todo o mundo. O vinho é feito a partir de uma seleção de vinhos do porto brancos secos, produzidos a partir de uvas cultivadas no Douro Superior. Os responsáveis da marca garantem que o branco seco é reconhecido como o vinho do Porto perfeito para fazer um aperitivo refrescante e elegante juntando água tónica. Razão para a casa Taylor’s ter lançado a combinação dos dois elementos em lata de 250ml justificada pelo fácil transporte, pela versatilidade e capacidade para ser apreciada em qualquer lugar. São outros momentos de consumo e, ao mesmo tempo, novos públicos.

Taylor’s Chip Dry & Tonic
Taylor’s Chip Dry & Tonic Foto: D.R

Sangria branca Casal Mendes

É uma bebida à base de vinho suavemente adocicada e ligeiramente frisante sugerida pela marca Casal Mendes lançada pela casa Aliança em Sangalhos, na Anadia, há mais de 90 anos. O nome nasceu com o vinho verde e rosé, estendeu-se com o Casal Mendes Blue (vinho azul) e, posteriormente, com a sangria tinta. A sangria branca chegou depois e é referida pela marca como muito equilibrada, agradável e fresca. Ideal para o Verão, na sangria predominam os aromas frutados de pêssego e maçã bem como as notas de citrinos como o limão, a lima e a laranja. A bebida pode ser mais destinada ao convívio, pura ou com algumas pedras de gelo, mas também acompanha alguns pratos light.

Sangria branca Casal Mendes
Sangria branca Casal Mendes Foto: D.R

Aperol

É muitas vezes referida como o pôr do sol italiano num copo. A bebida de baixo teor alcoólico (cerca de 11 graus) foi criada em 1919 na destilaria dos irmãos Barbieri em Pádua, na Itália e, até aos dias de hoje, mantém a sua receita secreta e inalterada. A cor laranja apelativa deve-se à utilização de laranjas doces e amargas e o seu sabor "bitter-sweet" fazem de Aperol uma bebida reconhecível em quase todo o mundo. Uma das formas mais comuns de a consumir é no Aperol Spritz que desde 1950 é feito com três partes de espumante, duas de Aperol e uma parte de água com gás. A rodela de laranja e o gelo completam a fórmula.

Aperol Spritz
Aperol Spritz Foto: D.R

 Perrier-Jouët Blanc de Blancs

O novo champagne da casa Perrier-Jouët chegou recentemente a Portugal com o intuito de despertar uma nova geração de consumidores que, acrescenta a marca, procura momentos únicos de sofisticação e puro prazer. Fresco, elegante e vibrante, o novo "blanc de blancs" é 100% Chardonnay e apresenta notas florais e cítricas e uma textura aveludada que lhe conferem um sabor único apropriado para os dias quentes de Verão. Perrier-Jouët é uma das marcas de champagne da Pernod Ricard e este "blanc de blancs" a nova aposta. Além de poder ser bebido sem mais, os pratos subtis e leves, como peixes brancos, sushi, vegetais e marisco, e sobremesas à base de frutas e aromas igualmente leves são os recomendados para este champanhe.

Perrier-Jouët Blanc de Blancs
Perrier-Jouët Blanc de Blancs Foto: D.R

 

Saiba mais Prazeres, Inspiração, Sabores, Bebidas, Verão
Relacionadas

Vinhos para viajar pelo verão

No dia em que o navegador Vasco da Gama inicia a primeira viagem marítima da Europa à Índia, abrem-se os horizontes mas para viagens mais curtas e amenas. Um blend exclusivo que comemora bodas de prata no Alentejo e um rosé clássico. Ainda quatro brancos dos Açores, Tejo, Douro e verdes.

Vinhos para longos dias de calor

Os brancos e rosés continuam a liderar as preferências, sobretudo quando o calor aperta nos meses de Verão. Um verde rosé com castas da região, um alentejano com assinatura artística e outro vegan, e ainda três brancos do Douro para descobrir novos desafios.

Vinhos para conquistar Quintilis

Era o quinto mês do calendário romano, mas o nome foi alterado para julho à conta do imperador romano Júlio César que, além das conquistas, consta que também lhe agradava o vinho. Neste território com memórias do império, três brancos do Douro e um do Alentejo, um tinto alentejano sui generis e um rosé de Lisboa de uma casa com fama nos rosados.

Será este o cocktail mais refrescante do verão?

O bartender Fernão Gonçalves mostra como criar, em casa, uma bebida refrescante para os dias mais quentes. Este cocktail com a soda Why Not Soda é vegan, tem baixa percentagem de álcool e é uma homenagem a Portugal, com um toque cítrico e rico. Aprenda a fazer.

Vinhos para entrar de férias em grande

No mês de férias por excelência as opções passam a ser numerosas e variadas. Um branco do Alentejo e dois do Norte, um deles feito a duas mãos. Um tradicional duriense que mistura sub-regiões e um rosé bio. A terminar um alentejano feito com cuidado.

250 anos de maison Veuve Clicquot: do feminismo ao champanhe

Em homenagem à empresária Barbe Clicquot, a marca francesa lançou uma exposição itinerante e reinventou uma das suas coleções de champanhe. As celebrações contam com a participação de dez artistas, documentos inéditos e preocupações de sustentabilidade.

Vinhos para festejar o maior dia do ano

Quando o Sol atinge a sua posição mais alta no céu, no maior dia do ano, 21 deste mês, também se comemora o dia europeu da música. Razões mais do que suficientes para brindar com dois verdes brancos ou dois tintos do Alentejo e Douro. Ainda no Douro, um branco biológico e um moscatel vegan.

Bons vinhos para atualizar a garrafeira em agosto

As vinícolas não podem parar e há quem lance novidades. Um branco e um rosé, ambos reservas, um do Douro e outro do Dão, um espumante de Vinhão dos verdes, um branco que já é quase um clássico e dois vinhos do Porto para fechar em beleza.

Mais Lidas
Sabores Vinhos para experimentar sem medos (incluindo um com 16,5% de álcool)

O São Martinho já lá vai, mas neste mês ainda se fazem aguardentes e, no vinho, escoam-se os excessos da chuva para não prejudicar as cepas. Dois tintos alentejanos da mesma casta para comparar e um outro clássico da região. A norte, uma produção exclusiva, um branco de excelência e um conhaque com nome e história.