Prazeres / Sabores

O novo restaurante bar asiático no Cais Sodré que se inspira em Kill Bill

No novíssimo Bloody Mary, em Lisboa, provam-se tártaros, baos e tacos, enquanto se bebem cocktails de autor num ambiente que tem tanto de secretismo como de encanto. Inspirado no universo de Tarantino, claro.

Foto: DR
21 de julho de 2022 | Rita Silva Avelar

À primeira vista, para quem olha apenas a fachada – que é, aliás, parte do edifício do elevador da Bica, na rua de São Paulo – o Bloody Mary pode não convencer os mais distraídos. Mas mal entramos, e percebemos que a decoração é improvável e que o balcão do bar convida a comer na barra, o caso muda de figura. Inspirado no cenário do filme de Kill Bill - A Vingança (vol. 1), um clássico de Quentin Tarantino, o Bloody Mary vive de detalhes. Betão, luzes industriais e fios à vista, pósters de personagens de animação, mesas em azulejo, madeiras, espelhos enormes – tudo isto convive num equilíbrio perfeito dentro deste restaurante asiático. O responsável pelo Bloody Mary é o empresário Miguel Mouzinho, dono de outros sítios como Má-sá, Jaquinzinho, The Burger Factory ou Original.

Bloody Mary: os pratos.
Bloody Mary: os pratos. Foto: DR

Os vários espaços – há pelo menos 4, entre o rés-do-chão, o primeiro andar, uma sala privada e uma sala interior – convidam a experiências diferentes. O que é perfeitamente possível, tal é o eclectismo da carta, que é marcada pela cozinha asiática, e que introduz sugestões que passam pelos tártaros, pelos tacos, gyosas, noodles, baos ou ceviches. Para começar? Um snack, o famoso edamame com pimentão picante (o substituto dos nossos amendoins ou tremoços, €7) e as ostras, coentros, limão e ovas de peixe (€2).

Bloody Mary: o espaço.
Bloody Mary: o espaço. Foto: DR

Não resistimos aos dim sum (o de vaca com chalota e cebolinho, e o recheado com camarão e bambu, são obrigatórios, €9,50), nem às lascas de robalo com citronela, tom yum e arroz negro (€17) ou à ceviche de corvina, abacate, leite de tigre e wasabi (€15). Já nos pratos principais, os baos são de vazia, daiko e salsa (€9) ou camarão, coentros, kimchi e pickle de cenoura (€10). A não perder é o ramen de vaca (€15) o caril (entre €14 e €16), a ceviche (€13 a €15) e os tacos (sugerimos o de bacalhau, coentros e azeitona verde vão de €7 a €9). 

Bloody Mary: Os pratos.
Bloody Mary: Os pratos. Foto: DR

Quanto às bebidas, se quiser ser fiel ao conceito asiático, sugerimos a sake – há um cocktail, o Yusuke, com wasabi e manjericão, €13 -, e também os irresistíveis cocktails de assinatura como o Punch, um cocktail de mezcal, lima e maracujá (€11) ou o Nagasaki, com líchia, mirtilo e também sake (€11).

Bloody Mary: o espaço.
Bloody Mary: o espaço. Foto: DR
Bloody Mary: o espaço.
Bloody Mary: o espaço. Foto: DR

Onde? Rua de S. Paulo 236, Lisboa Quando? Das 12h às 14h, encerra à segunda e à terça-feira. Reservas 21 346 0638

Saiba mais Restaurante, Asiático, Bloody Mary, Lisboa, Tarantino, Kill Bill, Comida, Cais Sodré
Relacionadas

Noites de pole dance e o melhor do México à mesa

Na iminência de completar uma década, o restaurante Las Ficheras regressa às origens e agita o verão na capital, mais precisamente no Cais Sodré, com novos sabores na carta e Sasha como protagonista de um serão que segue com DJs e boa música.

Mais Lidas
Sabores Vinhos jovens ou envelhecidos?

Numa altura em que se comemora o Dia Internacional da Juventude, há sugestões de vinhos – onde a idade importa – para novos consumidores e para os mais conhecedores.

Sabores Bons vinhos para atualizar a garrafeira em agosto

As vinícolas não podem parar e há quem lance novidades. Um branco e um rosé, ambos reservas, um do Douro e outro do Dão, um espumante de Vinhão dos verdes, um branco que já é quase um clássico e dois vinhos do Porto para fechar em beleza.