Prazeres / Sabores

Chegou o primeiro restaurante num balão de ar quente do mundo

A chef holandesa Angélique Schmeinck está à frente do CuliAir, o restaurante onde se come por cima do mundo.

Foto: Culiair
05 de agosto de 2022

Foi em 2003 que a chef holandesa Angélique Schmeinck teve a ideia de cozinhar num balão de ar quente. Depois de 12 anos no restaurante De Kromme Dissel, nos Países Baixos, com uma estrela Michelin, e de vários livros de cozinha, a chef decidiu aventurar-se num desafio no mínimo diferente. Juntou-se a uma empresa de balões de ar quente e levou a cabo uma experiência única: cozinhar peixe e frango na chama do balão. Esta atinge uma temperatura de 90 graus, ideal para cozinhar lentamente. Depois do teste bem-sucedido, nasceu o CuliAir, o primeiro restaurante do género no mundo.

Com uma cozinha totalmente funcional, o restaurante tem um balcão que fica pendurado na lateral da cesta, com um fogão, e um sistema com recipientes de aço que permitem levantar e baixar a comida em direção à chama do balão. Existem 20 locais de descolagem, e os clientes recebem uma notificação sobre onde estar apenas algumas horas antes da refeição. Como a temperatura da chama afeta diretamente os tempos de confeção, o clima é fundamental. Para isto, a chef trabalha sempre em conjunto com o piloto do balão, para garantir que os ajustes do curso não afetam os pratos.

A chef Angélique Schmeinck tem cerca de uma hora e meia para confecionar três pratos para dez pessoas
A chef Angélique Schmeinck tem cerca de uma hora e meia para confecionar três pratos para dez pessoas Foto: Culiair

As viagens têm lugar nos meses de agosto e setembro, e antes de levantar do chão, em cidades como Amersfoort ou Arnhem, nos Países Baixos, os convidados são servidos de champanhe e aperitivos.  O primeiro prato é normalmente marisco, e este ano a chef serviu lagostins, mariscos frescos, lagosta com maracujá, cenoura amarela levemente fermentada com erva-doce. Quarenta e cinco minutos depois é servida a segunda iguaria, um robalo real cozinhado nos recipientes de aço, acompanhado com molho bouillabaisse e vegetais sazonais.

Robalo com molho bouillabaisse e vegetais sazonais
Robalo com molho bouillabaisse e vegetais sazonais Foto: Culiair

Para finalizar, é servido um prato de carne; e pato foi a escolha mais recente da chef, combinado com cogumelos de verão e salsa de couve-flor e abóbora. Ao aterrar, os clientes são recebidos com música ao vivo e uma sobremesa. Normalmente mousse de chocolate branco e maracujá, com merengue crocante, framboesa e calda de manjericão, o final perfeito para uma experiência única.

Saiba mais Sabores, Restaurante, Balão de Ar Quente, Chef Angélique Schmeinck
Relacionadas

Um chef Michelin em Porto Covo

Joachim Koerper, chef do restaurante Eleven, está também agora no restaurante Alma Nómada e no bar de praia A.MAR, ambos na vila pitoresca a sul. Conheça os petiscos que por lá se podem comer, entre alguns clássicos e novas criações.

Sala de Corte: o surf & turf que tem de provar

Amantes da carne: este já era o sítio onde ir quando lhe apetece um bom bife, com um bom corte, e os acompanhamentos certos. Agora, o chef Luís Gaspar tem um menu especial dedicado às melhores iguarias nacionais ao nível da carne.

Contra, o restaurante que popularizou de novo as Docas

Há um movimento pronto a devolver às Docas de Santo Amaro, em Lisboa, o hotspot da noite lisboeta, outrora. Na vanguarda desta visão está o Contra, restaurante descomplicado, onde a carta eclética faz o género de todos e os cocktails se bebem como água. No final, é a música que dita quando a noite acaba.

Mais Lidas
Sabores Vinhos jovens ou envelhecidos?

Numa altura em que se comemora o Dia Internacional da Juventude, há sugestões de vinhos – onde a idade importa – para novos consumidores e para os mais conhecedores.

Sabores Bons vinhos para atualizar a garrafeira em agosto

As vinícolas não podem parar e há quem lance novidades. Um branco e um rosé, ambos reservas, um do Douro e outro do Dão, um espumante de Vinhão dos verdes, um branco que já é quase um clássico e dois vinhos do Porto para fechar em beleza.