Estilo / Moda

Alphaiate inaugura novo espaço em Campo de Ourique. Conversa com os fundadores

O que mudou, o que já faz parte do ADN e o que de surpreendente ainda está por vir com esta marca de excelência do mundo da alfaiataria portuguesa.

Foto: Alphaiate
23 de junho de 2023 | Ângela Mata

Maria Vaz e Duarte Foro são os mestres alfaiates, ou personal tailors, como costumam também ser designados, que estão à frente da loja Alphaiate. A marca nascida em 2016 criou raízes em Campo de Ourique, tendo-se mudado recentemente para o outro lado da rua 4 de Infantaria, número 96. A nova loja beneficia de um espaço mais alargado, com tudo o que é suposto uma alfaiataria tradicional ter, e mais ainda. Possui dois gabinetes de prova, uma mesa de snooker, mobiliário vintage, entre outras peças capazes de deixar qualquer um boquiaberto.

A Must falou, em exclusivo, com os responsáveis Sofia Marques da Costa, Duarte Foro e Francisco Appleton que, além de nos abrirem as portas do novo espaço, levantaram o véu acerca do que ainda está por vir.

A fachada da nova loja, em Campo de Ourique.
A fachada da nova loja, em Campo de Ourique. Foto: Alphaiate
Em primeiro lugar, como surgiu a ideia de se juntarem e criarem a marca Alphaiate? Já existia um background vosso dentro da área?

A ideia surgiu depois de um treino de rugby, numa conversa de balneário entre o Duarte Foro e o Francisco Appleton, dois amigos que fundaram a marca. O Duarte sentia que não existiam fatos feitos à medida que também fossem cool. A ideia original era a de criar roupa à medida para um público mais jovem do que era tradicionalmente associado à alfaiataria. O Duarte estava a frequentar o curso de História e o Francisco estava a estudar Direito e, por isso, resolveram convidar a Sofia para o projeto, que trazia consigo know how da área de gestão. O ofício foi depois aprendido pelo Duarte, que foi ensinado pelo mestre alfaiate Alfredo Marques, que de certa forma apadrinhou a marca. Este foi o início da Alphaiate - que hoje integra também a participação da Maria Vaz, que tem muita experiência em alfaiataria, e do João, na área financeira. 

A mesa de snooker que enche os olhos de qualquer um.
A mesa de snooker que enche os olhos de qualquer um. Foto: Alphaiate
O que distingue a Alphaiate de outras lojas/marcas?

Tentamos desconstruir e desmistificar o universo da alfaiataria, que ainda tem uma conotação muito séria e formal. Queremos trazer um olhar diferente, um sopro de modernidade - e queremos quebrar a barreira da idade e criar para todas as pessoas. O nosso objetivo também é contrariar a ideia pré-concebida de que alfaiataria é só business e cerimónia e criar oportunidade para os nossos clientes criarem todo o tipo de roupa à medida - desde as camisas aos calções de linho, às calças e aos sobretudos. É um processo de aprendizagem (tanto nosso como dos nossos clientes) mas esperamos que as pessoas compreendam – a seu tempo - as vantagens.
 
Agora a Alphaite mudou de localização e cresceu... a par disso, quais são as novidades que destacam neste novo espaço?

Decidimos expandir para uma loja maior, que nos permitisse oferecer um atendimento mais adequado. Esta nova loja, com 200m2 dividida por 3 pisos permite-nos receber dois clientes de cada vez, principalmente por ter uma sala dedicada a provas e outra a marcações. Esta nova loja traz também outra novidade: um andar dedicado ao prêt-a-porter, isto é, roupa mais casual e já criada, que nos permite mostrar o que podemos fazer. Também não faltam oportunidades de lazer: os nossos clientes podem esperar pelas suas marcações no nosso bar ou jogar na nossa mesa de snooker ou Arcade. A nossa nova loja está, portanto, dividida em três pisos: o piso superior (escritório), o piso 0 (ready-to-wear) e o piso -1 (bar, sala de marcações e sala de provas).

O requinte em cada detalhe na decoração não passa despercebido.
O requinte em cada detalhe na decoração não passa despercebido. Foto: Alphaiate
Houve uma preocupação especial na decoração deste espaço, certo?

Houve sim. A ideia era separar os dois mundos - o da alfaiataria e o do Ready To Wear. Quanto ao andar de alfaiataria, a principal preocupação foi criar um espaço fosse confortável e intimista - quisemos que as pessoas se sentissem em casa. O andar da medida foi desenhado como se da nossa sala se tratasse. Quanto ao andar de cima, do pronto a vestir, tentámos criar um ambiente mais clean, industrial, com cores mais sóbrias.
 
Para quem nunca usufruiu dos vossos serviços, como é que podemos descrever todo o processo? Quais são os passos gerais pelos quais se passa até poder sair daqui com o fato/casaco/calça perfeitos?

Depois da marcação, que é feita através do nosso site, o cliente é atendido na nossa loja pela Maria ou pelo Duarte no dia e hora pretendida. Nessa visita, a Maria e Duarte compreendem qual será a peça final que o cliente procura, a ocasião, o tipo de necessidade e o tecido mais adequado. Por exemplo, uma pessoa que use um fato para viajar talvez precise de um tecido com mais mobilidade, que não crie vincos guardado na mala, enquanto outro cliente pode querer um fato de linho, mais fresco, para usar no verão.
Tudo foi pensado de modo a que os clientes se sentissem o mais em casa possível.
Tudo foi pensado de modo a que os clientes se sentissem o mais em casa possível. Foto: Alphaiate
Depois de definidas todas as especificações do fato: tipo de fato, tecido, botões, tipo de lapelas, número de bolsos, forros, e personalizações de bordados, é feita a encomenda. Estimamos que entre quatro a cinco semanas depois deste primeiro momento o fato esteja pronto. Nessa altura o cliente é convidado a visitar a nossa loja, para provar o fato. Caso sejam necessários alguns ajustes, são feitos em poucos dias, mas normalmente o cliente sai da prova com os seus fatos e camisas prontos.
 
Quais são os próximos passos/objetivos da Alphaiate?

Para já o nosso principal objetivo é crescer. Continuar a apostar na personalização, nas peças feitas à medida. Lançámos agora uma linha de ready-to-wear, para que os clientes comprem peças já concretizadas, mas também personalizáveis, se assim o quiserem. Para além disso, e sem prejuízo de outros projetos que temos em vista (mas ainda confidenciais), abrimos um novo conceito que é a Ophicina - um atelier de arranjos e confecção em que procedemos aos arranjos que são necessários nos fatos dos nossos clientes. 

De salientar ainda que, para concretizar os fatos e smokings, a marca dispõe de alguns dos melhores tecidos a nível mundial, fabricados por nomes como as icónicas marcas italianas Zegna e Cerruti, mas também Loro Piana, Holland & Sherry, Dormeuil ou Scabal. A maior parte tem na sua composição 100% lã ou combinações com linho, seda ou caxemira. Mas também podemos encontrar no novo espaço outras possibilidades, mais informais.

Onde? Rua 4 da Infantaria, 75B, Lisboa. Quando? Terça a sexta-feira das 11h00 às 15h00 e das 16h00 às 20h00 e aos sábados das 10h00 às 16h00.

Saiba mais Moda, Loja, Alphaiate, Campo de Ourique, Alfaiataria, Fatos por medida
Relacionadas

Marca de joalharia de luxo Begüm Khan em Lisboa

A designer de joias turca esteve na capital para apresentar a sua nova coleção, num cocktail no JNcQUOI Clube, e conversou em exclusivo com a MUST, e conta como tudo começou com... botões de punho.

Stella McCartney desenha poltrona Le Bambole

Faz parte da coleção-cápsula da designer em parceria com a B&B Italia, a propósito do relançamento deste ícone de design criado pela primeira vez por Mario Bellini há 50 anos. Em Portugal, encontramo-la QuartoSala.

Afinal, o que é isto do "quiet luxury"?

O termo já se espalhou um pouco por todo o mundo e que tem as suas raízes na confiança clássica e discreta, não só na forma de vestir, como na forma de estar na vida. Em boa parte, devido à mais recente série de sucesso: Succession.

Mais Lidas
Moda Camisas. A irreverência de um clássico

De manga curta em conformidade com a leveza e frescura que a época estival impõe, as camisas quebram a sobriedade habitual com estampados, materiais e bordados inusitados. A indiferença não se aplica, mas sim atitude. Muita!

Moda 16 ténis para usar agora, do estilo retro ao slip on

A formalidade já não é o que era. Controvérsias à parte, no que diz respeito aos ténis, é unânime. Versáteis e plenos de design, encontram inspiração em todos os estilos e adaptam-se a todas as ocasiões. Bom senso na medida certa é o único requisito obrigatório.