Viver

Bill Gates: os investimentos mais caros do multimilionário

Do setor farmacêutico à construção civil, estas são algumas das compras mais caras do fundador da Microsoft.

Bill Gates
Bill Gates Foto: Reuters
14 de setembro de 2021

Não é de estranhar que Bill Gates, um dos homens mais ricos do mundo, distribua a sua fortuna por vários negócios, nomeadamente no setor do turismo.

O multimilionário já tinha comprado no passado ações da Four Seasons, mas foi um último investimento de 2,2 mil milhões de dólares, feito através da empresa Cascade Investment, que fez com que o magnata passasse a possuir mais de metade da cadeia de hotéis de luxo, mais precisamente 71,5%.

Porém, esta não é o seu primeiro "grande" investimento, tendo em conta que o empresário continua bastante ativo no setor filantrópico com a Fundação Bill e Melinda Gates, que gere em conjunto com a ex-mulher. Prova disto é o lançamento do Breakthrough Energy Ventures, um fundo verde que conta com os nomes de Jeff Bezos e Richard Brandson, e ainda vários mil milhões de dólares de Gates. O Breakthrough Energy Ventures tem como objetivo contribuir para a investigação de energias renováveis, uma alternativa aos combustíveis fósseis.

Bill e Melinda Gates num debate sobre os desenvolvimentos sustentáveis até 2030 em Bruxelas (2015)
Bill e Melinda Gates num debate sobre os desenvolvimentos sustentáveis até 2030 em Bruxelas (2015) Foto: Getty

Outro setor em que Gates está envolvido é o das telecomunicações, com 78,5 milhões de dólares investidos na Kymeta, uma empresa de comunicação por satélite em Washington, nos Estados unidos.

Recentemente, o empresário investiu mais uns quantos milhões de dólares na empresa Schrodinger, do setor farmacêutico. Segundo a GQ espanhola, o investimento total de 301 milhões de dólares será utilizado na investigação de medicamentos contra a Covid-19.

Além disso, o fundador da Microsoft tem também o seu cunho em diversas outras empresas, como a Canadian National Railway, uma companhia ferroviária, a Caterpillar, que constrói máquinas para a construção civil, o Wallmart, a UPS e a FedEx, para não falar dos 700 milhões de dólares gastos em terrenos, tornando-o no maior proprietário de terras nos Estados Unidos.

Saiba mais Bill Gates, Breakthrough Energy Ventures, Estados unidos, economia, negócios e finanças, construção e obras públicas, UPS, FedEx, Wallmart, Fundação Bill e Melinda Gates, ativismo, ricos, luxo, investimentos, microsoft, multimilionários, amazon, Jeff Bezos
Relacionadas
Mais Lidas
Viver O que vai o rei Carlos III herdar de Isabel II?

O monarca conta agora com uma fortuna de 500 milhões de dólares que herdou da mãe, Isabel II, e 42 mil milhões de dólares em bens, onde se incluem joias, quintas de cavalos, coleção de arte - e recebeu tudo sem pagar impostos, claro.