Viver

Meruge tinto, um vinho que recorda Bernardo Sassetti

Esta quinta, 24, dia em que o pianista faria anos, o coletivo de produtores de vinho do Douro lança um vinho em sua homenagem, para beber ou guardar.

Foto: São Luiz
24 de junho de 2021 | Rita Silva Avelar
Músico, compositor, fotógrafo, pintor, realizador. Bernardo Sassetti era um génio criativo, e a música não era um domínio exclusivo. Também apreciador da arte vitivinícola, encontrou-se em vida com o produtor de vinhos da Lavradores de Feitoria, tendo-se apaixonado pelo Meruge, um vinho do Douro, devido à sua elegância e frescura. Para recordar a obra de Sassetti e os 50 anos que teria celebrado a 24 de junho de 2020 (nasceu em 1970 e morreu em 2012), a Casa Bernardo Sassetti uniu-se à Lavradores de Feitoria para, em conjunto, criarem uma edição comemorativa deste que era o seu vinho de eleição.

"O Meruge tinto nasce de uma vinha virada a Norte, numa zona mais alta, privilegiando a acidez. Com uma curta maceração em lagar, fermentação e estágio em barricas de carvalho francês. É um tinto de cor vermelho vivo, pouco profundo. No nariz, é elegante, intenso e complexo, apresentando aromas a especiarias como baunilha e café, assim como de fruta fresca do tipo cereja e amora, que lhe confere complexidade e finesse. Na boca é fresco, complexo, mas elegante", lê-se, no comunicado de imprensa. "Com taninos suaves e aveludados, notas de fruta fresca como frutos vermelhos, e uma acidez muito equilibrada. Revela-se fresco e elegante, com um final saboroso, longo e persistente", acrescenta o texto. No rótulo, o ‘Meruge Edição Comemorativa Bernardo Sassetti tinto 2018’ apresenta um desenho de Bernardo Sassetti, feito a tinta da china.

A edição especial está disponível em caixas de uma, duas ou seis garrafas, por €25, €45 ou €130, respetivamente (portes incluídos). Esta edição é limitada e vai estar à venda a partir desta quinta, 24, e pode ser encomendada através do e-mail lavradores@lavradoresdefeitoria.pt ou do telefone 259 937 380. Também vai estar disponível em algumas garrafeiras.

Ainda em jeito de homenagem, o Hot Clube de Portugal em Lisboa, recebe esta quinta, 24, um concerto de João Paulo Esteves da Silva (piano), Alexandre Frazão (bateria) e Carlos Barretto (contrabaixo). Já o Centro de Artes de Belgais, em Castelo Branco, contará este sábado, 26, com um recital que juntará Maria João Pires, Mário Laginha, Pedro Burmester, João Paulo Esteves da Silva, Filipe Melo, Daniel Bernardes, João Pedro Coelho e Luís Figueiredo.
Saiba mais Douro, Feitoria, Meruge, Bernardo Sassetti, Casa Bernardo Sassetti, Edição, João Paulo Esteves da Silva, economia, negócios e finanças, artes, cultura e entretenimento, media, agricultura e pescas, vinicultura
Relacionadas

Euro 2020: Os deuses devem estar loucos

Num jogo de emoções fortes, Portugal manteve-se neutro, conseguiu um empate frente aos franceses e passou à fase seguinte. Espanha goleou, Itália fez o pleno, a Alemanha hasteou a bandeira LGBTI.

Mais Lidas