Prazeres / Sabores

Dom Pérignon x Lady Gaga. Uma edição limitada para celebrar o final do ano

A marca de champanhe e a artista pop juntaram-se novamente para a criação de uma garrafa de champanhe rosé vintage, desenhada ao pormenor.

A carregar o vídeo ...
09 de novembro de 2022 | Bianca Gregório com Rosário Castro.

Um nome bem conhecido na música, Lady Gaga é uma artista irreverente. Não é, por isso, de estranhar que o champanhe que criou pela segunda vez consecutiva em colaboração com a Dom Pérignon seja tudo menos discreto, da embalagem ao conteúdo.

Desta vez, a colaboração resultou na criação de uma garrafa de rosé em tons metalizados, que espelha a criatividade e atitude avant-garde tanto da cantora como da marca. Esta garrafa foi desenhada por Lady Gaga em parceria com Nicola Formichetti, designer ítalo-japonês, diretor criativo da artista e seu amigo de longa data (o icónico vestido de carne que Gaga usou nos VMAs foi sua criação, tal como todos os looks usados no último projeto, o álbum Chromatica).

Dom Pérignon x Lady Gaga tem detalhes roxos e metalizados, e vem num estojo digno de exposição que parece querer libertar-se da sua própria forma, o que lhe confere uma certa qualidade etérea

Dom Pérignon x Lady Gaga: Rosé Vintage 2008
Dom Pérignon x Lady Gaga: Rosé Vintage 2008

A escolha deste tipo de vinho é uma ode à liberdade – uma maneira de incentivar conversas e desafiar o convencional e considerado "normal". O rosé escolhido é de 2008 – ano em que os céus permaneciam cinzentos e nuvens dominavam as alturas mais quentes do ano, o que resultou numa falta de calor e luz - e também numa boa colheita. Assim, o Dom Pérignon Rosé Vintage 2008 apela a frutos vermelhos, mais especificamente a framboesas, às quais se juntam notas de violeta e ainda angelica, uma planta medicinal que lhe concede nuances mais verdes, explica a marca em comunicado. Na base sente-se uma certa acidez,e no fim notas de peónias e pimenta branca.

O Rosé Vintage 2008 custa €475, e vai estar à venda no Club del Gourmet, no El Corte Inglês a partir de meados de novembro.

Saiba mais Champanhe, Dom Pérignon, Lady Gaga, Dom Pérignon Rosé Vintage
Relacionadas

Vinhos para preparar o final do outono

Num período em que as vinhas ganham cores antes de perderem as folhas, um abafado para aquecer a alma e o corpo, dois tintos a norte e um clássico a sul, uma parceria franco-portuguesa e um vinho “do outro mundo”.

Vinhos para experimentar sem medos (incluindo um com 16,5% de álcool)

O São Martinho já lá vai, mas neste mês ainda se fazem aguardentes e, no vinho, escoam-se os excessos da chuva para não prejudicar as cepas. Dois tintos alentejanos da mesma casta para comparar e um outro clássico da região. A norte, uma produção exclusiva, um branco de excelência e um conhaque com nome e história.

Vinhos para surpreender (e alguns com potencial de guarda)

Na última semana do mês, o lançamento de um vinho do Dão que faz corar de vergonha os “reserva” que vão saindo todos os anos. Um transmontano com um posicionamento acima do comum, dois brancos do Alentejo e Douro, um tinto de Mértola e um espumante dos verdes.

Mais Lidas
Sabores Vinhos para antecipar os dias frios

A cerca de um mês para o início do Inverno, com as vinhas a descansar, começa-se a preparar o tempo que pede brindes caseiros. Um tinto de parcela do Douro e, da mesma região, um monocasta. Um branco topo de gama do Oeste e dois tintos de Alenquer e de Pias. Um espumante de Bucelas fecha o ciclo.