Estilo / Relógios e Jóias

11 relógios únicos no mundo chegam a Lisboa

The Anatomy of Beauty traz alguns dos mais belos relógios do mundo a Lisboa, e estará patente até ao dia 11 de janeiro no novo VIP Lounge da Vacheron Constantin. À espera da nossa visita.

Foto: D.R
04 de janeiro de 2023 | Bruno Lobo

Localizado num piso inferior da boutique da Vacheron Constantin na Avenida da Liberdade, o VIP Lounge é um espaço novo na loja, mais intimista e privado. Destina-se sobretudo a receber clientes especiais, e a organizar eventos, pelo que nada podia vir mais a propósito do que a exposição The Anatomy of Beauty, que tão bem revela a mestria técnica e arte decorativa desta grande casa relojoeira.

O novo VIP Lounge na boutique Vacheron Constantin da Avenida da Liberdade.
O novo VIP Lounge na boutique Vacheron Constantin da Avenida da Liberdade. Foto: D.R

Montada pela Vacheron Constantin para a inauguração de uma nova loja em Nova Iorque, a exposição tem percorrido o mundo com 11 relógios emblemáticos da manufatura e da relojoaria ao longo dos últimos duzentos anos – inicialmente eram 12, mas um foi danificado na China. Um período de desenvolvimento nunca visto na relojoaria, numa corrida pela precisão e por avanços ao nível da metalurgia que permitissem criar mecanismos cada vez mais pequenos, fiáveis e complexos.

Modelo da exposição The Anatomy of Beauty.
Modelo da exposição The Anatomy of Beauty. Foto: D.R

Surgiram assim as primeiras complicações astronómicas em modelos que cabiam, já, no bolso de um colete, enquanto a relojoaria acompanhava todos os códigos estéticos das diferentes eras, funcionando como um retrato muito fiel do ideal de beleza de cada período. Algo bem evidente num relógio de pulso modelo aqui exposto, e que reproduz o teto da Ópera Garnier, em Paris, pintada por Marc Chagall. Uma obra comissionada em 1964 pelo então ministro da Cultura francês, André Malraux, e recriada neste relógio 50 anos mais tarde por Anita Porchet – a primeira vez que uma obra tão complexa foi fielmente reproduzida num espaço tão exíguo como um mostrador de relógio. Vamos poder ainda vê-lo em Braços no Ar, um relógio de bolso em ouro branco e amarelo datado de 1931, onde as horas retrógradas (voltam ao início) são reveladas pelos braços de um mágico indiano, gravado e esmaltado em prata níquel. Dois exemplos apenas, sendo que sendo que todas as peças apresentam uma legenda e um QR code que permite aceder a mais informações. 

Relógio de pulso que reproduz o teto da Ópera Garnier, em Paris, pintada por Marc Chagall.
Relógio de pulso que reproduz o teto da Ópera Garnier, em Paris, pintada por Marc Chagall. Foto: D.R

Ao longo destes dois séculos assistimos, sobretudo, à democratização da relojoaria, e aquilo que estava praticamente reservado às cortes foi atraindo cada vez mais clientes, entre a nobreza e a alta burguesia primeiro, e mais tarde no resto da população. Fundada em 1755 − ano do grande Terramoto de Lisboa – a Vacheron Constantin não só acompanhou como estimulou todos estes desenvolvimentos, e é por isso que The Anatomy of Beauty é uma exposição de visita obrigatória para quem ama a arte da relojoaria.

Saiba mais Vacheron Constantin, The Anatomy of Beauty, Relógios
Relacionadas
Mais Lidas