Estilo / Beleza & Bem-Estar

Há 3 coisas a fazer de manhã para sermos mais saudáveis, diz um neurocientista

Sente cansaço, falta de motivação e mau humor durante o dia? A fórmula para mudar estes sentimentos pode estar na sua rotina matinal, como explica este médico especialista.

Foto: Freepik
09 de novembro de 2022 | Bianca Gregório com Rita Silva Avelar.

Acordar pela manhã pode ser uma tarefa difícil para alguns. No entanto, está comprovado que acordar cedo ajuda em vários aspetos da vida, tanto mentalmente como fisicamente. De acordo com a revista Insider, o neurocientista da universidade de Stanford e autor do podcast "Huberman Lab", Andrew Huberman, apresentou cinco dicas que podem ser aproveitadas para a melhoria de uma rotina matinal, num vídeo publicado no seu canal de YouTube (After Skool).

Absorver luz natural o mais cedo possível

De acordo com Huberman, deviamos conseguir uma média de 80% de noites bem dormidas para funcionarmos bem. Para dormir profundamente e de forma reparadora, o neurocientista aconselha a exposição à luz natural logo ao acordar – sair para a rua e apanhar cinco a 10 minutos de sol, sem óculos de sol, vai contribuir para um bem-estar que se vai prolongar ao longo do dia. Isto aumenta os níveis de cortisol, uma hormona que ajuda a manter os níveis de alerta, foco e melhoria de humor. É importante que este aumento aconteça logo nas primeiras horas da manhã, pois 16 horas depois o corpo vai começar a produzir melatonina, que ajuda no adormecer. A luz natural de manhã vai libertar dopamina, o que significa que vai sentir mais motivação e um sentido de propósito necessários para enfrentar o dia de forma positiva.

Café ao acordar? Nem pensar

Quando há a obrigação de acordar cedo, existe quem tenha como prioridade beber café. No entanto, não é algo que deva ser feito quando procuramos ter motivação e foco para o dia que nos espera. Segundo Huberman, só se deve ingerir café após uma hora ou 90 minutos de ter acordado, pois desta maneira consegue manter os níveis de adenosina (hormona que promove o sono) baixos, e ser produtivo durante o dia. Ao beber café assim que acorda vai aglomerar uma quantidade de adenosina que acaba por transmitir ao corpo a informação de que está na hora de dormir, "se acorda de manhã e sente que não dormiu tanto quanto devia ou ainda está sonolento, isso quer dizer que ainda existe um excesso de adenosina no sistema".

Retirar a cafeína do topo de prioridades matinais pode parecer uma tarefa radical. Se for o caso, o neurocientista de Stanford aconselha que comece por não ingerir café nos primeiros 15 minutos depois de acordar, e ir aumentando esses minutos até eventualmente chegar à primeira hora do dia sem cafeína no corpo.  

Aumentar a temperatura do corpo

A temperatura do corpo afeta a predisposição para o sono e mexe na forma como acordamos. Antes de acordar, a temperatura aumenta do corpo até meio do dia, e depois cai para o seu ponto mais baixo a meio da noite, explica Huberman. De forma a aumentar a temperatura interna no corpo, o aconselhado é praticar exercício físico e tomar um duche de água fria. Huberman explica que quando a superfície do corpo está fria, a temperatura interna aumenta e aquece, para compensar.

Os duches de água fria são algo cada vez mais adotado por quem tem um interesse pelo bem-estar. Neste caso, o especialista afirma que esta técnica é ótima pois faz com que haja uma libertação de adrenalina e dopamina, que se prolongam durante horas após essa exposição à água. O especialista remata afirmando que "ao combinar luz, exercício e exposição a água fria" estamos a relaxar o corpo.

Saiba mais Dormir, Acordar, Rotina, Manhã, Exercício, Duche frio, Saúde
Relacionadas

Fazer exercício de manhã - e de ressaca - recomenda-se?

As pessoas que têm uma rotina de exercício físico estabelecida no dia-a-dia podem achar necessário fazer exercício no dia a seguir a uma saída à noite, para "libertar toxinas". Existe quem o faça, e quem prefira tirar o dia para ficar no sofá a ver Netflix. Quem está certo?

Qual a melhor hora para acordar no outono?

O final do horário de verão costuma ser sinónimo de menos energia, menos vontade de sair, e para alguns, sinónimo de depressão sazonal. Mas graças a um novo estudo, este outono pode ser diferente. Descubra a que horas é deve acordar, segundo os especialistas.

Mais Lidas