Prazeres / Lugares

Le Sirenuse, o hotel na costa amalfitana onde os ricos passam férias

Aos 70 anos, o Le Sirenuse continua a ser um destino idílico em Positano, Itália, que junta mar, alta cozinha e arte. Sim, arte. Veja as imagens.

Foto: Brechenmacher & Baumann
03 de maio de 2021 | Rita Silva Avelar
Há setenta anos, Positano ainda não era um destino procurado para férias, nem estava conotado como um dos mais belos cenários para desfrutar da dolce vita italiana, mas este pequeno paraíso na costa amalfitana, em Itália, já tinha os seus encantos. 
Le Sirenuse
Le Sirenuse Foto: Brechenmacher & Baumann

Como a casa de férias da família Sersale, uma vila do século XVIII que em 1951 deu lugar a um encantador hotel boutique.

Para comemorar os 70 anos da sua inauguração, o Le Sirenuse conta a sua história em vários capítulos: o primeiro já está online. Cada um dos 58 quartos e suites é como um regresso a um passado glamoroso. Paredes caiadas de branco, tetos tradicionais abobadados, azulejos de cerâmica feitos por artesãos locais, e antiguidades são complementadas por obras de arte da coleção privada da família, expostas nos vários recantos do hotel. A vista abrange a bela cúpula da igreja da cidade, as casas coloridas de Positano e prolonga-se até ao mar Mediterrâneo e às ilhas Sirenusas, às quais o hotel deve o seu nome.
Le Sirenuse
Le Sirenuse Foto: Brechenmacher & Baumann


Enquanto o Le Sirenuse se prepara para celebrar este aniversário, a nova geração da família Sersale entrou "a bordo" para dar um novo rumo ao hotel icónico. Aldo Sersale, o filho mais velho, renovou o restaurante e os três bares, dando um enfoque ainda maior aos produtos e receitas locais. Francesco Sersale, o seu irmão mais novo, trabalha lado a lado com a mãe, Carla Sersale, para reforçar a identidade e coleções que fazem parte da marca Empório Sirenuse, incluindo linhas de moda e lifestyle. 
Le Sirenuse
Le Sirenuse Foto: Brechenmacher & Baumann

Le Sirenuse
Le Sirenuse Foto: Brechenmacher & Baumann

A ligação da família à arte tem várias décadas. Desde 2015 que o hotel tem  um programa de arte contemporânea, "Artistas em Le Sirenuse". Com curadoria de Carla e Antonio Sersale em colaboração com a curadora britânica Silka Rittson-Thomas, reflete a  ligação de Positano à criatividade e, ao mesmo tempo, a paixão de colecionar. Todos os anos, um artista é convidado a criar uma obra em diálogo com o ambiente e o espírito deste lugar. Por aqui, já passaram nomes como Rita Ackermann, Caragh Thuring, Matt Connors, Alex Israel, Stanley Whitney e Martin Creed, este último tem agora uma instalação no recém inaugurado Don't Worry Bar, novidade do hotel para 2021.
Le Sirenuse
Le Sirenuse Foto: Brechenmacher & Baumann
Le Sirenuse
Le Sirenuse Foto: Fabrice Demoulin
Saiba mais Le Sirenuse, Le Sirenuse Positano, Itália, Aldo Sersale, Carla Sersale, turismo, economia, negócios e finanças, artes, cultura e entretenimento, hotelaria e alojamentos
Relacionadas
Mais Lidas
Lugares Desconfinar em modo luxo no Douro

Viajar tornou-se uma experiência demasiado regozijante para se desperdiçar à toa. Fomos conhecer as novidades do Six Senses Douro Valley, em Lamengo, agora renovado e com descontos para marcações feitas nos próximos três anos.