Prazeres / Drive

Ter um SUV está in

A moda dos SUV não pára, mesmo nas marcas mais exclusivas. Urus, Bentayga ou Velar são nomes de SUV exclusivos que significam potência e luxo nas alturas.

Foto: Lamborghini
04 de maio de 2020 | João Tomé

Os SUV estão mesmo na moda. E se a moda, para alguns, podia parecer passageira, há uns anos, quando o Nissan Qashqai começou a tornar-se um sucesso de vendas mundial, hoje sabemos que os SUV são uma tendência que continua a crescer de forma vertiginosa. Ah, e são cada vez mais abrangentes e luxuosos. Ao contrário do que vemos na moda, em que as tendências mudam de estação para estação, no mundo automóvel, os SUV estão a tornar-se reis e senhores dos carros com sex appeal. Só em 2017 foram lançados, em Portugal, 27 novos SUV e as vendas tiveram um crescimento de 50% neste tipo de modelos. E o que são os SUV? Os Sports Utility Vehicle são uma espécie de jipes domesticados, mais prontos para a cidade, embora tenham uma posição de condução alta e uma altura ao solo elevada. Vamos nas alturas! Há várias variantes, tamanhos, segmentos e estilos, ao ponto de existirem mesmo os SUV Coupé, com ar mais desportivo, como o BMW X6 ou o Mercedes GLC. Em 2015, os SUV já significavam 22,9% das vendas mundiais de automóveis e, em 2017, bateram o recorde, com 36,8% das vendas – cerca de 25 milhões de carros. Estima-se que, até 2031, o total atingirá os 42 milhões por ano.

Lamborghini Urus: Super SUV

Pertence a uma marca de superdesportivos que se estreia no maravilhoso mundo desses veículos. O Urus deve o seu nome a uma espécie já extinta de gado que viveu na Europa e na Ásia. Nomes à parte, a marca dos touros enraivecidos colocou no Urus um explosivo motor V8 bi-turbo de 4.0 litros capaz de debitar 641 cv de potência. O feroz modelo atinge os 100 km/h em 3,6 segundos e os 200 km/h em meros 12,8 segundos. A velocidade máxima é de 305 km/h. Números dignos de um Lamborghini que não descura as linhas arrojadas a que a marca italiana nos habituou. O condutor pode escolher seis modos de condução que variam entre o Strada (estrada), Sport, Corsa (pista), Neve, Terra e Sabbia (areia). O Urus fica, neste caso, mais alto e suave. Para desenvolver o lado mais desportivo do modelo, a Lamborghini fez testes intensos no traçado de Nurburgring, na Alemanha. 

Lamborghini Urus
Lamborghini Urus Foto: Lamborghini

Bentley Bentayga: Gentleman’s SUV

A Bentley aventurou-se no mundo dos SUV, em 2016, com o Bentayga e, na altura, era apelidado de SUV mais luxuoso do mundo. Hoje tem novos rivais. E a marca reclama o título de SUV Diesel mais rápido: o motor V8 com três compressores, dois turbos e 435 cv de potência atinge os 270 km/h e faz dos 0 a 100 km/h em 4,8 segundos, apesar das 2,4 toneladas de peso. O luxo é omnipresente e é fácil acrescentar 100 mil euros ao preço com opcionais, isto se não acrescentarmos no pulso o relógio de automóvel mais caro do mundo. O Mulliner Tourbillon, concebido para este modelo pela Breitling, custa 150 mil euros e é o mais complexo dos mecanismos relojeiros, que inclui oito diamantes. O interior deste SUV é um hino ao requinte, combinando o estilo clássico (não falta madeira e couro) com as tecnologias mais avançadas. Os bancos têm todos ventilação e massagem e na fila de bancos traseiros há dois tablets de 10,2 polegadas com acesso à Internet. A aparelhagem é ágil q.b., tem uma aparelhagem com 18 altifalantes e 1800 watts. 

Bentley Bentayga: Gentleman’s SUV
Bentley Bentayga: Gentleman’s SUV Foto: Bentley

Range Rover Velar

Não está no nível de exclusividade do Lamborghini ou do Bentley, mas tem argumentos fortes para ombrear com pesos pesados como o Mercedes-Benz GLE ou o novo Maserati Levante. É "primo" do Jaguar F-Pace e do mais pequeno E-Pace, ou não partilhassem alguns componentes e fossem do mesmo grupo. A marca, com sede em Coventry, no Reino Unido, mostra o que vale no Velar através de um design arrojado e atractivo, respeitando os valores clássicos da marca. Com uma caixa automática de oito velocidades ZF e sistema de tração integral, com o motor a gasolina 2.0 de 300 cv, o Velar faz dos 0 aos 100 km/h em seis segundos. O tamanho médio, abaixo dos cinco metros de comprimento, também ajuda a torná-lo bem ágil nas curvas, num modelo de um conforto notável, com bancos com ventilação e massagem. Não falta uma suspensão adaptativa, a mesma do F-Pace, que reduz a altura do veículo acima dos 105 km/h para lhe dar melhor aerodinâmica. No interior, destaque para os dois ecrãs tácteis, um deles inclui um verdadeiro computador, com 60 GB de disco para guardar o que quisermos e Internet 4G. 

Range Rover Velar
Range Rover Velar Foto: Range Rover

Volvo XC90

O XC90 deu à Volvo, desde 2016, uma série de prémios um pouco por todo o mundo. Uns pelo design, outros como melhor SUV e outros, ainda, como melhor SUV de luxo, dos Estados Unidos à Alemanha, passando pela Índia, pelo Brasil e pela China. Foi carro do ano na Suécia (claro!) e para várias publicações dos Estados Unidos. Distinções à parte, o que é que o XC90 tem? Não lhe falta espaço, até porque usa uma nova plataforma que consegue aproveitar, ao máximo, os 4,95 metros do XC90. Depois, os senhores da marca sueca dedicaram-se não só a colocar tecnologia de segurança notável como a tornar o interior verdadeiramente luxuoso. Rival directo do BMW X5, do Range Rover Sport ou do Audi Q7, este XC90 não só tem um design luxuoso e distintivo no exterior como dedica uma atenção aos pormenores no interior notável. Destacamos o painel de instrumentos, que é um ecrã de 12,3 polegadas que não sofre com os reflexos, e o ecrã táctil, de nove polegadas, ao alto, que funciona como um verdadeiro tablet e permite controlar quase tudo no SUV. 

Volvo XC90
Volvo XC90 Foto: Volvo

 

Mercedes-Benz GLS/GLC

Esta marca apostou forte nos SUV, nos últimos tempos. Existem de todos os tamanhos, desde o GLA ao maior GLE. Pelo meio, existem variantes como o GLC, o SUV coupé da marca, o rival directo do BMW X6. Luxo não falta, até porque a Mercedes tem sabido usar o design moderno a favor dos seus modelos.

Mercedes-Benz GLS/GLC
Mercedes-Benz GLS/GLC Foto: Mercedes

Tesla Model X

O Model X está entre o SUV e o monovolume ou crossover. Ou seja, não lhe falta espaço, nem potência, rapidez e tecnologia inovadora, como é apanágio da marca de Elon Musk.

Porsche Cayenne/Macan

A Porsche tem o seu Cayenne, desde 2003, que foi alvo de muitas críticas na altura, por parte dos fãs puristas da marca. Mais recentemente, tornou-se mais agressivo no design, mais luxuoso e digno dos pergaminhos da marca desportiva alemã que lançou, há três anos, o SUV mais pequeno, o Macan.

Porsche Cayenne
Porsche Cayenne Foto: Porsche



Lexus RX/NX

A Lexus tem uma tradição longa em SUV. O RX foi o primeiro, mas só ganhou um design e um interior verdadeiramente luxuosos desde 2012. Três anos depois foi lançado o NX, um tratado de design desportivo japonês que também já ganhou vários prémios.

 
Outros modelos: Maserati Levante; BMW X5; Audi Q5 e Q7; Alfa Romeo Stelvio; Jeep Grand Cherokee; Jaguar F-Pace e E-Pace.

 

 

Saiba mais moda, SUV, marcas, exclusivas, populares, luxo
Relacionadas

Os luxos dos jogadores de futebol

Mansões que valem milhões, carros topo de gama, jatos privados e capas de telemóvel no valor de 35 mil euros — assim gastam as suas fortunas os melhores jogadores do mundo. Mas existe, também, um lado solidário que os craques da bola nunca esquecem. E isso, sim, é “jogar bonito”.

Belos, fashion e desejados

Carros há muitos. Mas estes são tão desejados, quanto são fashion e entusiasmantes. Aston Martin, Bugatti, Porsche, Audi e Lamborghini. Tudo ao dispor, desde que dinheiro não seja um problema.

Mais Lidas
Drive Os carros que estão (sempre) na moda

Estar na moda pode ser subjectivo. Mas há automóveis que reúnem a beleza e a elegância necessárias para estar in fashion. Na nossa lista há desde um Rolls-Royce inédito até a um BMW sem capota.

Drive 7 museus para viver a paixão pelos automóveis

A velocidade e a competição não são os únicos combustíveis dos aficionados por automóveis. Selecionamos sete museus onde se contam histórias, se celebram marcas, se contempla uma indústria em constante movimento e se aprecia a arte do design. Uma viagem com paragens obrigatórias em França, Itália, Alemanha, Estados Unidos e, claro, no Caramulo, em Portugal.

Drive O novo Ferrari Roma é uma obra-prima

Atribuíram-lhe o nome de Ferrari Roma e é o automóvel perfeito para quem gosta de obras-primas. O novo modelo alia os traços clássicos icónicos com os do exclusivo 250 GTO e a modernidade e a potência dos desportivos da atualidade. Uma delícia de arte e engenho italiano.