Estilo / Beleza & Bem-Estar

Os melhores amigos de um homem

Com os cuidados masculinos, todo o cuidado é pouco. Por isso, há que contar com uns quantos profissionais e com uns quantos algarismos à esquerda da vírgula na conta bancária.

Paul Newman
Paul Newman Foto: Getty Images
22 de novembro de 2019 | Eduardo Câmara

1. O Cabeleireiro. Era uma palavra que arrepiava, há uns anos, qualquer homem de barba rija com mais de três dias. Ir a um cabeleireiro era coisa de senhoras. Mas nos anos 80, em Portugal, surgiram os cabeleireiros unissexo e mulheres a cortar o cabelo a homens e as mentes masculinas desempoeiraram-se. Hoje, há profissionais de ambos os sexos a fazer cortes para todos os gostos (e bolsas) que revelam se se é conservador ou vanguardista, fashionista ou antiquado, moderno ou "bota-de-elástico", intelectual ou frívolo e conformista ou insubmisso. Em princípio, para sabermos a moda basta seguirmos os cortes de Beckham ou de outras celebridades masculinas também com gosto insuspeito, isto é, que não sejam futebolistas no activo. Como em todas as profissões, também nesta há os bons e os menos bons a exercer. Mas como diria o meu avô, a diferença entre um bom corte e um mau corte são 15 dias…

Jock Mahoney
Jock Mahoney Foto: Getty Images

2. O Barbeiro. Há quem diga que é este o melhor amigo de um homem porque tem sempre a navalha apontada ao pescoço alheio. Os reis e os déspotas que o digam. Só é pena não haver mulheres neste métier. O rosto escanhoado ou uma barba bem tratada ou aparada têm o mesmo efeito que uma gravata, umas calças bem vincadas e uns sapatos engraxados. Dão aprumo. Os barbeiros começaram a ver a vida a andar para trás com esta moda das barbas, tal como nos anos 60, mas a situação deu a volta e não há cadeiras que cheguem para os que querem tratar as ditas às mãos de quem sabe, navalhas à parte. Só é pena que os assentos já não se virem, como dantes. E percebe-se porquê…

Walter Pigeon
Walter Pigeon Foto: Getty Images

3. A Manicure. Era outra palavra de fazer eriçar os pêlos de homens com a floresta virgem no peito. Na verdade, apenas os gentlemen tratavam as unhas das mãos e hidratavam a pele das mesmas. Hoje, é prática comum entre homens que se cuidam bem. Aquela imagem da manicure loura oxigenada, com uma bata branca curta, justa e decotada quase a fazer saltar uns seios mediterrânicos faz parte apenas do imaginário do humor inglês. Hoje, há profissionais competentes de ambos os sexos, ainda que as mulheres (pre)dominem nessa actividade que tem cada vez mais adeptos. Nisto, há apenas uma regra: as unhas querem-se bem tratadas e não meticulosamente manicuradas. Por via das confusões…

Bee Gees
Bee Gees Foto: Getty Images

4. O Dentista. Diz o povo que "os dentes são o espelho do rosto". O cuidado dos portugueses com a dentição é visível, por exemplo, com o número crescente de adultos com aparelhos correctores na boca. Também já não vemos, na televisão, figuras públicas com a falta de molares superiores. Mas há que ter atenção aos excessos para não ficarmos com fileiras de dentes implantados como as das celebridades americanas (altos e iguais como se fossem teclas de piano e brancos como portas de frigorífico) que parecem ter todos as mesmas. Há que pedir ao dentista que clareie os dentes, mas que não os branqueie porque devemos ter a cor dos dentes compatíveis com a cor do globo ocular. E uma fileira de dentes cuidada deve ser imbatível na imagem, a ponto de fazer inveja à Lassie

Frank Sinatra e Tony Bennett
Frank Sinatra e Tony Bennett Foto: Getty Images

5. O Nutricionista e o Dietista. "Pela boca morre o peixe" é outro ditado popular fundamentado. Saber comer e conseguir manter o peso desejável numa pessoa saudável é uma tarefa árdua e, quase sempre, inglória, sobretudo para quem tem mais de 30 anos, para quem "alimenta" uma vida sedentária ou para quem deixou de estar solteiro. Dieta sem exercício físico resulta muito pouco e, em caso de se precisar de ajuda, existem bons profissionais em nutrição ou em dietética para nos guiarem e ajudarem a conseguir objectivos. Deve seguir-se dietas aconselhadas por quem sabe e que são aplicáveis a cada caso, refutando os regimes draconianos e punitivos. Uma das vias para perder peso consiste em comer várias vezes por dia. Perder a cabeça de vez em quando com junk food ou com uns copos com amigos também faz bem. À alma, claro.

Clark Gable
Clark Gable

6. A Visagista e a Esteticista. Já consultou alguma ou algum (os homens são raros)? É algo que requer atenção e cuidados regulares porque o estado do rosto, excepto a parte da saúde, revela muito de nós, sejamos homens ou mulheres. As novas técnicas de tratamento da derme e dos músculos do rosto e do pescoço, através de massagens manuais ou de tratamentos por meio de electricidade, aos quais se juntam os séruns e hidratantes regeneradores, tonificadores e refirmantes garantem maravilhas, até no corpo. Aproveite-se a ocasião para tirar os pêlos inestéticos (nas narinas, nas orelhas, entre as sobrancelhas…). Além disso, existe uma panóplia de produtos que ajuda a ocultar pequenas imperfeições da pele, em pó ou em creme. Há que saber aplicá-los e ter cuidado na escolha para não se ficar com um ar de quem está maquilhado para aparecer na televisão. Os autobronzeadores são outra solução para conferir um ar mais saudável. Mas escolha um que não lhe dê o tom alaranjado de Trump ou o tisnado de Berlusconi.

7. O Dermatologista. Nos lugares nocturnos de luxo, em Nova Iorque, os porteiros-rottweilers estão ensinados a detectar o nível de um cliente através da qualidade da pele. Para eles, uma derme saudável e bem tratada poderá ser um sinal de conforto financeiro e de civilidade. Cuidar da pele, como se referiu, é essencial. As visitas regulares a médicos especialistas são aconselháveis, nomeadamente para a triagem de manchas, sinais e outros elementos que poderão ser nocivos à saúde. Diz-me que pele tens e dir-te-ei quem és? No caso do actual Presidente dos EUA, a análise não falha…

Steve Mcqueen
Steve Mcqueen Foto: Getty Images

8. O Personal Trainer. Quando os ginásios conheceram um boom, em Lisboa, nos finais do século passado, ter um PT era coisa chique (porque ainda são caros), mesmo que os resultados não fossem visíveis. Hoje, para quem está disposto a contratar os serviços desses profissionais de ambos os sexos, no ginásio ou no domicílio, o apoio de personal trainers é um reforço na qualidade dos exercícios físicos e da meta a atingir. Os bons PT assumem-se como os flageladores nas antigas galeras, mas garantimos que o investimento, o esforço, o suor e as lágrimas resultantes serão recompensados com um corpo tonificado, musculado (sem excesso) e em forma.

Sean Connery
Sean Connery

9. A Masseuse e o Osteopata. Aquela ideia da massagista como se via nos filmes de James Bond ou nos programas de Benny Hill também faz parte das fantasias masculinas que nada têm a ver com a realidade das verdadeiras profissionais. Também existem massagistas masculinos, mas estes quase sempre estão dedicados à recuperação física. As profissionais diplomadas são também aconselhadas para o relaxamento e, sobretudo, para a parte estética, tal como a drenagem, a tonificação e a refirmação muscular do corpo. Como complemento, a ida regular a um (ou uma) osteopata (que poderá, em alguns casos, substituir a massagem) é mais do que aconselhável para manter o corpo em forma. Se está a ler este artigo é porque já não é um adolescente e se não tomar conta de si, agora, quem é que tomará?

Woody Allen
Woody Allen Foto: Getty Images

10. O Psicanalista. Um corpo em forma exige uma cabeça que também o esteja. Aquela ideia, segundo a qual só quem está maluco é que deve consultar um psicanalista, já não se usa. De um modo ou de outro, todos temos problemas por solucionar e desabafar com um (ou com um psicólogo clínico ou com outro profissional acreditado) ajuda, se houver necessidade disso, claro. Dantes falava-se com um padre, mas os tempos mudaram. Exige tempo e investimento financeiro. Nos Estados Unidos, por exemplo, existem desses clínicos para quase tudo. Lembremo-nos que Woody Allen levava os cães a serem consultados por um. Só na cabeça dele. E na do psicanalista…

 

Saiba mais melhores amigos, homem, cuidados, beleza, bem-estar, beleza
Relacionadas

Pelas minhas barbas!

As barbas estão na moda há tantos anos que já deixaram de estar na moda e, no entanto, vêem-se cada vez mais homens com a cara coberta de pelo. Porque será que a nossa geração gosta tanto delas? E o que fazer para deixar crescer uma da qual nos possamos orgulhar?

Os homens são mais vaidosos?

Estão um pouco por toda a parte. Musculadíssimos, nos reflexos dos espelhos dos ginásios. Penteadíssimos, nas barbearias de inspiração vintage. Elegantíssimos, nos provadores das lojas mais exclusivas. Eles andam aí e não brincam em serviço: sem um cabelo fora do sítio ou um vinco na camisa, nunca o homem foi tão vaidoso.

Uma história com muitos pelos

Ao longo dos tempos, os pelos faciais têm tido um papel mais relevante do que lhes é atribuído. Tiveram força, simbolizaram poder, ideologias políticas e estatutos sociais tanto quanto já foram ridicularizados e até legislados contra. Foram oprimidos e foram imortalizados através das artes e de personagens icónicas da história. Mas nunca desapareceram de cena.

Christmas Delight, presentes que ficam na memória

Oferecer o presente perfeito não é uma tarefa fácil, mas no universo dos cuidados masculinos são diversas as sugestões que ficam na memória. Reunimos algumas das mais originais para que nada falhe neste Natal.

O regresso do gel está a deixar todos de cabelos em pé

O gel já esteve por um fio, mas está de regresso. Com mais ou menos pelo na venta, este produto de styling voltou às passerelles e às passadeiras vermelhas e deu a volta à cabeça de alguns dos homens mais populares em Hollywood.

Mais Lidas
Beleza & Bem-Estar Os futuro da cosmética

Quais são as novas propriedades que estão a ser usadas na cosmética e que podem fazer a diferença? Estas são as tendências que os aficionados do mundo da beleza – e todos os outros – têm de conhecer.