Viver

A nova função do IPhone que está a irritar Mark Zuckerberg

O novo IPhone traz uma nova função de privacidade –a ATT (App Tracking Transparency). Foi lançada em abril e está a contribuir para o fim das campanhas publicitárias das redes sociais.

Foto: Pexels
21 de julho de 2021

A funcionalidade permite ao utilizador ser invisível nos sites e apps a que acede com o telemóvel, tornando-se impossível de rastrear. Assim, redes sociais como o Facebook ficam com mais dificuldade em seguir os passos dos utilizadores online.

É uma inovação recente mas parece já ter uma base sólida de fãs. Segundo as estatísticas da aplicação financeira Branch, 75% dos utilizadores de IPhone escolheram não ativar a possibilidade de rastreio, aumentando a privacidade na Internet.

O Facebook já admitiu que está à procura de novas formas para medir o sucesso das campanhas publicitárias da plataforma, desta vez com a privacidade dos utilizadores em mente.

No que toca à confiança dos utilizadores, é caso para se dizer que a Apple vai à frente do Facebook e mesmo da Google. Segundo a revista Forbes norte-americana, "é importante lembrar que a privacidade é um modelo de negócio que funciona para a marca que criou o IPhone" porque a Apple gera dinheiro através de um "ecossistema de hardware, software e serviços" e não do rastreamento de dados.

Afinal, "a privacidade é um direito humano fundamental", diz Tim Cook, o CEO da Apple.

Saiba mais IPhone, política de privacidade, função IPhone, Facebook, media
Relacionadas
Mais Lidas
Viver O que vai o rei Carlos III herdar de Isabel II?

O monarca conta agora com uma fortuna de 500 milhões de dólares que herdou da mãe, Isabel II, e 42 mil milhões de dólares em bens, onde se incluem joias, quintas de cavalos, coleção de arte - e recebeu tudo sem pagar impostos, claro.