Lugares As 7 pistas de esqui mais loucas do mundo!

São as mais íngremes, alucinantes, aterradoras (e, por vezes, fatais) “rampas de lançamento” para os esquiadores mais temerários. E bem piores do que qualquer rebuscada “montanha-russa” para os inexperientes.

Beleza & Bem-Estar Após quase um ano de pandemia, será que perdemos a noite?

Outrora festivas, espaços de experiências e de liberdade, as nossas noites, confinadas, escurecem e escapam-nos, a ponto de desaparecerem. Até mesmo o nosso sono está a perder qualidade, degradado pela angústia. Como podemos viver privados do tempo noturno, salvador que rompe com o quotidiano? Por Sofiane Zaizoune

Viver Anos dourados, as festas que ninguém esquece

Tendo como ponto de partida “a maior festa do mundo” dada pelo Xá da Pérsia, em 1971, recordamos as que foram oferecidas por grands seigneurs nos anos 60 e 70, nesta época em que se festeja a passagem do ano. Ao refinamento de antes sobrepôs-se a riqueza, ao chique o novo-riquismo, à imaginação o trivial, à exclusividade a mundanidade e ao bom gosto a quase vulgaridade. As verdadeiras grandes festas esfumaram-se. Mas não na nossa memória.

+Carregar mais