Prazeres / Sabores

SOI, o restaurante que recria street food com sabores asiáticos

O chef Maurício Vale transformou um restaurante de esquina no Cais Sodré num oásis gastronómico capaz de nos levar até aos sítios mais remotos da Ásia.

Foto: @soi_asian_street_food
14 de janeiro de 2022 | Rita Silva Avelar
Todos sabemos que um bom gastrónomo aprecia street food porque é a representação do mais autêntico que existe de cada cultura gastronómica. Nem sempre tem a melhor apresentação, mas o sabor e a qualidade quase sempre estão lá. O SOI - Asian Street Food, no Cais Sodré, em Lisboa, traz a intensidade e os aromas da cozinha asiática para o conforto de um restaurante acolhedor e luminoso, ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Saiba mais SOI, Cais Sodré, Lisboa, gastronomia
Relacionadas

Vinhos para começar com o pé direito

Numa altura em que se fazem promessas e se pensa no futuro, a frase de Benjamim Franklin vem a calhar: “Toma conselhos com o vinho, mas toma decisões com a água”. Para a primeira parte, as propostas são dois tintos e um branco do Douro e do Alentejo, dois brancos bem díspares e um tinto.

Mais Lidas
Sabores Branco, tinto ou rosé? Os destaques do início do ano

Numa altura de frio e de menos trabalho no campo, a poda nas vinhas não pode esperar. Técnicas que potenciam a qualidade como a do tinto na região que tem dado que falar: beira interior. Dois rosés do Tejo e Douro, um branco também duriense, um licoroso do Pico e um espumante de uma casa centenária.

Sabores Vinhos para começar com o pé direito

Numa altura em que se fazem promessas e se pensa no futuro, a frase de Benjamim Franklin vem a calhar: “Toma conselhos com o vinho, mas toma decisões com a água”. Para a primeira parte, as propostas são dois tintos e um branco do Douro e do Alentejo, dois brancos bem díspares e um tinto.