Prazeres / Sabores

Ceviches, tiraditos e baos no centro de Lisboa

A Praça das Flores tem a vida e a efervescência da cidade concentradas num só sítio. Numa das suas esquinas encontramos o El Cebichero, uma agradável viagem gastronómica pela comida peruana.

Foto: DR
04 de novembro de 2022 | Rita Silva Avelar
Podia ser o nome de um cartel ou de uma família peruana abastada. Mas, neste caso, é mesmo de um novo restaurante na capital, o que não lhe tira finesse. El Cebichero é um nome que fica, que perdura, que incita à curiosidade. Tal como a primeira sensação que temos ao lá entrar - é cativante, convida a sentar ao balcão, como fazemos de imediato antes de pedir uma margarita e uma "muleta peruana" (pisco Ancholado 1615, lima, hortelã, gengibre e bitters).
El Cebichero, novo restaurante da Praça das Flores.
El Cebichero, novo restaurante da Praça das Flores. Foto: DR


Chegados à carta - enquanto trincamos o famoso milho salgado, snack que, já agora, vai muito bem com os cocktails - a surpresa e a estrela é o ceviche tradicional peruano que junta peixe branco fresquinho a um creme de coentros que o envolve com camarão. Uma mini explosão de sabores vindos do mar com o toque absolutamente distinto da aromática. Vale a pena, também, pedir os tiraditos - uma variação da ceviche com fatias de sashimi mais compridas, igualmente envolvidas com os condimentos habituais deste prato. Experimentámos o Tuna Nikei que, embora ligeiramente adocicado pelo sabor do óleo de sésamo, se desfaz na boca e nos deixa admiradas com a proeza de o comermos em escassos minutos. Voltando aos tradicionais, o tiradito de peixe branco é a proposta mais clássica, cítrico e saboroso, e é um prato perfeito para fechar este trio de provas. Ficámos com desejos do bao de peixe branco e coentros - que não escapa numa próxima ida ao El Cebichero. 
El Cebichero, novo restaurante da Praça das Flores.
El Cebichero, novo restaurante da Praça das Flores. Foto: DR


Como houve espaço para sobremesa - e ainda bem - arriscámos a tarte de lima, fresca e apetitosa, com uma cama de bolacha e raspas de lima por cima. Por fim, é de mencionar uma carta de vinhos a copo ou à garrafa que percorrre as várias zonas do país com nomes sonantes como Quinta dos Carvalhais ou Alento, mas que não revela surpresas nem trunfos. O sítio, despretensioso, pequeno e semelhante a uma sala de estar, é revestido a alcatifa nas paredes e por baixo do balcão, de onde podemos ver, sem reservas, os pratos a serem confecionados. A ideia é dos sócios João Baptista, Bernardo Crespo e Kellman Sequeira, atuais proprietários do restaurante El Clandestino, que consigo trouxeram Duarte Cardeira, antigo chef de bar do El Clandestino Lisboa, sempre disponível para explicar as cartas, e também Salvador Sobral, nome bem conhecido da música portuguesa. É ir, amigos.
El Cebichero, novo restaurante da Praça das Flores.
El Cebichero, novo restaurante da Praça das Flores. Foto: DR

Onde? Praça das Flores 46, Lisboa Quando? De quarta-feira a domingo, das 18h à 1h. Reservas 963 611 214

Saiba mais Mundo, Diversão, Comida, El Cebichero
Relacionadas

Receita. Omoleta de camarão à Lucky Cat por Gordon Ramsay

Simples mas saborosa, esta receita foi inspirada por uma viagem que Gordon Ramsey fez ao Laos, país no sudoeste asiático. Para se desfrutar verdadeiramente da experiência gastronómica, a omoleta deve ser servida com sitcky rice e uma salada verde, aconselha o chef no seu novo livro 'Ramsey em 10 Minutos', da Porto Editora.

Mais Lidas
Sabores Vinhos para antecipar os dias frios

A cerca de um mês para o início do Inverno, com as vinhas a descansar, começa-se a preparar o tempo que pede brindes caseiros. Um tinto de parcela do Douro e, da mesma região, um monocasta. Um branco topo de gama do Oeste e dois tintos de Alenquer e de Pias. Um espumante de Bucelas fecha o ciclo.