Prazeres / Lugares

Frevo, o restaurante escondido por trás de um quadro

Numa mistura de arte e gastronomia, Franco Sampogna e Bernardo Silva criaram o Frevo, um restaurante de alta cozinha dentro de uma galeria de Nova Iorque.

Galeria de arte e entrada para o restaurante em nova Iorque.
Galeria de arte e entrada para o restaurante em nova Iorque. Foto: @frevonyc
13 de setembro de 2021 | Ana Damião

Serão os proprietários de Frevo fãs de As Crónicas de Nárnia? Ninguém sabe, mas a verdade é que a entrada para o restaurante parece saída de um conto de fadas. Por trás de um quadro numa galeria de arte em Greenwich Village, Nova Iorque, encontra-se oculto o restaurante de cozinha contemporânea, dirigido pelo chef português Franco Sampogna em conjunto com o sócio Bernardo Silva.

O menu, recheado do melhor que a gastronomia tem para oferecer, conta com seis pratos, dando sempre preferência a "ingredientes de qualidade com ênfase na simplicidade e na sazonalidade", explicou Sampogna à revista Condé Nast Traveler espanhola.

Prato com chocolate, coentros e vinho do Porto.
Prato com chocolate, coentros e vinho do Porto. Foto: @frevonyc

A sustentabilidade e a preocupação com o ambiente é umas das prioridades do chef, que se esforça por diminuir o desperdício alimentar e comprar a produtores locais. "Desde o sal Amagansett Sea Salt e do peixe selvagem do este de Long Island até aos legumes frescos da Norwich Meadows Farms em Norwich, todos os nossos parceiros têm um compromisso com a sustentabilidade e as práticas orgânicas que se alinham com a nossa filosofia", referiu Sampogna à revista.

Interior do restaurante Frevo, em Greenwich Village.
Interior do restaurante Frevo, em Greenwich Village. Foto: @frevonyc

Além da entrada peculiar, Frevo tem ainda outra característica de destaque – quase todos os lugares sentados ficam num bar com vista para a cozinha aberta, embora, se preferir, também possa sentar-se numa das duas mesas disponíveis.

Caranguejo norueguês com caril e ouriço-do-mar com cogumelos maitake e funcho são apenas algumas das especialidades disponíveis no menu, acompanhadas por um conjunto de vinhos selecionados pelo sommelier Quentin Vauleon.

Depois da refeição, pode ainda apreciar os quadros da galeria, cujas exposições estão em constante mudança.

 

 

Saiba mais Nova Iorque, galeria de arte, restaurante, alta cozinha, Frevo, , Franco Sampogna, Bernardo Silva, Greenwich Village, gastronomia, sustentabilidade, artistas
Relacionadas

Volta ao Japão sem sair de Cascais

O Kappo é o mais recente espaço do chef Tiago Penão, que confluiu toda a sua sabedoria nipónica num menu de degustação que nos faz viajar até à outra parte do globo sem sair do assento.

Um brunch à moda do Porto, com um toque intercontinental

Aos fins de semana, é tempo de relaxar no novo espaço do restaurante Astoria, o Pátio das Cardosas Terrace & Lounge, onde é possível provar clássicos de brunch, como os ovos benedict, mas também sobremesas bem portuenses, como rabanada com calda de vinho do Porto.

Mais Lidas