Prazeres / Drive

A história do E-Type, um clássico da Jaguar que celebra 60 anos

Os designers da icónica marca criaram uma gama de peças exclusivas para celebrar o 60º aniversário de uma lenda automóvel, o E-Type de 1961. Conheça a sua história, incluíndo a inesquecível apresentação mundial em Genebra.

A carregar o vídeo ...
15 de março de 2021 | Rita Silva Avelar
O icónico Jaguar E-Type tem uma longa história, que inclui com três séries produzidas ao longo de um período de 15 anos, a contar da sua data de lançamento: março de 1961. O carro desportivo britânico, "o carro mais bonito do mundo" segundo Enzo Ferrari, é frequentemente considerado um dos mais importante, se não o mais importante carro desportivo de todos os tempos.

O modelo foi exibido pela primeira vez à imprensa a 15 de março de 1961, tornando-se num ícone quase desde o primeiro minuto, já que houve um grande alarido logo no anúncio do seu lançamento. Segundo a história do E-Type, tal foi a quantidade de pedidos para test-drives por parte dos meios de comunicação britânicos, que o carro ainda se encontrava na costa britânica, na noite de 14 de março de 1961, à espera de ser transportado até Genebra, local da apresentação mundial.

No dia seguinte, Bob Berry, executivo da Jaguar, conduziu o carro desde a fábrica em Coventry até ao Salão Automóvel de Genebra - chegando apenas 20 minutos antes da hora marcada para a grande revelação. Vinte minutos depois, instalou-se o caos, entre curiosos e jornalistas.

O carro foi revolucionário em muitos aspetos, mas foi o design elegante e fora da caixa que o distinguiu dos restantes carros do mercado da época. No entanto, não foi apenas o aspeto que fez do Jaguar E-Type um dos carros mais desejados do mundo. O preço de lançamento rondava as 2250 libras, o que hoje seriam cerca de 38 mil, o que o tornou surpreendentemente mais acessível do que muitos outros carros desportivos.
Jaguar celebra 60 anos do E-Type de forma criativa: modelos à escala
Jaguar celebra 60 anos do E-Type de forma criativa: modelos à escala


Também apresentava especificações muito mais modernas, tais como suspensão traseira independente e travões de disco versáteis, tudo bastante à frente do seu tempo. O motor, de 3,8 litros, podia atingir uma velocidade máxima de 150mph (equivalente a 241 kph), o que o tornava no veículo de produção mais rápido do mundo na época. 

O E-Type continua a ser um dos carros mais desejados de sempre, e um dos preferidos das celebridades. Segundo a marca, Frank Sinatra, que viu o Jaguar na inauguração de 1961, terá dito: "eu quero aquele carro, e quero-o agora". Outros proprietários famosos incluem nomes como George Harrison, Roy Orbison, George Best, Tony Curtis ou Peter Sellers.
Jaguar celebra 60 anos do E-Type de forma criativa: a T-shirt
Jaguar celebra 60 anos do E-Type de forma criativa: a T-shirt

Para celebrar o 60º aniversário do Jaguar E-Type, a marca lançou uma coleção de impressões em posters de edição limitada, t-shirts e modelos à escala, que comemoram as duas viagens de Coventry à Suíça, para a apresentação do veículo no Salão Automóvel de Genebra. Presta homenagem aos veículos "9600 HP" e "77 RW", protagonistas desta apresentação mundial em março de 1961.

Saiba mais E-Type, Jaguar E-Type, Enzo Ferrari, Coventry, Salão Automóvel de Genebra, desporto, economia, negócios e finanças, futebol, desportos motorizados
Relacionadas
Mais Lidas
Drive BMW iX, cognome O (tão) Desejado

O recém-apresentado iX representa para a BMW o pão para a boca que já tardava desde que o pequeno e já “antigo” i3 foi lançado. A partir de agora, o construtor bávaro volta a ter um modelo 100% elétrico para combater o “inimigo americano” (Tesla) e o “inimigo do costume” (Mercedes, através da sua nova divisão elétrica EQ), que já não vão poder ficar a rir da marca da hélice.