Prazeres / Artes

Quadro que ia ser vendido por €1500 pode, afinal, ser de Caravaggio

A obra passará a valer pelo menos 50 milhões de euros, segundo um crítico de arte italiano. Conheça a história.

Foto: Ansorena.com
09 de abril de 2021 | Rita Silva Avelar
Antes de ter sido retirado de um leilão da Ansorena em Madrid, uma pequena e luminosa pintura a óleo com a imagem de Cristo atribuída ao artista espanhol José de Ribera, e datada do séc. XVII, estava prestes a ser vendida por 1500 euros. No entanto, e de acordo com investigações feitas por especialistas e críticos de arte, chegou-se à conclusão que esta obra pode ser uma valiosa pintura do italiano Michelangelo Merisi da Caravaggio, levando o governo espanhol a impor uma proibição de exportação da mesma.

A tela, que mede 111cm por 86cm, está agora a ser estudada por especialistas para determinar a sua autoria. Este erro tem uma justificação simples: é que José de Ribera, filho de um sapateiro, estudou em Roma e foi um notável seguidor de Caravaggio e um admirador dos seus famosos contrastes de luz e escuridão aplicados na pintura. 

O Ministério da Cultura espanhol explicou que decidiu determinar a proibição preventiva à exportação do quadro após ter recebido uma chamada de peritos do Museu do Prado, em Madrid, na última terça-feira. Os especialistas do museu disseram que havia "provas estilísticas e documentais suficientes" para sugerir que poderia ser um Caravaggio original. "Dada a rapidez com que tudo isto tem vindo a acontecer, precisamos agora de um estudo técnico e científico aprofundado do quadro em questão", disse uma fonte do Ministério, citada pelo The Guardian. "É necessário que haja um debate académico sobre se a atribuição de Caravaggio é plausível e aceite pela comunidade científica".

Há quem esteja completamente convencido de que este é um quadro de Caravaggio, como o crítico de arte italiano e deputado Vittorio Sgarbi. "Olho para ele e parece-me imediatamente que a obra é de Caravaggio, penso que através de financiamento posso devolvê-lo a Itália", disse Sgarbi, escreve também o jornal inglês. "O seu preço poderia ser de cerca de 100 a 150 milhões de euros se se vender em privado, e de 50 milhões de euros se se vender a um museu como o Prado".
Saiba mais Cristo, Michelangelo Merisi da Caravaggio, Ansorena, Madrid, José de Ribera, The, Guardian, Vittorio Sgarbi, Prado, Pintura, obras de arte
Relacionadas

Quando a arte entra casa adentro

Para a sua nova colaboração criativa, a Ikea Art Collection aliou-se a cinco artistas de vários pontos do globo para criar peças exclusivas, acessíveis e intemporais. Entrevistámos o artista alemão Stefan Marx, que desenhou uma jarra e uma manta.

Mais Lidas
Artes Como investir em arte sem sair de casa

Está desejoso de melhorar a imagem de fundo que mostra no Zoom ou apenas quer ver coisas bonitas? Mais tempo em casa significou um aumento das compras online de arte – mas, por onde começar? Phoebe McDowell apresenta-lhe um guia de conhecedora.