Prazeres / Artes

10 discos para começar 2023 alto e bom som 

Os primeiros meses do ano trazem-nos muita boa música por onde escolher. Volume up – estes são os lançamentos mais aguardados dos próximos tempos.  

Billy Corgan dos The Smashing Pumpkins, Iggy Pop e Hayley Williams dos Paramore.
Billy Corgan dos The Smashing Pumpkins, Iggy Pop e Hayley Williams dos Paramore. Foto: Getty Images
06 de janeiro de 2023 | Áureo Soares

6 de janeiro 

Iggy Pop: Every Loser 

Frenzy, logo a abrir, dá o mote ao que será o resto de Every Loser, o novo disco de Iggy Pop. Uma coleção de temas que nos levam para um outro mundo, em que ouvíamos punk-rock no walkman e vestíamos t-shirts estampadas com "Loser". E neste seu 19.º registo de estúdio, o padrinho do punk conta com colaborações de Duff McKagan (Guns N’ Roses), Chad Smith (Red Hot Chili Peppers), Stone Gossard (Pearl Jam) e do falecido Taylor Hawkins (Foo Fighters) numa soma de onze temas para ouvir no máximo. Destaques para o já mencionado Frenzy e Strung Out Johnny, sobre o vício das drogas. 

Iggy Pop: Every Loser.
Iggy Pop: Every Loser. Foto: @iggypopofficial

20 de Janeiro 

John Cale: Mercy 

O primeiro disco de originais de Cale desde Shifty Adventures in Nookie Wood, de 2012. O ex-Velvet Underground inspirou-se nos acontecimentos dos últimos anos, como a eleição de Donald Trump, o Brexit ou a covid-19. O primeiro single, Night Crawling, uma homenagem a David Bowie traz-nos Cale clássico, com sintetizadores e cordas em plena harmonia. De resto, Mercy é para ouvir nas noites frias de inverno com um copo de vinho encorpado na mão. 

A carregar o vídeo ...

27 de janeiro 

The Smashing Pumpkins – ATUM: A Rock Opera in Three Acts – Act 2 

Com as credenciais de roqueiro no ativo em riste, o senhor Billy Corgan dá-nos a segunda parte de uma tríade ambiciosa, a sua ópera-rock ATUM. Este Act 2 chega já no final de janeiro. Para abril está previsto o terceiro e final ato de um álbum conceptual tão ao estilo dos Smashing Pumpkins de Mellon Collie… E a provar que os anos 90 ainda não morreram. 

Billy Corgan dos The Smashing Pumpkins, 2022.
Billy Corgan dos The Smashing Pumpkins, 2022. Foto: Getty Images

27 de janeiro 

Green Day: Nimrod (25th Anniversary Edition) 

É uma reedição, mas para os fãs dos reis do punk-pop californiano é um momento marcante. Esta edição especial de comemoração do 25.º aniversário de Nimrod – foi há assim tanto tempo que cantámos Nice Guys Finish Last? – traz-nos demos do início de carreira dos Green Day, uma cover de Allison, de Elvis Costello, e um disco ao vivo gravado na Electric Factory, em Filadélfia. 

A carregar o vídeo ...

27 de janeiro 

Sam Smith: Gloria 

Três anos depois de Love Goes, um interregno mais pop numa carreira construída a partir de baladas capazes de fazer chorar as pedras da calçada, Sam Smith está de volta com Gloria. O disco promete ser a representação fiel de uma fase de crescimento pessoal e artístico do cantor e compositor que nos deu I’m Not the Only One. A julgar pelo single Unholy, Smith está mais naughty e menos melancólico. Para ouvir com as luzes baixas ou a dois.  

Sam Smith: Gloria.
Sam Smith: Gloria. Foto: D.R

10 de fevereiro 

Paramore: This Is Why 

Seis anos depois de After Laughter, os Paramore regressam com este This Is Why, e, pelo que se ouve no single de estreia, homónimo, curiosamente o último tema escrito para o disco, a banda de Hayley Williams e companhia está em plena forma. A tal não será alheio o facto de este ser o primeiro registo em que os Paramore mantêm a formação da gravação anterior. Pop-rock mais pop não há. 

A carregar o vídeo ...

10 de fevereiro 

Yo La Tengo: This Stupid World 

São poucas as bandas que podem ser consideradas sinónimo do estilo que praticam. Os Yo La Tengo, uma instituição do indie rock, são uma delas e porque acabam de lançar o seu 17.º disco de originais, não poderiam ficar de fora desta lista. De This Stupid World, título que rima com o ar dos tempos, e cuja produção ficou a cargo da banda, é apenas conhecido o tema Fallout, que não desilude. Os Yo La Tengo estarão em digressão este ano e passam por Portugal ainda em março. 

Yo La Tengo: This Stupid World.
Yo La Tengo: This Stupid World. Foto: D.R

24 de fevereiro 

Gorillaz: Cracker Island 

Com colaborações de Stevie Nicks, ex-Fleetwood Mac, Tame Impala ou Beck, entre outros, e o regresso à vida das personagens de ficção do costume – os cartoons 2-D, Murdoc Niccals, Russel Hobbs e Noodle – Cracker Island marca o regresso de Damon Albarn e de Jamie Hewlett aos Gorillaz. E com mais um disco para dançar até perder o fôlego, tal como ouvimos no single de estreia, que dá nome ao disco, com colaboração do baixista, produtor e ex-integrante dos Suicidal Tendencies, Thundercat. 

A carregar o vídeo ...

10 de março 

Lana Del Rey: Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd 

Ícone da música alternativa, a all american e cinemática Lana Del Rey edita o seu nono registo de estúdio, com o longo título Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd. Para já, sabe-se que Father John Misty está entre os vários colaboradores e conhece-se o single de estreia, precisamente o que dá título ao álbum. Os arranjos de cordas e a voz melancólica e arrastada de Lana Del Rey, como nos clássicos Blue Jeans ou Video Games, mostram-nos que quem espera uma (r)evolução, deve aguardar sentado – isto é vintage Lana.

Lana Del Rey: Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd.
Lana Del Rey: Did You Know That There’s a Tunnel Under Ocean Blvd. Foto: D.R

17 de março 

Depeche Mode - Memento Mori

O primeiro LP dos Depeche Mode depois da perda do fundador Andrew Fletcher, em 2022, Memento Mori (do latim, "lembre-se que irá morrer") foi inspirado pela pandemia. A banda apresentou apenas o primeiro single do disco, Ghosts Again, que justifica o aviso de Martin Gore: apesar do título mórbido, este é um disco para celebrar a vida.
Dave Gahan (lado direito) e Martin Lee Gore (lado esquerdo) dos Depeche Mode em 2018.
Dave Gahan (lado direito) e Martin Lee Gore (lado esquerdo) dos Depeche Mode em 2018. Foto: Getty Images
Saiba mais Música, Discos, Iggy Pop, John Cale, The Smashing Pumpkins, Green Day, Sam Smith, Paramore, Lana del Rey, Yo La Tengo, Gorillaz, Depeche Mode
Relacionadas

Duas novas exposições a não perder na Underdogs

A 20 de janeiro inauguram, na Underdogs, as exposições de Halfstudio “A Journey” e de Tobias Gutmann,“I can do that too!”, que abordam temáticas contemporâneas ligadas à complexidade da condição humana.

Mais Lidas
Artes 5 novos livros para curiosos e empreendedores

Bem-estar psicológico, criatividade, empatia. Felizmente estes são conceitos que já entram num léxico de um bom empreendedor, atento tanto às dinâmicas mundiais como aos sentimentos. Elegemos os livros que podem ajudar a aperfeiçoar uma visão mais clara dos negócios, partindo dessa perspetiva.

Artes As 10 melhores séries da Netflix segundo os críticos

O universo do streaming pode ser um pouco confuso, ao ponto de não sabermos que série escolher para ver, resultado da tamanha oferta que existe. Como tal, reunimos algumas das melhores séries da Netflix, avaliadas pelos críticos, para descontrair depois de um dia de trabalho ou relaxar numa tarde de fim de semana.

Artes Gina Lollobrigida. A vida da estrela italiana em fotografias

Partiu um dos maiores nomes do cinema italiano, aos 95 anos. Ao longo da sua carreira, Gina Lollobrigida participou em 60 filmes e ganhou sete David di Donatello, considerado o Oscar de Itália. La Lollo, como era conhecida, destacou-se em obras como "Pão, Amor e Fantasia" (1953) e "A Mais Bela do Mundo" (1955). Recordamo-la nesta fotogaleria.