Lugares

O antes e depois dos locais turísticos afetados pelo coronavírus

O impacto do avanço do Covid-19 em imagens impressionantes um pouco por todo o mundo.

Foto: Getty Images
17 de março de 2020 | Aline Fernandez

A agência de notação financeira Standard and Poor's alerta para o facto de um quinto das receitas externas portuguesas, ou seja, 8% do valor acrescentado bruto vir diretamente do turismo, um setor que está a ser fortemente afetado pelos efeitos da propagação do coronavírus.

Os especialistas consideram ainda que os riscos para Portugal devido ao surto do novo coronavírus são "consideráveis", e já prevêem um défice em 2020. Contudo, a agência decidiu manter o rating e a perspetiva positiva de Portugal, prevendo um "crescimento em U" da economia portuguesa a partir do segundo trimestre, "à medida que a situação externa se desenvolve".

O impacto na despesa orçamental das medidas que precisaram ser tomadas frente ao novo vírus são da ordem dos 300 milhões de euros, conforme informou o ministro de Estado e das Finanças, Mário Centeno, à Lusa. Este valor refere-se apenas às duas próximas semanas que antecedem as férias escolares da Páscoa.

Enquanto aguardamos um abrandamento global e mantemos as expetativas económicas de melhora, reunimos em imagens do impacto já percetível ao redor dos principais pontos turísticos nalguns dos principais países  afetados pelo Covid-19.

Lisboa, Portugal

Elevador de Santa Justa a 16 de março de 2020 (Lisboa, Portugal)
Elevador de Santa Justa a 16 de março de 2020 (Lisboa, Portugal) Foto: Pedro Gomes/Getty Images
Elevador de Santa Justa com a habitual fila de espera, a 11 de junho de 2017 (Lisboa, Portugal)
Elevador de Santa Justa com a habitual fila de espera, a 11 de junho de 2017 (Lisboa, Portugal) Foto: Education Images/Universal Images Group via Getty Images

Londres, Reino Unido

Piccadilly Circus praticamente vazia, a 15 de março de 2020 (Londres, Reino Unido)
Piccadilly Circus praticamente vazia, a 15 de março de 2020 (Londres, Reino Unido) Foto: Hollie Adams/PA Images via Getty Images
O cenário normal da sempre lotada Piccadilly Circus, a 26 de outubro de 2017 (Londres, Reino Unido)
O cenário normal da sempre lotada Piccadilly Circus, a 26 de outubro de 2017 (Londres, Reino Unido) Foto: Tolga Akmen/AFP via Getty Images

Nova Iorque, Estados Unidos da América

Só mesmo um estado de emergência para deixar as ruas da Times Square desertas, a 16 de março de 2020 (Nova Iorque, Estados Unidos da América)
Só mesmo um estado de emergência para deixar as ruas da Times Square desertas, a 16 de março de 2020 (Nova Iorque, Estados Unidos da América) Foto: Tayfun Coskun/Anadolu Agency via Getty Images
Times Square, um dos locais com mais movimento no mundo, a 12 de julho de 2019 (Nova Iorque, Estados Unidos da América)
Times Square, um dos locais com mais movimento no mundo, a 12 de julho de 2019 (Nova Iorque, Estados Unidos da América) Foto: Gary Hershorn/Getty Images

Paris, França

No Trocadéro, com uma das melhores vistas para a Torre Eiffel, em março de 2020 (Paris, França)
No Trocadéro, com uma das melhores vistas para a Torre Eiffel, em março de 2020 (Paris, França) Foto: Ludovic Marin/AFP via Getty Images
Dias antes do presidente da França Emmanuel Macron aplicar restrições à população, o mesmo Trocadéro lotado (Paris, França)
Dias antes do presidente da França Emmanuel Macron aplicar restrições à população, o mesmo Trocadéro lotado (Paris, França) Foto: Samuel Boivin/NurPhoto via Getty Images

Berlim, Alemanha

Na praça em frente ao Portão de Brandemburgo após as medidas de contenção do governo alemão, a 15 de março de 2020 (Berlim, Alemanha)
Na praça em frente ao Portão de Brandemburgo após as medidas de contenção do governo alemão, a 15 de março de 2020 (Berlim, Alemanha) Foto: Paul Zinken/picture alliance via Getty Images
No mesmo local, dez dias antes da medida de prevenção, a 5 de março de 2020 (Berlim, Alemanha)
No mesmo local, dez dias antes da medida de prevenção, a 5 de março de 2020 (Berlim, Alemanha) Foto: Jens Kalaene/picture alliance via Getty Images

Madrid, Espanha

A mesma Plaza Mayor numa quarta-feira típica, antes do coronavírus crescer na capital espanhola, a 26 de fevereiro de 2020 (Madrid, Espanha)
A mesma Plaza Mayor numa quarta-feira típica, antes do coronavírus crescer na capital espanhola, a 26 de fevereiro de 2020 (Madrid, Espanha) Foto: Matt McNulty - Manchester City/Manchester City FC via Getty Images

Milão, Itália

Uma cena quase rara do Duomo di Milano sem as habituais multidões, a 15 de março de 2020 (Milão, Itália)
Uma cena quase rara do Duomo di Milano sem as habituais multidões, a 15 de março de 2020 (Milão, Itália) Foto: Fabio Iona - Corbis/Corbis via Getty Images
Há algumas semanas, a 21 de fevereiro de 2020, a praça do Duomo di Milano cheia de gente (Milão, Itália)
Há algumas semanas, a 21 de fevereiro de 2020, a praça do Duomo di Milano cheia de gente (Milão, Itália) Foto: Diego Puletto/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Saiba mais turismo, impacto, coronavírus, vírus, Covid-19, epidemia, Lisboa, Portugal, Londres, Reino Unido, Nova Iorque, Estados Unidos da América, Paris, França, Berlim, Alemanha, Madrid, Espanha, Milão, Itália
Relacionadas

11 regras para trabalhar em casa (e não dar em maluco)

A sua empresa prepara-se para o mandar trabalhar para casa – se é que já não foi – mas fazê-lo pode não ser muito fácil, especialmente para quem não está habituado. Aqui ficam 11 regras para ser (ainda) mais produtivo.

Depois da Covid-19, diga adeus às cidades como as conhece

As cidades são epicentros de novo capital e criatividade, dado que a proximidade gera novas ideias e oportunidades. No entanto, todas as pandemias da história deixaram a sua marca na vida urbana, e o novo coronavírus já o está a fazer.

Mais Lidas
Lugares Os melhores destinos de férias para 2020

Resort ou safari? Praia idílica ou montanha aventureira? É sempre um desafio escolher o próximo destino de férias. É por isso que adoramos listas de destinos, como a última selecção “top 10” da revista de viagens Condé Nast Traveller.