Estilo / Guia de Compras

Odeia atacadores? A Nike quer evitar esta chatice

A marca quer reinventar os mocassins com aposta em modelos práticos e cada vez mais fáceis de calçar.

22 de novembro de 2019 | Bloomberg

Depois de anunciar um calçado "high tech" com atacadores automáticos em janeiro, a gigante de artigos desportivos decidiu investir numa fabricante de calçado que dispensa as mãos na hora de os calçar - essencialmente mocassins, que entram e saem sem muita dificuldade.

A Nike comprou uma participação - cuja percentagem não foi revelada - na Handsfree Labs, com sede no Utah. A empresa é popular entre consumidores que preferem calçados sem atacadores e pessoas com deficiência, que têm dificuldade para atá-los. Os termos do acordo não foram divulgados.

Os calçados são promovidos como os primeiros que podem ser calçados sem o uso das mãos. Talvez seja uma afirmação exagerada, considerando a existência de chinelos, sandálias e mocassins, mas o produto da Handsfree possui atacadores como adorno e promete ser especialmente fácil de calçar.

A Nike não é a única a explorar o mercado de roupas adaptadas - vestuário que facilita a sua utilização por pessoas com deficiência. A Tommy Hilfiger lançou uma linha de roupas adaptadas há dois anos.

Tom Clarke, presidente de inovação da Nike, revelou em comunicado que a tecnologia da Handsfree "tem potencial de ampliar e aprimorar esse esforço, removendo barreiras para o jogo e tornando o desporto mais fácil para mais pessoas".

Em 2015, a Nike lançou a FlyEase, uma coleção de calçados que usam fecho éclairs, velcro e outros elementos de fixação em vez dos atacadores. O mais novo modelo FlyEase foi exibido este mês: umas chuteiras para o jogador de futebol americano Shaquem Griffin, do Seattle Seahawks, cuja mão esquerda foi amputada quando criança.

Em janeiro, a Nike lançou uns ténis de basquete com atacadores automáticos, vendido a partir dos 350 dólares. Os modelos com atacadores automáticos, que são ligados à aplicação da Nike e requerem recarga, são mais uma demonstração das proezas tecnológicas da Nike do que uma solução prática para quem possa precisar do recurso.

Saiba mais FlyEase, Nike, Handsfree, bens de consumo
Relacionadas

O relógio de mergulho do ano

O modelo Seiko Prospex Diver, da linha LX, ganhou o prémio de Melhor Relógio de Mergulho no Grand Prix de Horlogerie, em Genebra.

Mais Lidas
Guia de Compras Blue note

O azul está de volta em todos os seus tons, desde o mais escuro ao mais vivo. Para usar dos pés à cabeça misturando diferentes tonalidades ou texturas.

Guia de Compras Shine bright...

Para continuar a brilhar em 2020, misture os diferentes tons metálicos, com cores neutras ou sobre a pele e num look elegante, mas cheio de personalidade.