Viver

Estas são as cidades mais caras do mundo para uma vida de luxo

Caçadores de pechinchas ricos devem pensar duas vezes antes de se casar em Nova Iorque, contratar advogados em Hong Kong ou comprar bons vinhos no Rio de Janeiro.

Foto: James Leynse/Corbis via Getty Images
17 de janeiro de 2020 | Bloomberg

Isto de acordo com o Julius Baer Group, que identificou as cidades mais caras do mundo numa série de bens e serviços de luxo - como imóveis, personal trainers e whisky. Impostos elevados tornam o Rio de Janeiro a metrópole mais cara do mundo em cinco das 18 categorias do "Global Wealth and Lifestyle Report 2020" do banco suíço.

Nova Iorque surge como o local mais caro para realizar um casamento com 400 pessoas ou contratar um personal trainer, enquanto Londres fica em primeiro lugar dos sítios onde é mais dispendioso fazer uma cirurgia ocular para corrigir a visão turva.

Ainda assim, Hong Kong é a cidade mais cara do mundo, no geral: a antiga colónia britânica é citada com frequência entre as 10 principais metrópoles mais caras para categorias como restaurantes sofisticados e carros de luxo.

Foto: Bloomberg


O relatório divulgado esta semana destaca a crescente opulência num contexto de tensões sobre a divisão entre ricos e pobres. A grande desigualdade em Hong Kong, impulsionada pelos baixos impostos, ajudou a alimentar a pior revolta desde que a cidade regressou ao domínio chinês em 1997.

A ideia de luxo já teve muito a ver com "produtos sofisticados, como carteiras ou carros desportivos", disse no relatório Nicolas de Skowronski, diretor de soluções de gestão de património do Julius Baer. "Agora, isso transformou-se numa categoria mais ampla que inclui serviços e experiências, desde refeições requintadas até novas tendências de estilo de vida, como o bem-estar".

Foto: Bloomberg


Embora Hong Kong possa cair em futuros rankings devido ao impacto na economia provocado por meses de protestos, outras cidades asiáticas estão bem representadas no ranking das mais caras, como Xangai, Tóquio, Singapura, Taipei e Banguecoque, todas na metade superior.

Saiba mais Julius Baer Group, Lifestyle Report, Rio de Janeiro, Julius Baer, Global Wealth, Hong Kong, economia, negócios e finanças, bens de consumo
Relacionadas

Chamem-me Mr. Monaco, o melhor amigo dos milionários

Se quiser dar uma festa para multimilionários, vai precisar de champanhe vintage, de mulheres jovens e muito sensuais e de um iate de luxo. E, eventualmente, de incluir um atleta olímpico ou um astronauta na lista de convidados. Isto, de acordo com Nicholas Frankl, que se define como um “conector”, um homem que estabelece contactos UHNW*. Só visto!

Estes clubes devem estar loucos

Portugal foi o país no mundo que mais lucrou com as transferências de jogadores de futebol em 2019, num ano em que – a FIFA acabou de o confirmar – se voltaram a bater todos os recordes. Mas de onde vem tanto dinheiro? Será que estamos perante mais uma bolha prestes a rebentar?

Mais Lidas
Viver Sexo casual é bom e recomenda-se?

Vergonhoso e sem importância, é com esta fama às costas que tem vivido o termo (e a prática) referente a sexo ‘casual’. No geral, são vários os motivos apontados. Em particular e visto à lupa, esta escolha parece não representar nada de errado. Formalismos à parte, é claro.

Viver O Fim da Humanidade?

A inteligência artificial já está a ficar com os nossos trabalhos. Irá libertar-nos, escravizar-nos ou exterminar-nos? O Professor Stuart Russell, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, acredita que estamos numa encruzilhada perigosa.

Viver Vendas de papel de parede aumentam por causa da Covid-19

O interesse repentino na cor do papel de parede deve-se ao aumento das reuniões em videoconferência. Ou então ao facto das pessoas passarem mais tempo a olhar para as suas paredes. Qualquer que seja a razão, a MUST reúne as melhores opções para a casa.