Viver

Entrevista Bill Gates. “Foi um casamento fantástico. Não o teria alterado em nada. Não teria escolhido casar-me com mais ninguém.”

Quase três décadas de casamento e três filhos mais tarde, Bill e Melinda Gates protagonizaram um dos divórcios do século. Agora, o magnata e filantropo conta como vivei a separação, da divisão dos bens ao trabalho do antigo casal na sua fundação.

Este conteúdo é exclusivo para Assinantes Assine já! Se já é assinante faça LOGIN
26 de maio de 2022

Gates consegue ser romântico. Um vez contou que, quando ia passear com a mulher para a floresta, em Seattle, ele continuava a andar sempre à frente para verificar o caminho, porque "a Melinda não gosta de teias de aranha". E, noutra altura, disse-me que tinha chorado ao ler Um Gentleman em Moscovo com Melinda. "E livros como Coração e alma [de Maylis de Kerangal], quer dizer, esse livro faz-nos chorar.

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Saiba mais Entrevista, Bill Gates, Melinda Gates, Pandemia, Divórcio
Relacionadas

Entrevista Bill Gates. “Sim, eu trabalho no mundo das vacinas. Mas alegar que eu controlo o corpo das pessoas é bizarro”

Como está Bill Gates a aguentar-se um ano depois de se ter separado de Melinda, a mulher que partilhou a sua vida e a sua paixão pela filantropia? Gates conta como é ter voltado a estar ‘solteiro’ – e como se tem mantido ocupado, a esquivar-se aos anti-vacinas e usando a sua fortuna para combater a próxima pandemia. Primeira parte de uma grande entrevista com o multimilionário.

Mais Lidas
Viver O que vai o rei Carlos III herdar de Isabel II?

O monarca conta agora com uma fortuna de 500 milhões de dólares que herdou da mãe, Isabel II, e 42 mil milhões de dólares em bens, onde se incluem joias, quintas de cavalos, coleção de arte - e recebeu tudo sem pagar impostos, claro.