Prazeres / Sabores

Estas esplanadas estão só à sua espera

A primavera chegou, e o tal copo ao final do dia numa esplanada é um desejo que já pode ser concretizado. Com o desconfinamento, as esplanadas surgem como uma miragem, com novas cartas e prontas para nos levarem numa viagem inebriante pela gastronomia portuguesa, mas não só.

JNcQUOI Asia
JNcQUOI Asia
09 de abril de 2021 | Marta Vieira

Bômau

Se ainda não conhece este restaurante bem no centro da capital, junto ao Largo do Rato, está na altura de lhe dar uma oportunidade. A equipa do Bômau aproveitou este tempo de confinamento para realizar algumas experiências gastronómicas num local onde diversas culturas do mundo convergem. Numa espécie de tributo à sustentabilidade, surgem novos pratos com inspiração na Ásia e América. Entre as sugestões, há mini-hamburgueres ou wraps de cogumelo ostra, repolho branco, cebolas maceradas, coentro, ou de espinafres, amendoins, e sweet chilli maionese (de €5 a €12). Para acompanhar, há um cocktail de primavera, bebida cítrica com gin, xarope caseiro de tomilho fresco e limões biológicos (€8). Se não lhe apetece nada disto não desanime, porque a carta é vasta e inclui mais pratos e bebidas. São 24 lugares disponíveis, de segunda a sexta das 11h às 22h30.

Onde? R. Alexandre Herculano 61, 1250-012 Lisboa Reservas 213 880 431

Bômau
Bômau

O Frade

Depois do confinamento, a ideia principal do Frade foi incentivar à prova de petiscos. A nova carta d’O Frade ganhou vida às mãos do chef Carlos Afonso que nos propõe opções despretensiosas e frescas, bem ao jeito da estação primaveril que se vive. O objetivo é combinar pratos de petisco, há 12 diferentes, e no final deliciar-se com as melhores sobremesas. Também há opções principais, para quem se sentir com mais apetite. Do tártaro de carne maturada (12,50) ao sarrajão marinado com coentros e limão (€14), passando pelas línguas de bacalhau (€11), o difícil vai ser escolher. Já a garrafeira mantém-se firme, com possibilidades distintas para acompanhar a sua escolha. Ao todo são 16 lugares ao ar livre, de terça a domingo, das 12h às 15h e das 19h às 22h30.

Onde? Calçada da Ajuda 14, 1300-598 Lisboa Reservas 939 482 939

O Frade
O Frade

Somos

O que não faria por um bocadinho de sol a meio da tarde? O restaurante Somos, em plena Avenida da Boavista no Porto, pode dar-lhe o que precisa, seja para almoçar ou beber um copo ao final da tarde. Tanto há pratos mais consistentes como as lascas de bacalhau com puré de grão de bico e ovo a baixa temperatura (€16,50) como opções mais leves como a clássica pizza napolitana (€13) ou mesmo a pizza de salmão fumado e funcho (€16). E claro, não pode perder os cocktails de assinatura da casa. O estacionamento está incluído (mediante disponibilidade), o que é sempre bom, tem é de reservar o seu lugar previamente. São cerca de 24 lugares de esplanada, pelo que o restaurante está aberto das 10h30 às 19h nos dias de semana e das 11h30 às 13h ao fim de semana e feriados.

Onde? Av. da Boavista 1466, 4100-114 Porto Reservas 226 072 552

Somos
Somos

The Yeatman

"São muitos os pretextos para regressar ao Yeatman", dizem os responsáveis do icónico hotel, que tem uma deslumbrante vista sobre o rio Douro e a Invicta. Celebra-se a abertura dos seus terraços tanto do Dick’s Bar & Bistro como do restaurante The Orangerie. As propostas gastronómicas são da autoria do chef Ricardo Costa, pelo que no primeiro espaço tem disponível alguns pratos para petiscar como a seleção de enchidos nacionais com pickles caseiros (€16) ou o croquete de arroz de pato, parmesão de rúcula frita (€14) mas também há a francesinha especial The Yeatman (€22) ou o arroz caldoso de lavagante e vieiras (€42). Existe ainda um menu especial para crianças (€27). A garrafeira é imponente, com 100 vinhos nacionais à disposição, e merece toda a sua atenção. Está aberto das 11h às 22h durante a semana e fecha ao fim de semana, tendo cerca de 65 lugares. O The Orangerie apresenta um menu de degustação de quatro pratos (€45) onde pode escolher os dois principais, entre o polvo à galega ou a salada de lavagante e peixe do mercado ou o entrecôte de boi. Opções vegetarianas ou um menu completo infantil (€25) também são possíveis, sendo que os vinhos são à parte. Está aberto durante a semana entre as 12h30 e as 15h e das 19h às 22h. Fecha, igualmente ao fim de semana e feriados. São aproximadamente 30 lugares, pelo que se recomenda uma reserva prévia. Onde? Rua do Choupelo, Vila Nova de Gaia Reservas 220 133 100

The Yeatman
The Yeatman

Ikeda

Este restaurante, inaugurado em 2017 na cidade do Porto, teve sempre como propósito maior enaltecer o que de melhor se faz na cozinha nipónica, trazendo para Portugal as maravilhas da gastronomia do Japão, num ambiente que recria os tradicionais isakaya, tascas informais daquele país. Neste momento, é a área Niwa, o jardim oriental com esplanada do restaurante, que assume o protagonismo. O ambiente é leve como se pede e a decoração funde-se com os elementos naturais, fazendo-nos esquecer onde estamos. O ex líbris da carta é o sushi, mas o menu vai muito além, com outros pratos tradicionais da cozinha japonesa. São 28 lugares à sua espera de terça a sexta das 12h30 às 15h e das 19h às 22h30. Onde? Rua do Campo Alegre 416, 4150-178 Porto Reservas 915 499 363

Ikeda
Ikeda

Boa-Bao

Um dos restaurante "obrigatórios" na cidade de Lisboa, o Boa-Bao está de volta com a mesma qualidade a que nos habituou desde o primeiro minuto. Aqui experiencia-se uma viagem aos sabores do continente asiático, muito pelo prato e ambiente, pensados ao pormenor. "Oh darling, let’s be adventurers… again!" é o mote de abertura à esplanada do restaurante. Comece, por exemplo pelas vieiras braseadas com molho 'nam jim' de marisco (€9,50) mas também não perca o bao de pato à pequim (€6) ou qualquer outro. As sopas são bem compostas e com diferentes ingredientes (variando entre os €11 e os €14). Como prato principal sugerimos o caril amarelo da malásia, que pode ser de tofu (€15), frango (€16) ou camarão "black tiger" (€17,50). Os cocktails são a perdição total mas o melhor é ver por si. É também possível deliciar-se com o brunch asiático ao fim de semana, na opção regular ou vegetariana (ambos por €22) – variar de vez em quando não lhe pode fazer mal, certo? A esplanada abre de segunda a sexta das 12h às 15h30 e das 18h30 às 22h30. Aos sábados e domingos é servido o brunch das 11h30 Às 13h. Onde? Largo Rafael Bordalo Pinheiro 30, 1200-369 Lisboa Reservas 919 023 030

Boa-Bao
Boa-Bao

JNcQUOI

O melhor do desconfinamento? Restabelecer relações que nos são mais queridas, como acontece com os nossos espaços gastronómicos de eleição. O grupo Amorim Luxury não está de fora deste importante acontecimento e reabriu as cosmopolitas esplanadas dos restaurantes JNcQUOI Avenida e JNcQUOI Asia. A elegância e o luxo de um encontro casual entre amigas ou de um jantar romântico ao cair da noite tornam-se, aqui, realidade. No primeiro espaço servem-se petiscos como tapas, saladas ou sandwiches, da autoria do chef António Bóia. No segundo restaurante, a vivência é totalmente oriental, com pratos com a assinatura do chef Mário Esteves. Em ambos os locais, não ficará desapontado. Mais tarde, a 19 de abril abrirá também o bar Ganda do JNcQUOI Asia, ao som de um DJ residente. Ambos os espaços estão abertos de segunda a sexta entre as 12h e as 22h30, pelo que o JNcQUOI Avenida dispõe de 32 lugares e JNcQUOI Asia de 52Onde? Av. da Liberdade 182 184, 1250-146 Lisboa | Av. da Liberdade 144, 1250-146 Lisboa Reservas 219 369 900 | 210 513 000

JNcQUOI Avenida
JNcQUOI Avenida

Chutnify Cascais

O grupo Chutnify esteve ocupado durante este segundo confinamento já que abriu o seu sexto restaurante, sob o mote "A Índia chegou à Vila", referindo-se ao novo lugar que agora ocupa na cidade de Cascais, mais especificamente na Rua Amarela. Os pratos surgem inspirados nas mais variadas zonas da Índia: conte com caris, com vários níveis de picante, biryanis mas também as tradicionais dosas (crepes de farinha de arroz e lentilhas) recheadas. Das 17h às 19h há ainda um momento especial, a Chill Out Hour, com música e os melhores cocktails com preços amigáveis. Mas apresse-se porque será só até 18 de abril. Aos fins de semana, há ainda um brunch à la carte denominado de Social Brunching, das 11h às 13h. De resto, conte com 50 lugares ao ar livre e uma esplanada aberta das 12h às 15h e das 18h às 22h30 durante os dias de semana. Onde? Rua Afonso Sanches, 53, 2750-282 Cascais Reservas 218 090 774

Chutnify
Chutnify

Lumi Rooftop

Preparado para voltar a uma das mais bonitas vistas sobre a cidade? O Lumi Rooftop restaurante e bar e está à sua espera. O terraço do restaurante, situado no último piso do hotel The Lumiares, no Bairro Alto, apresenta-se com uma nova carta, pensada pelo chef João Silva, com variadas propostas tanto de pratos completos como de outros para partilhar. Já provou croquetes de rabo de boi com pesto de favas (€9,50)? E atum corado com gengibre e lima (€9)? Não perca também a oportunidade de experimentar o torricado de bacalhau lascado com pimentos assados e grão (€13). Para beber não se fique pela água, já que há dez cocktails diferentes (todos a €12), como o Lumi Negroni ou o Sunset Lover. Ao fim de semana e feriados, das 9h às 13h, é ainda servido um decadente brunch (€22) com ovos de vários feitios, tostas de abacate, seleção de queijos e charcutaria, bowls de açaí e mimosas a acompanhar – entre muitas outras delícias. Durante a semana está aberto das 10h30 às 12h e das 12h30 às 22h30 com cerca de 30 lugares disponíveis. Onde? R. de São Pedro de Alcântara 35, 1250-237 Lisboa Reservas 211 160 210

Lumi Rooftop
Lumi Rooftop

 Grupo Non Basta

O grupo que detém os restaurantes Pasta Non Basta Alvalade, Pasta Non Basta Avenidas Novas e Memória, preparou-se (e bem) para a fase de desconfinamento que estamos a viver. Os três locais oferecem boas esplanadas: a primeira foi mesmo renovada e adaptada à chuva, já o segundo lugar mostra-se mais citadino e no último encontramos refúgio num acolhedor pátio interior. À carta foram adicionados novos pratos e sobremesas como é o caso do vongolle alla diavolina (amêijoas, molho de tomate, nduja e manjericão em forno a lenha, 14 €) e do petit gatêau com gelado de tangerina (€6,5), isto no Pasta Non Basta. Já no Memória, junta-se ao menu o entrecôte e molho de alecrim com polenta de cogumelos e aipo bola (€20). Para além destas novidades, o serão vai-se manter sempre animado com um combo exclusivo de uma bruschetta parma e burrata com um cocktail Benvenuto (puré de mirtilos frescos, prosecco e hortelã). A combinação custa €10, e será servida unicamente entre as 15h e as 18h30. Já no Memória, regressam as happy hours das 15h às 18h30 durante a semana, com todos os cocktails a metade do preço. O horário de funcionamento é das 12h às 22h30 durante a semana e das 12h às 13h ao fim de semana. Alvalade tem cerca de 30 lugares, Avenidas Novas 20 e o Memória cerca de 30Onde? R. Marquesa de Alorna 17 B, 1700-299 Lisboa (Alvalade) | Av. Elias Garcia 180 b, 1050-103 Lisboa (Avenidas Novas) | R. 4 de Infantaria 26a, 1350-273 Lisboa (Campo de Ourique). Reservas 215 846 772 

Pasta Non Basta
Pasta Non Basta
Saiba mais atualidade, pandemia, desconfinamento, esplanadas, terraços, restaurantes, almoço, jantar, cocktails
Relacionadas

É bom garfo? Siga estas tendências

A consciência ecológica nunca esteve tão presente nas nossas mentes – e mesas, tanto pela predileção de comida plant based, como pelo cuidado no que toca às embalagens e ao desperdício alimentar. Mas mais, um certo vírus também está a ditar tendências no que toca às nossas rotinas alimentares e à indústria da restauração.

Mais Lidas