Prazeres / Lugares

Encontro de estrelas: Diogo Rocha e Francis Paniego celebram a alta gastronomia ibérica

Portadores de estrelas Michelin, os dois chefs trazem o fine dining ao Mesa de Lemos, no interior de Viseu, com um jantar que reúne o melhor de cada especialista.

Foto: DR
03 de junho de 2024 | Safiya Ayoob / Com Rosário Mello e Castro
No próximo dia 6 de junho, o Mesa de Lemos, em Viseu, será palco de uma iniciativa gastronómica que celebra a culinária ibérica. Neste jantar especial, o chef Diogo Rocha, responsável pela cozinha do restaurante, acolhe o espanhol Francis Paniego, chef do El Portal de Echaurren. Este encontro não só destaca a excelência culinária de Portugal e Espanha, como também promove a alta gastronomia fora dos centros urbanos.

O Mesa de Lemos, detentor de uma estrela Michelin e uma estrela Verde Michelin, é um emblema da gastronomia nacional. Localizado na serena região do Dão, o restaurante oferece uma experiência que se funde com a tranquilidade e beleza naturais das vinhas que o rodeiam. Rocha, conhecido por valorizar os produtos e produtores locais, traz à mesa uma cozinha inspirada nas paisagens e sabores portugueses, utilizando ingredientes como a enguia da zona Centro, o cabrito da Serra do Caramulo e o requeijão da Serra da Estrela.

Chef Diogo Rocha, responsável pelo Mesa de Lemos.
Chef Diogo Rocha, responsável pelo Mesa de Lemos. Foto: DR
Paniego, por outro lado, gere os restaurantes El Portal de Echaurren, que possui duas estrelas Michelin e três sóis Repsol, e Echaurren Tradición, com um sol Repsol. Ambos os restaurantes situam-se no Hotel Echaurren, em La Rioja, e são conhecidos pela profunda ligação à tradição culinária riojana. O chef, cuja carreira foi moldada pela influência da mãe, Marisa Sánchez, uma prestigiada chef espanhola, destaca-se pelo uso criativo e elegante de ingredientes locais, muitas vezes menosprezados.

A parceria entre Diogo Rocha e Francis Paniego promete uma noite de harmonização entre as cozinhas de Viseu e La Rioja, unindo a tradição e a inovação. Ambos os chefs compartilham uma filosofia culinária que privilegia a autenticidade dos produtos regionais e a influência das paisagens naturais. 

Chef Francis Paniego, do restaurante El Portal de Echaurren.
Chef Francis Paniego, do restaurante El Portal de Echaurren. Foto: DR
O jantar do dia 6 de junho promove ainda a descentralização da alta cozinha, demonstrando que experiências gastronómicas de excelência não se limitam aos centros urbanos. 

Onde? Passos de Silgueiros, 3500-541 Silgueiros, Viseu. Quando? 6 de junho. Reserva? reservas@mesadelemos.com ou +351 961158503.
Saiba mais Prazeres, Lugares, Mesa Lemos, Jantar, Viseu, Chef Diogo Rocha, Chef Francis Paniego, Alta gastronomia, Fine dining
Relacionadas

8 percursos pedestres para o início do verão

As férias na praia já lá vão, mas ainda há muito verão para aproveitar, de preferência longe de tudo e todos, como nestes desafiantes trilhos pedestres, que de norte a sul do país (ilhas incluídas) nos mostram o melhor de Portugal.

Authentic: a cozinha de luxo no coração dourado do Algarve

O chef Ricardo Luz encabeça um restaurante que tem para apresentar o casamento entre o a gastronomia tradicional portuguesa e o que de melhor o mar algarvio tem para emprestar à cozinha pós-moderna dos guias Michelin. Requinte, do prato à decoração, é o que se pode esperar da experiência.

Mais Lidas
Parte I Além (do) mar: um guia para descobrir outra Menorca

Há qualquer coisa de indistinto em Menorca, mas que faz dela um lugar sem igual. Sim, são as praias e a natureza, o sossego e a comida, mas também as galerias de arte, as caminhadas, os encontros inesperados. Há uma ilha que palpita fora dos pacotes turísticos e dos guias de verão. Um lugar para onde apetece fugir e não mais voltar.

PARTE II Roteiro. O que visitar, comprar e experimentar em Menorca

Há qualquer coisa de indistinto em Menorca, mas que faz dela um lugar sem igual. Sim, são as praias e a natureza, o sossego e a comida, mas também as galerias de arte, as caminhadas, os encontros inesperados. Há uma ilha que palpita fora dos pacotes turísticos e dos guias de verão. Um lugar para onde apetece fugir e não mais voltar.