Lugares

Roteiro pelas novas capitais da Moda

Nova Iorque, Milão, Londres e, claro, Paris são as capitais de Moda consagradas. Mas a globalização do mercado e a procura da novidade fazem emergir novos epicentros de moda em cidades surpreendentes e recheadas de novidades.

Foto: Getty Images
21 de setembro de 2019 | Carolina Carvalho

O cosmopolitismo está em Nova Iorque. A paleta de cores mais ampla e divertida vê-se em Milão, a criatividade aliada ao savoir-faire reside em Paris e os melhores fatos do mundo estão em Londres. Não há como contornar as quatro grandes capitais da moda onde os ícones de estilo e os criadores de tendências se cruzam. As grandes lojas das melhores marcas, os armazéns de luxo e os exclusivos ateliers de roupa sob medida são obrigatórios em qualquer uma destas cidades. Teremos sempre Paris e qualquer uma das outras cidades, mas que outros destinos estão neste momento na mira de quem gosta de moda e design aliados a um bom passeio?

A Opera House em Copenhaga, onde tem lugar o Copenhagen Fashion Summit
A Opera House em Copenhaga, onde tem lugar o Copenhagen Fashion Summit Foto: Getty Images

Copenhaga
Desde 2009 que a capital da Dinamarca tem a sua marca no calendário da moda com o Copenhagen Fashion Summit. O encontro reúne a elite da moda internacional (como criadores, empresários, clientes, jornalistas, professores e estudantes) para discutir a sustentabilidade e já é conhecido como o "Davos da indústria da moda". A abertura do evento cabe sempre à princesa Mary e a próxima edição está marcada para os dias 15 e 16 de Maio de 2019. À parte deste evento, as semanas de moda de Copenhaga acontecem em Fevereiro e Agosto. O preto e as cores neutras são a base da paleta cromática de vestuário nas ruas de Copenhaga e a imprevisibilidade do tempo aconselha a looks construídos com camadas de roupa. A Dinamarca traz a elegância e a simplicidade da estética nórdica para perto do centro da Europa, com muitas sugestões para expandir conhecimento nas áreas do design e da arquitectura.

Para passear…
Strøget é a rua mais importante da cidade, ideal para passear a pé e fazer compras, e reúne as marcas de mass market e os nomes internacionais da moda. Agora que Copenhaga está no mapa do roteiro gourmet, o chef René Redzepi abriu o Noma 2.0 em Fevereiro deste ano. E é quase obrigatório dar um salto a Nyhavn, a zona da cidade com os edifícios coloridos à beira-rio, perfeita para deixar uma memória no Instagram.

A cidade de Seoul (Coreia do Sul) com a torre Lotte ao centro
A cidade de Seoul (Coreia do Sul) com a torre Lotte ao centro Foto: Getty Images

Seul
O site Mr. Porter fez uma lista dos locais a visitar, em 2017, e em primeiro lugar estava a Coreia do Sul. Mais do que visitar um só local, a sugestão é alugar um carro e passear pelo país sem deixar de passar por Seul, uma cidade a dar cartas na moda e na gastronomia. No que toca à moda, a GQ britânica escreveu que nos últimos quatro anos a semana de moda de Seul tem ganhado o seu espaço, justificando a ida de editores e compradores até ao outro lado do mundo para assistir aos desfiles. A publicação destacava as cinco marcas mais entusiasmantes: Supercomma B, Munn, Blindness, D-Antidote e Beyond Closet. A cidade coreana considerada UNESCO City of Design, em 2011, foi palco da Conferência Internacional do Luxo da Condé Nast, em 2016, e tem um espaço próprio da famosa cadeia de lojas italiana 10 Corso Como Seoul, fundada por Carla Sozzani. Depois de ser palco dos Jogos Olímpicos, em 1988, e de alguns jogos do Campeonato do Mundo de Futebol, em 2002 (com o Japão), a cidade está em constante renovação e talvez seja isso que a torna atractiva para uma visita.

Vista da cidade de Antuérpia, Bélgica
Vista da cidade de Antuérpia, Bélgica Foto: Getty Images

Antuérpia
A cidade belga já tem o seu próprio lugar no roteiro de moda com uma escola e um museu de estatuto internacional. Do departamento de moda da Royal Academy of Fine Arts Antwerp saíram nomes como Raf Simons, Dries Van Noten, Ann Demeulemeester, Martin Margiela e Demna Gvasalia. Alguns destes fizeram parte do grupo de seis alunos da turma que se formou no ano lectivo de 1980/81 e que ficou conhecido como "Os seis de Antuérpia" pelas carreiras que construíram na moda internacional. O MoMu é o Museu da Moda de Antuérpia e tem a maior colecção de moda belga contemporânea. A primeira exposição do museu foi apresentada em 2002 e desde então tem duas exposições temporárias por ano e há uma grande aposta na cenografia de cada exposição para proporcionar uma verdadeira experiência ao visitante. E tem-se afirmado como referência nas exposições de moda internacionais. Nos anos mais recentes organizou retrospectivas de Stephen Jones, Madame Grés, Dries Van Noten e Olivier Theyskens, entre outras exposições.

Para passear…
A Nationalestraat é a rua das lojas e influenciou toda a zona com cor e criatividade. Na cidade estão a nascer várias concept stores (como The Recollection ou Houben) e vale também a pena ir ver o edifício do porto de Antuérpia, da arquitecta Zaha Hadid. Além de moda, a cidade onde Rubens viveu tem muitos museus para visitar. A casa do próprio pintor tornou-se um museu: Rubenshuis. Mas há ainda o Museu Rockoxhuis, com a colecção privada de um antigo presidente da Câmara de Antuérpia recheada de nomes fortes, ou o Muhka, o Museu de Arte Contemporânea. E para sentar a comer ficam duas sugestões: o t’Zilte é um restaurante estrelado e tem uma das melhores vistas de Antuérpia e The Jane, sobre o qual a revista Traveller disse ser "the hottest table in town". Mas talvez seja melhor apostar na sobremesa: afinal, a Bélgica é famosa pelo seu chocolate. Para os aventureiros, a App Fashion in Antwerp dá uma ajuda.

A Grand Avenue com o Broad Museum e o Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles
A Grand Avenue com o Broad Museum e o Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles Foto: Getty Images

Los Angeles
Cada vez que há uma festa de cinema, Hollywood torna-se um epicentro de moda. E se Los Angeles fosse realmente uma capital de moda? O jornal online The Business of Fashion decretou mesmo que LA é "a quinta capital da moda". Em 2012, Hedi Slimane levou para lá o estúdio da Yves Saint Laurent quando era director criativo da marca francesa. Tommy Hilfiger organizou em LA um desfile, em 2017, Tom Ford mudou para esta cidade a equipa de design da colecção de mulher e é lá que Jeremy Scott está baseado. Estar perto da indústria cinematográfica e da efervescência social e cultural da cidade pode ser importante para as marcas e Los Angeles até já tem a sua própria semana de moda.

Para passear…
Se os filmes e as séries de televisão ainda não despertaram curiosidade por Los Angeles, talvez a melhor abordagem numa primeira visita seja um passeio a pé para sentir o ritmo da cidade e, quem sabe, encontrar alguém famoso! Para uma pequena pausa sugerimos o restaurante Otium, mesmo ao lado do novo museu de Arte Contemporânea: The Broad, fundado pelo casal de filantropos Eli e Edyth Broad para ser a casa da sua colecção de arte.

As cerejeiras em flor no Kungstradgarden, no centro de Estocolmo (Suécia)
As cerejeiras em flor no Kungstradgarden, no centro de Estocolmo (Suécia) Foto: Getty Images

Estocolmo
O design é uma das imagens de marca dos países escandinavos. Simplicidade e funcionalidade encontram-se tanto no design de produtos como na moda. Na capital sueca, a H&M e a Acne ganham um novo estatuto e os originais nomes de designers dos produtos da Ikea estão em casa. Estocolmo tem a sua própria semana de moda (em Janeiro e em Agosto) e as marcas de moda têm tanto peso na Suécia e estão de tal forma enraizadas no guarda-roupa de outros países que é seguro dizer que a moda sueca já tem a sua pegada.

Para passear…
Estocolmo é uma cidade cara porque a qualidade é essencial e há muito para explorar. Gamla Stan que é a cidade velha dentro da cidade. O Palácio de Drottningholm que fica localizado na ilha de Lövön e, apesar de ser a residência da família real, tem salas abertas ao público (entre elas, a biblioteca da rainha Lovisa Ulrika, a igreja, o jardim e o teatro, onde no Verão até acontece um festival de ópera). E o Vasa Museum, um navio de guerra do século XVII, único no mundo. A revista Traveller fez uma lista dos restaurantes mais bonitos do mundo e inclui dois em Estocolmo: o Bar Central, onde a protagonista é a cerveja checa Pilsner, e o Woodstockholm que na origem foi uma marca de mobiliário e, por isso, as longas mesas assumem o destaque da decoração e convidam ao convívio.

As margens do rio Reno em Dusseldorf (Alemanha)
As margens do rio Reno em Dusseldorf (Alemanha) Foto: Getty Images

E na Alemanha?
Porque é difícil definir uma única cidade alemã como referência na moda, talvez seja melhor optar por um circuito. Em Munique está a riqueza e a imprensa de revistas. Em Hamburgo está o estilo, ou não fosse esta a cidade natal de Karl Lagerfeld, há mais de 30 anos à frente da Chanel. Foi, aliás, para esta cidade que voou a elite da crítica de moda para ver o desfile pre-fall 2018 (em Dezembro de 2017) com a apresentação da colecção Métiers d’Arts, que é uma das mais especiais do ano para aquela marca francesa. Em Berlim coexistem a expressão artística e a Semana da Moda. Foi aqui que nasceu tanto a Zalando (2007), que hoje é um dos maiores retalhistas de moda online do mundo, como uma série de concept stores como, por exemplo, a Voo, a Andreas Murkudis ou a The Store. Por último, é para Dusseldorf que rumam os novos talentos para a escola de moda referenciada pelo Business of Fashion, o Fashion Design Institut.

Saiba mais viagens, cidades, globalização, Copenhaga, Seul, Antuérpia, Los Angeles, Estocolmo, Alemanha
Relacionadas

A natureza dos Açores numa ida ao Ritz Spa

Os tratamentos da Ignae, um exclusivo do Ritz Spa, em Lisboa, combinam o melhor da ciência e da natureza para nos levar numa viagem pelas maravilhas do arquipélago. O mais difícil é regressar à terra.

As 7 pistas de esqui mais loucas do mundo!

São as mais íngremes, alucinantes, aterradoras (e, por vezes, fatais) “rampas de lançamento” para os esquiadores mais temerários. E bem piores do que qualquer rebuscada “montanha-russa” para os inexperientes.

A melhor road trip do mundo

Um passeio entre a Toscana e a Riviera Francesa ao volante de um desportivo clássico e com alojamento nos melhores hotéis. Do que está à espera? É tempo de se pôr En Route to la Dolce Vita.

LA (not so) Confidential

O lado soalheiro dos Estados Unidos fica na costa oeste, onde os sorrisos são genuínos e a informalidade é rainha. Preparamos um roteiro para conhecer o melhor de Los Angeles.

E depois do adeus?

O Bica do Sapato fechou e, com o desaparecer desta instituição, assinala-se oficialmente o fim de uma era. A MUST relembra os tempos do antigo Pap’açorda, do Frágil do Bairro Alto e da época em que a vida era uma festa constante. Long live the eighties.

As 5 tendências de viagem para 2020

Das escolhas dos destinos aos transportes, o ano que aí vem pede sugestões sustentáveis e cada vez mais amigas do ambiente. Mas há mais, muito mais!

Mais Lidas
Lugares Heaven on earth no Belmond Reid’s Palace

Tal como um dos magníficos planos abertos de um filme de Wes Anderson, a fachada do Belmond Reid’s Palace ergue-se no céu alaranjado da ilha da Madeira como um recorte perfeito. Um pequeno paraíso em frente ao mar, onde se respira luxo e tranquilidade.

Lugares Os melhores destinos de férias para 2020

Resort ou safari? Praia idílica ou montanha aventureira? É sempre um desafio escolher o próximo destino de férias. É por isso que adoramos listas de destinos, como a última selecção “top 10” da revista de viagens Condé Nast Traveller.