Estilo

A natureza dos Açores numa ida ao Ritz Spa

Os tratamentos da Ignae, um exclusivo do Ritz Spa, em Lisboa, combinam o melhor da ciência e da natureza para nos levar numa viagem pelas maravilhas do arquipélago. O mais difícil é regressar à terra.

O Ritz Spa, em Lisboa
O Ritz Spa, em Lisboa
30 de agosto de 2019

Ouvimos falar em veneno de abelha, colostro de vaca ou leite de burra e imediatamente imaginamos os rituais de beleza de Cleópatra ou Maria Antonieta, a excentricidade de outros tempos aliada à tecnologia dos dias de hoje. Mas é nos Açores que aterramos, um lugar onde a Natureza floresce de outra forma, livre para fazer as coisas à sua maneira, e o ponto de partida da Ignae, marca de beleza que cruza a ciência com os recursos do arquipélago português para criar produtos únicos no mundo.

Numa altura em que os cuidados com a pele se tornaram tão importantes como a última tendência de maquilhagem, o Ritz Spa continua a olhar para o bem-estar em todas as suas vertentes apostando em tratamentos virados para o futuro, mas também na importante ligação a ingredientes e experiências locais. É essa aliança que está na base das propostas de rosto e corpo com assinatura da Ignae e nos tratamentos exclusivos que chegaram ao do Ritz Spa no final de 2018.

O fácil anti-aging (80 minutos, €235) é um pretexto para conhecer os diferentes produtos da marca, hidratantes, sérum e creme de olhos, como nos explica a terapeuta, e começa com a aplicação do óleo essencial de funcho, que ajuda a abrir os pontos para a drenagem, feita através da massagem, ideal para ajudar a eliminar papos, flacidez e sinais de envelhecimento da pele. O resultado é quase instantâneo, como dormir várias noite de sono profundo numa só. Segue-se a máscara com o colostro da vaca dos Açores, conhecido pela sua capacidade de estimular a regeneração celular e estimular a produção de colagénio, um shot anti-inflamatório e cheio de vitaminas (ideal para inflamações como o acne ou as peles muito secas) que retirar o stress da pele passo a passo e sem pressas. Enquanto a máscara trabalha, é feita uma massagem drenante nas pernas e nos pés.

Para além deste existe ainda um facial de rejuvenescimento e hidratação (50 minutos, € 180), adaptado às necessidades de cada pele, e que implica escolher entre a aplicação da máscara de assinatura da Ignae com veneno de abelha e argila, ou a máscara de leite de burra, duas poderosas possibilidades de regeneração e firmeza. Já o tratamento de corpo (80 min, €245), usa o colostro, mas para nos envolver da cabeça aos pés como num casulo, aplicando as mesmas possibilidades anti-inflamatórias do rosto ao corpo. Começa-se por uma esfoliação, para preparar a pele, depois o envolvimento em casulo, finalizando com a drenagem.

Onde? Rua Rodrigo da Fonseca 88, Lisboa. Quando? De segunda a domingo das 8h às 21h.Reservas: 213 843 005 ou spa.lis@fourseasons.com

Saiba mais Ritz, Hote, Lisboa, Ignae, facial, rosto, corpo, leite de burra
Relacionadas

O regresso da elegância

Se vai investir num relógio, escolha um modelo clássico e discreto que nunca sairá de moda. Até as marcas estão à espera que o faça…

Partida, largada, aventura!

Mandam as novas regras que as experiências vividas são os novos luxos e que a melhor forma de fazer viagens memoráveis é partir à descoberta de aventuras. Eis sugestões para agarrar a mochila e perder-se pelo mundo.

As 7 pistas de esqui mais loucas do mundo!

São as mais íngremes, alucinantes, aterradoras (e, por vezes, fatais) “rampas de lançamento” para os esquiadores mais temerários. E bem piores do que qualquer rebuscada “montanha-russa” para os inexperientes.

Roteiro pelas novas capitais da Moda

Nova Iorque, Milão, Londres e, claro, Paris são as capitais de Moda consagradas. Mas a globalização do mercado e a procura da novidade fazem emergir novos epicentros de moda em cidades surpreendentes e recheadas de novidades.

Mais Lidas
Estilo Quais são os maiores luxos dos homens?

No princípio eram os relógios. Depois os carros. A seguir as máquinas fotográficas. E, agora, os gadgets de alto luxo. Só depois, muito depois, vieram os sapatos de ténis, os casacos, as T-shirts, os cremes - sim, os cremes. Os homens andam, há séculos, a abrir os cordões à bolsa, mas só recentemente assumiram o seu fascínio pelos pequenos luxos da Moda e da Beleza.