Viver

As aplicações mais úteis durante esta pandemia

O smartphone pode avisá-lo se há demasiadas pessoas no supermercado e também ajudar a pagar as compras. Saiba como torná-lo no seu grande aliado.

Foto: Yura Fresh | Unsplash
13 de maio de 2020 | Aline Fernandez

Chegou o momento de tirar maior proveito do seu smartphone. Há aplicações com informações relevantes sobre, por exemplo, a consulta do tempo médio de espera nas instituições hospitalares do Serviço Nacional de Saúde e outras que enviam alertas como um lembrete para lavar as mãos. Selecionamos algumas que podem facilitar a vida neste período de pandemia do novo coronavírus e no gradual retorno ao "novo" mundo.

Distanciamento social

O Google Maps tem uma função para calcular distâncias. Basta inserir a morada, clicar em "medir distância" e aparecerá uma linha pontilhada a indicar a proximidade do ponto escolhido. Assim, pode calcular a distância recomendada superior a dois metros de forma a reduzir a transmissão da Covid-19. "As medidas de afastamento social, como o isolamento e o distanciamento sociais são essenciais em Saúde Pública, especialmente utilizadas em resposta a uma epidemia", alerta o manual lançado pela Direção-Geral da Saúde. Para este efeito, existem ainda o MapCircle e o Radius N Km. Já o Wake me there permite definir alertas ao diminuir-se o distanciamento.

Supermercados

O Crowdless, criado com o apoio da Agência Espacial Europeia, usa dados de satélites para informar em tempo real quantas pessoas estão num destes estabelecimento. A app indica a percentagem de 0 a 100 para indicar se há poucas pessoas, o suficiente ou muito para assim poder decidir se segue para lá ou se deixar as compras para outro dia ou outro horário. Os criadores da app pretendem expandir a funcionalidade para outros serviços essenciais, como farmácias, e também locais públicos, como parques. Uma alternativa é o Google Maps: ao selecionar o estabelecimento é possível ver as informações de morada, horário de abertura e, mais em baixo, horas populares, indicadas por dia da semana e horas de funcionamento — informando se o horário é muito ou pouco movimentado e até quantos minutos as pessoas ficam no local.

Pagar com o telemóvel e evitar contactos

A recomendação atual é a de priorizar pagamentos com cartão ou telemóvel, a fim de reduzir os contatos e evitar a disseminação do novo coronavírus. Além do contactless do cartão, que permite não tocar na máquina e digitar o pin há os pagamentos através dos dispositivos móveis. A Apple Pay funciona com o sistema operacional iOS, a Google Pay é a solução para Android e o Samsung Pay foi projetado para dispositivos Samsung. Em Portugal, a app MB WAY é a solução multibanco que permite fazer compras online e em lojas físicas, gerar cartões virtuais, enviar e pedir dinheiro, entre muitas funcionalidades.  Outra opção sem contacto é pagar através de QR Code.

Lavar as mãos

A higiene das mãos foi desde o princípio uma das principais medidas recomendadas pelos órgãos de saúde para evitar a infeção. Pode sempre adicionar um lembrete ou alarme no telemóvel para ajudá-lo a não se esquecer de fazê-lo repetidamente. E para se certificar que está a fazer da maneira mais eficiente, há a app SureWash Hand Hygiene, que ensina como lavar as mãos seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde. "Um estudo da Universidade Glasgow Caledonian utilizou a aplicação para transmitir que breves práticas de higiene diária das mãos ajudam a alcançar competência", afirma a descrição da app. O usuário pode optar por usar a câmera do telemóvel para ser informado se está a lavar bem as mãos.

Instituições hospitalares

Na perspetiva de aumentar a proximidade junto do utente foi desenvolvida a app MySNS, uma aplicação oficial do Serviço Nacional de Saúde. A ferramenta permite consultar notícias do SNS, informações de saúde, além de disponibilizar uma lista e mapa instituições, nomeadamente hospitais, cuidados de saúde primários e farmácias, acesso à informação do Centro de Contacto SNS 24 e notificações associadas à sua localização. Muito útil também é a MySNS Tempos, que permite a consulta do tempo médio de espera nas instituições hospitalares do Serviço Nacional de Saúde. O utilizador pode consultar, por instituição, o tempo médio de atendimento nas urgências, que aparecerá por grau de prioridade. E se estiver à procura dos medicamentos mais baratos, a app eMed.pt, do INFARMED, disponibiliza esses valores.

Cabelo e grooming

Existem aplicações que podem ajudar a tomar decisões de beleza sem sair de casa. Na Hair Zapp é preciso só tirar uma selfie e experimentar qualquer tipo de penteado. Para mudanças de cor, a Style My Hair, da L'Oréal Professionnel, é uma boa alternativa. Para testar diferentes penteados, barbas e bigodes, há o Man Photo Editor & Men HairStyle, que também permite alterar o tom das sobrancelhas e a cor dos olhos, experimentar roupa e até tatuagens.

Ajudar enquanto dorme

A Imperial College London e a Fundação Vodafone Portugal criaram a DreamLab, uma app premiada que permite a contribuição para investigações na área da saúde. Desenvolvida em 2015, tem apoiado projetos para a cura do cancro, por exemplo, tendo já promovido  quatro descobertas nesta área, incluindo a identificação de propriedades anticancerígenas em alimentos e medicamentos existentes — e atualmente também permite que o utilizador escolha ajudar a combater a Covid-19. Basta fazer o download da aplicação e escolher a investigação a apoiar. Cada vez que o seu telemóvel estiver ligado, carregado e conectado à Internet, estará a contribuir para acelerar uma investigação científica.

Saiba mais aplicação, app, smartphone, telemóvel, pandemia, coronavírus, COVID-19, serviço, pagamento, compras, distanciamento social, isolamento, confinamento
Relacionadas
Mais Lidas
Viver O homem que sabe o que as mulheres querem

Cobra mil libras por uma noite e cerca de 13.500 por duas semanas de férias. Por que razão mulheres ricas e de sucesso contratam Madison James para mudarem a sua vida sexual? Entrevista com Mr. James para desvendar este mistério.