Prazeres / Lugares

Os 10 países europeus que mais dependem do turismo

Face à crise gerada pelo novo coronavírus, há vários países europeus que poderão ver as suas economias ser seriamente afetadas pela diminuição drástica do turismo.

Foto: Getty Images
08 de julho de 2020 | Vitória Amaral

O novo coronavírus mudou completamente os padrões da economia, levando a maioria das empresas a sofrer os efeitos de uma pandemia que tomou proporções gigantescas. No início de maio, depois de 72% dos países de todo o mundo barrarem a entrada de turistas estrangeiros, a Organização Mundial de Turismo (OMT) revelou que a Europa foi a região com mais casos de fronteiras fechadas, com 83% dos destinos vedados ao turismo internacional.

A OMT fala assim de uma queda de 22% no turismo internacional no primeiro trimestre, com uma estimativa de que a crise possa provocar uma queda de 60% a 80% no setor. Embora a maioria das grandes economias tenha conseguido diversificar as suas estruturas de produção, ainda existem países onde a dependência do turismo é bastante significativa.

Sendo um dos destinos mais populares do ano passado, Portugal foi inevitavelmente afetado pela crise de saúde atual, mas não é o único: eis os 10 países europeus que mais dependem do turismo estrangeiro.

Croácia
Croácia Foto: Instagram @croatiafulloflife

Croácia

A "Pérola dos Balcãs", Dubrovnik, tornou-se numa das cidades mais populares para turistas de todo o mundo pela sua beleza e riqueza histórica. As praias de água cristalina e os diversos parques naturais, aliados à sua cultura e gastronomia fazem da Croácia um dos destinos mais atraentes da Europa. Em 2018 cerca de 20% do PIB nacional veio do turismo.

Chipre
Chipre Foto: Instagram @cyprustourism

Chipre

A ilha de Chipre é um dos destinos mais procurados no verão. Além das suas ruínas históricas e gastronomia rica, é conhecida pelas suas águas cristalinas e uma variedade de praias que oferece um vasto leque de atividades aquáticas para toda a família. Pouco mais de 14% do PIB nacional veio do turismo em 2018.

Malta
Malta Foto: Instagram @lovinmalta

Malta

À semelhança do Chipre, este país insular é bastante popular pelo seu clima ameno e pela sua fusão cultural entre o Norte de África e a Europa, mas também pela diversidade da sua história, tendo o templo subterrâneo mais antigo do mundo. Pelo menos 12% do PIB dependeu dos turistas em 2018.

Portugal
Portugal Foto: Instagram @visitportugal

Portugal

Entre as principais atrações nacionais destacam-se a cultura, a gastronomia (e qualidade dos produtos portugueses), as praias, o clima ameno e a história (não fosse um dos países mais antigos da Europa), para não falar na hospitalidade do povo português, reconhecida por todo o mundo. Quase 10% do nosso PIB resultou do turismo em 2018.

Grécia
Grécia Foto: Instagram @visitgreecegr

Grécia

A Grécia e as suas ilhas oferecem possibilidades infinitas para os turistas, com paisagens de cortar a respiração, o clima ameno e muita história, razões que fazem com que este país mediterrâneo seja um dos mais visitados por turistas vindos de todo o mundo. Pouco menos de 10% dos PIB nacional dependeu do turismo estrangeiro em 2018.

Luxemburgo
Luxemburgo Foto: Instagram @visit_luxembourg_

Luxemburgo

Situado no coração da Europa, o único grão-ducado do mundo é perfeito para os amantes do turismo urbano com as suas montanhas, os seus castelos medievais e a arquitetura única. Tem ainda sete parques nacionais e termas onde poderá relaxar. Apesar das suas dimensões também é conhecido pela sua variedade linguística e cultural. Pouco mais de 8% do seu PIB veio do setor turístico em 2018.

Bulgária
Bulgária Foto: Instagram @view_bulgaria_

Bulgária

Os seus monumentos históricos provenientes do início da civilização europeia até aos tempos modernos, a arte, o bom vinho e a hospitalidade são alguns dos fatores que fazem da Bulgária um dos destinos europeus mais surpreendentes, especialmente pela sua mistura de culturas. Pouco menos de 9% do PIB da Bulgária vem do turismo. 

Estónia
Estónia Foto: Instagram @visitestonia

Estónia

A simplicidade do báltico e os sabores nórdicos falam por si e fazem com que a Estónia se destaque dos restantes países da Europa Oriental. Conhecida pelas suas paisagens pitorescas e aldeias medievais, esta tem uma geografia e história semelhantes à da Letónia e da Lituânia, salvo algumas semelhanças culturais com a Finlândia. Quase 8% do PIB da Estónia vem do turismo.

Hungria
Hungria Foto: Instagram @visithungaryhu

Hungria

A Hungria é um dos destinos mais populares da Europa, principalmente a sua capital, Budapeste. A cidade emblemática está recheada de atrações históricas e culturais, sendo também famosa pelas suas termas, onde poderá relaxar depois de um longo dia. O setor turístico gerou pouco menos de 6% do PIB da Hungria em 2018.

Espanha
Espanha Foto: Instagram @turismospain

Espanha

Em 2019 este foi o segundo destino mundial mais visitado, com um total de 83 milhões de turistas. Há quem considere que Espanha tem um pouco de tudo, desde paisagens e praias incríveis, a sua célebre gastronomia e larga oferta cultural. Em 2018, o setor turístico perfez quase 6% do PIB nacional.

Saiba mais turismo, países, europa, pandemia, coronavírus
Relacionadas
Mais Lidas
Lugares Os melhores destinos de férias para 2020

Resort ou safari? Praia idílica ou montanha aventureira? É sempre um desafio escolher o próximo destino de férias. É por isso que adoramos listas de destinos, como a última selecção “top 10” da revista de viagens Condé Nast Traveller.