Prazeres / Lugares

A ilha asiática onde tem de ir já

Planeie uma escapada para Siargao, nas Filipinas, enquanto ainda está “fora” do radar.

Foto: John Seaton Callahan/Getty Images
21 de fevereiro de 2020 | Aline Fernandez

A 800 quilómetros da capital, Manila, Siargao ainda permanece remota e relativamente fora do circuito turístico do leste asiático – apesar de ter melhorado as suas infra-estruturas gerais nos últimos anos. Bem diferente de Bali, com quatro milhões de pessoas, este arquipélago no sudeste das Filipinas mantém-se com apenas 200.000 habitantes e praias de areia branca com coqueiros e sem multidões.

Para além da beleza natural das praias e florestas, Siargao tem encantado visitantes pela receção acolhedora e estilo de vida, sendo um exemplo de turismo verde no mundo. Para ajudá-lo a planear a viagem antes que este se torne um destino popular em todos os feeds do Instagram (#invejaboa), tome nota dos pontos que tornarão os dias mais ocupados e divertidos nesta ilha.

Siargao, praias de areia branca com coqueiros e sem multidões
Siargao, praias de areia branca com coqueiros e sem multidões Foto: Leisa Tyler/LightRocket via Getty Images

Como chegar

Siargao não tem aeroporto internacional, por isso terá de voar por Manila (a partir de 16h50 desde Lisboa) e de lá apanhar mais um voo de duas horas e meia até ao aeroporto da ilha.

A partir de 16h50 desde Lisboa para Manila
A partir de 16h50 desde Lisboa para Manila Foto: Google Maps
Mais duas horas e meia até Siargao
Mais duas horas e meia até Siargao Foto: Google Maps
Siargao fica a 800 quilómetros da capital das Filipinas
Siargao fica a 800 quilómetros da capital das Filipinas Foto: Google Maps

Câmbio

Certifique-se que leve dinheiro (euros, dólares americanos ou pesos filipinos), pois as caixas multibancos são escassas. Apesar de (ainda) não existirem cadeias internacionais de hotéis na ilha, a grande maioria aceita cartões de crédito, contudo muitas lojas e restaurantes funcionam apenas com dinheiro.

Onde ficar

O luxuoso Nay Palad Hideaway
O luxuoso Nay Palad Hideaway Foto: Instagram @naypalad

A sustentabilidade prevalece na ilha e a maioria dos hotéis proibiu o uso de plástico, fornecendo assim dispensadores de água nos quartos ou garrafas recarregáveis ??durante a estada. Dois exemplos são o Harana Surf Resort, que doou mais árvores do que as usadas na construção da propriedade e usa detergentes e acessórios ecológicos, e o L’Osteria Penthouse, que funciona com um sistema de águas residuais e energia e água ecoeficientes. Há apenas um hotel de cinco estrelas em Siargao, o Nay Palad Hideaway, com uma praia particular e muitos elementos exclusivos que o tornam um dos resorts mais caros do país – as tarifas vão desde os €612 aos €1660.

Nay Palad Hideaway
Nay Palad Hideaway Foto: Instagram @naypalad

O que fazer

Guarde um dia para andar de caiaque pela Lagoa Sugba e depois seguir para a microilha paradisíaca de Kawhagan. Pode aproveitar para alugar uma moto e explorar a ilha sozinho, mas não deixe de incluir no passeio as piscinas naturais de Magpupungko (acessíveis apenas durante a maré baixa) e a praia ao norte de Alegria. Caso queira relaxar e não pensar em nada, há serviços de tuk tuk por toda a ilha e passeios de excursão com jipes. Outro passeio imperdível é o que se faz de barco até Sohoton Cove, na ilha de Bucas Grande, para nadar com medusas (que não queimam).

Surf em Cloud 9
Surf em Cloud 9 Foto: Mark Fredesjed R. Cristino/Pacific Press/LightRocket via Getty Images

Siargao é considerada a capital do surf das Filipinas, sendo a área de Cloud 9 a mais conhecida – a época alta do surf começa no final de agosto e termina em outubro. É possível ter aulas e alugar pranchas em quase todas as praias, mas também há outras opções de atividades aquáticas, como o kitesurf e o remo. Caso goste de remar, navegue até às pequenas ilhas próximas de Daku, nomeadamente Guyam e Naked Island. Se tiver receio de fazê-lo sozinho, inscreva-se numa tour de um dia com as empresas locais.

Naked Island, Siargao, Filipinas
Naked Island, Siargao, Filipinas Foto: Instagram @naypalad

Por toda a ilha verá artesanato local e é possível fazer um workshop de tecelagem na cidade de Burgos, no norte, administrado pela ONG Lokal Siargao.

Onde comer

Ceviche e kililaw (prato filipino de peixe cru marinado em vinagre)
Ceviche e kililaw (prato filipino de peixe cru marinado em vinagre) Foto: Instagram @cevsiargao

Para misturar experiência com gastronomia – e aprender tudo sobre o café indígena – vá ao MA+D Siargao para uma sessão de degustação de café à beira-mar. Os restaurantes, que se concentram na Tourism Road, evitam o plástico, e apostam em pratos feitos a partir de ingredientes de origem local. Prove os smoothies e bowls tão lindos e coloridos quanto saudáveis no Shaka Cafe e as variações de ceviche e kinilaw (prato filipino de peixe cru marinado em vinagre) no CEV: Ceviche & Kinilaw. Muito popular é o italiano La Carinderia e o espanhol O Bravo, mas encontrará oções mais locais (leia-se descomplicadas) no Mama's Grill.

Smoothies e bowls do Shaka Cafe
Smoothies e bowls do Shaka Cafe Foto: Instagram @shaka_cafes
Saiba mais Siargao, Filipinas, ilha, Ásia, viagem, turismo
Relacionadas

It’s The End of the World – As we Know It

Ter consciência do que se passa no Planeta é bom. Chama-se awareness. Deixar que tal interfira com a nossa saúde mental, nem por isso. É sofrer de ansiedade ambiental. De uma maneira ou de outra, todos os dias somos assolados por mais uma notícia que ilustra “a última catástrofe” ou “a mais recente calamidade”. Resta saber como conviver com isso.

A grande febre do jogo

Quem viu Macau e quem a vê. Da serenidade de uma antiga colónia ao atual cosmopolitismo futurista e algo kitsch, é o local ideal para passar umas férias diferentes. Para quem goste de casinos, claro.

Mais Lidas
Lugares Os melhores destinos de férias para 2020

Resort ou safari? Praia idílica ou montanha aventureira? É sempre um desafio escolher o próximo destino de férias. É por isso que adoramos listas de destinos, como a última selecção “top 10” da revista de viagens Condé Nast Traveller.