Viver

São bilionários e têm menos de 40 anos

Uma coisa que aprendemos com a lista de bilionários da revista Forbes: se é jovem e quer fazer fortuna, comece um negócio online.

12 de outubro de 2019 | Vitória Amaral

Treze membros da lista dos 400 norte-americanos mais ricos têm menos de 40 anos. Quatro são herdeiros, os outros nove lançaram empresas que operam digitalmente – o resultado da mudança de muitas das nossas atividades quotidianas.

Aos 35 anos, o CEO do Facebook Mark Zuckerberg é o mais rico da lista, a sua fortuna cresceu 8.6 mil milhões de dólares durante este ano e está agora avaliada em 69.6 mil milhões. Isto mesmo depois de a Comissão Federal do Comércio dos Estados Unidos da América ter multado a rede social pelo tratamento ilícito dos dados dos utilizadores. Apesar disso, o preço das ações da empresa aumentou 15%.

Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg

Há mais dois nomes que fizeram fortuna graças ao Facebook e que também estão entre os mais novos da lista: o cofundador Dustin Moskowitz, que nasceu oito dias depois de Zuckerberg, e Sean Parker, de 39 anos, que se tornou o presidente fundador da empresa com apenas 24 anos. Apesar da saída de Parker pouco depois de desavenças com os investidores, conseguiu o que mais tarde se tornaram ações bastante valiosas da empresa.

Sean Parker
Sean Parker Foto: Getty Images
Dustin Mozkowitz
Dustin Mozkowitz

Outro trio de magnatas da tecnologia são os co-fundadores da Airbnb Nathan Blecharczyk, Brian Chesky e Joe Gebbia- que aparecem na lista pela nona vez. A aplicação de partilha de casas vendeu uma participação a investidores privados com avaliada em 35 mil milhões de dólares.

Brian Chesky
Brian Chesky

Ernest Garcia III, de 37 anos, é o co-fundador do negócio online de carros usados Carvana, e outro recém-chegado a esta lista dos 400. Em 2012, teve a ideia de vender carros, mas o seu patrão, o pai, duvidava que alguém quisesse comprar um carro sem o ver primeiro. A família já era conhecida pela sua cadeia de stands de carros usados e hoje a Carvana faz quase 2 mil milhões de dólares em vendas. Ernie III é CEO, o pai o sócio maioritário.

Também vinda da lista do ano passado é Lynsi Snyder, a presidente da cadeia de fast food favorita da Costa Oeste Americana, a In-N-Out. É a mulher mais nova da lista e a única a assumir uma liderança ativa na sua empresa. Sendo uma das herdeiras, juntou-se depois da morte do avô e do pai, expandindo entretanto a cadeia californiana para o Texas e Oregon.

Além destes, aqui estão os restantes integrantes mais novos da lista Forbes 400:

Scott Duncan, um de três herdeiros da empresa energética Enterprise Product Partners, apesar de não estar envolvido na empresa.

Julio Mario Santo Domingo III é um DJ cujo avô recebeu uma participação na SABMiller quando adquiriu uma cervejaria colombiana em 2005. Hoje , Santo Domingo tem uma participação na Anheuser-Busch InBev, que se fundiu com a SABMiller em 2016.

Lukas Walton herdou a sua parte do gigante Walmart, fundado pelo seu avô, após a morte do pai num acidente de avião em 2005. Estudou sustentabilidade empresarial na Universidade do Colorado e juntou-se à fundação da família, onde lidera o comité ambiental.

Bobby Murphy e Evan Spiegel criaram o Snapchat em 2011 enquanto estudavam na Universidade de Stanford. Apesar da queda de utilizadores nos últimos tempos, o valor das ações voltou a subir. Spiegel é o único membro da lista na casa dos 20.

Evan Spiegel
Evan Spiegel Foto: Facebook @Evan Spiegel
Saiba mais bilionários, forbes 400, negócio online, bilionários abaixo dos 40
Relacionadas

Zuckerberg diz que ninguém merece ser bilionário, mas é útil

Um funcionário do Facebook pediu a Mark Zuckerberg, presidente da gigante de redes sociais e quinta pessoa mais rica do mundo, desse a sua opinião sobre a afirmação do candidato a presidente dos EUA, Bernie Sanders, de que não deviam existir bilionários. Zuckerberg admitiu que, provavelmente, não deviam.

Mais Lidas
Viver Como flirtar, hoje (sem se meter em trabalhos)

Mensagens sexy? Piscadelas de olhos? Dirty dancing? Devemos saber qual é a nova etiqueta para o flirt num mundo pós-Weinstein. Não é fácil. Por isso, leia o guia de Shane Watson* antes de tomar qualquer iniciativa.

Viver Os refúgios dos playboys e dos magnatas

Paris, Cap d’Antibes, Veneza, Rio de Janeiro, Capri, Gstaad, Mustique, Sain-Tropez ou Acapulco eram alguns dos redutos ou refúgios de sonho de estrelas de cinema, de herdeiros, de magnatas, de aristocratas e de playboys, nas décadas de 1950 a 1970. A aviação comercial foi crucial para o desenvolvimento das viagens de luxo dos happy few, antes que esses lugares míticos tivessem ficado abarrotados de turistas e os aviões se tivessem transformado em meros autocarros aéreos.

Viver O homem que sabe o que as mulheres querem

Cobra mil libras por uma noite e cerca de 13.500 por duas semanas de férias. Por que razão mulheres ricas e de sucesso contratam Madison James para mudarem a sua vida sexual? Entrevista com Mr. James para desvendar este mistério.