Prazeres / Artes

"Tenet", o novo filme de Christopher Nolan, está a dividir opiniões

O novo filme de Christopher Nolan já chegou ao grande ecrã. A obra de ação e ficção científica é a aposta da Warner Bros. Pictures para incentivar o regresso das pessoas às salas de cinema após o início da pandemia.

A carregar o vídeo ...
28 de agosto de 2020 | Inês Esteves

Com um orçamento de cerca de 300 milhões de dólares e a expectativa habitual que rodeia os filmes de Christopher Nolan, Tenet tinha tudo para ser o blockbuster do verão. Mas será este o filme capaz de fazer regressar o público às salas de cinema? As opiniões dividem-se.

Tenet
 segue a missão da personagem de John David Washington (que chamou a atenção em "Blackkklansman", de Spike Lee, e é filho de Denzel Washington) pelos meandros da espionagem internacional. Não se trata de uma viagem no tempo, mas sim de uma inversão, em que o protagonista luta pela sobrevivência da humanidade e procura evitar evitar a 3ª guerra mundial.

Despois de êxitos como Inception (2010) ou Interstellar (2014), as expectativas para o novo filme de Nolan são altas, não só por marcar o regresso ao cinema do realizador, mas também pela época pandémica que vivemos. No entanto, a crítica tem acusado Nolan de preguiça e repetições de ideias. "Tenet está longe de ser o seu melhor trabalho. (…) Sai-se do cinema com menos energia do que quando entrámos," escreveu Catherine Shoard no The Gardian.  Outros acrescentam que a narrativa é densa e repetitiva, regressando a muitos dos temas que já lhe conhecemos.

Alguns críticos não deixam de elogiar a imagem e os efeitos visuais de "Tenet". "Não tente entendê-lo. Volte a ver e desfrute do filme," escreveu Robin Collin no The Telegraph.

Ao lado de John David Washington, o elenco conta com Robert Pattinson, Elizabeth Debicki, Dimple Kapadia, Aaron Taylor-Johnson, Clémence Poésy, Michael Caine e Kenneth Branagh.

Saiba mais Tenet, John David Washington, Cinema, Filme, Robert Pattinson, Elizabeth Debicki
Relacionadas

Quem vai ser o novo James Bond?

Já se sabe que Daniel Craig quer deixar o papel de James Bond, mas quem será o seu sucessor? Há um nome cada vez mais certo.

Mais Lidas
Futebol Maradona: o triunfo de um homem comum

Astro, deus, génio, os adjetivos nunca farão justiça ao que foi a carreira e a vida de El Pibe. Maradona, o último grande herói do futebol romântico, morreu ontem, na sua Buenos Aires, aos 60 anos. Deixa um legado próprio de ícone pop, mais do que de artista dos relvados.

Artes Ralph Lauren, o designer que construiu um império

Desengane-se quem pensa que Ralph Lauren é apenas um designer de moda. Arquiteto de um império, colecionador de carros clássicos, ícone do estilo e do sonho americano são traços que fazem dele uma personalidade incontornável do século XX e da atualidade. Prestamos-lhe homenagem na boleia da celebração dos 50 anos da sua marca e do seu talento.