Viver

5 novos discos a não perder até ao fim do ano

São bandas sonoras que motivam o espírito natalício, sonoridades mais nostálgicas para quem adora ver o outono da janela ou eternos clássicos que correm sempre bem – estes são os álbuns imperdíveis para fechar o ano.

Os icónicos The Who @ circa 1968
Os icónicos The Who @ circa 1968 Foto: Getty Images
10 de novembro de 2019 | Rita Silva Avelar

esde 2015, precisamente aquando do lançamento de Head Full Of Dreams, que não ouvíamos falar dos Coldplay. Ainda envolto em secretismo, o novo projeto da banda de Chris Martin prevê um duplo álbum, Everyday Life, dividido em duas partes: Sunrise e Sunset. No Instagram da banda pode ler-se "Toda a gente cai, toda a gente sonha e hesita / é preciso continuar a dançar mesmo quando as luzes se apagam" numa descrição que acompanha uma fotografia que revela as letras do tema Everyday Life. Disco a 22 de novembro.

Na capa de Everyday Life, os Coldplay simulam estar em 1919.
Na capa de Everyday Life, os Coldplay simulam estar em 1919.

No mesmo dia, Adam Cohen, filho do compositor e artista Leonard Cohen, desaparecido em 2016, publica o primeiro álbum póstumo do pai, Thanks for the Dance. Produzido por Adam, no álbum podem ouvir-se artistas como Damien Rice e Leslie Feist (vozes), Richard Reed Parry, baixista dos Arcade Fire ou Bryce Dessner, o guitarrista dos The National.

Thanks for the Dance é o primeiro disco póstumo de Leonard Cohen.
Thanks for the Dance é o primeiro disco póstumo de Leonard Cohen.

Ainda a 22, os veteranos The Who, uma das grandes referências do rock do século passado, também se aventura num segundo disco, Who, após uma ausência de 13 anos. Ball and Chain é o single revelador do novo trabalho da banda de Pete Townshend e Roger Daltrey. Nascidos nos anos sessenta, ao longo da sua carreira, marcada por altos e baixos, os The Who eternizaram clássicos como My Generation, The Kids Are Alright e You really Got Me.

Para entrar no mood natalício, é a vez de Robbie Williams apresentar o seu primeiro disco de Natal, o The Christmas Present, a 29. A voz do cantor britânico de Feel ou Angels revela um álbum duplo em que na primeira parte canta covers festivos como Winter Wonderland, Santa Baby ou It's A Wonderful Christmas (que canta em dueto com o pai, Peter Conway), e na segunda parte apresenta novas composições em duetos com artistas como Rod Stewart, Bryan Adams ou Tyson Fur.

Robbie Williams apresenta o seu primeiro disco de Natal, o The Christmas Present.
Robbie Williams apresenta o seu primeiro disco de Natal, o The Christmas Present.

A celebrar uma carreira repleta de êxitos, o cantor Yann Tiersen anuncia, também, um novo álbum. Portrait é uma compilação de 25 canções recém-gravadas de toda a sua carreira (incluindo pelo menos três novas). A 6 de dezembro. O disco foi gravado no seu pequeno estúdio, na ilha de Ushant, ilha no Mar Celta, entre a Bretanha e a Cornualha – que também é a sua residência atual.

Yann Tiersen anuncia, também, um novo álbum: Portrait.
Yann Tiersen anuncia, também, um novo álbum: Portrait.
Saiba mais Discos, Natal, Chris Martin, Head Full Of Dreams, Instagram, Everyday Life, Sunrise, Sunset, Coldplay, Adam Cohen, Leonard Cohen, The Who, The Christmas Present, Robbie Wiliams, Yann Tiersen, música
Mais Lidas
Viver Quando se trata de cruzeiros o frio gelado é quente, quente, quente

Num mundo em aquecimento, o mercado de cruzeiros de luxo concentra-se em temperaturas mais baixas. Não, eles não são os pioneiros verdes do setor de viagens (embora os novos navios poluam muito menos do que os seus antecessores). Em vez disso, os navios são encaminhados para a Antártida, o Ártico ou para qualquer lugar onde o gelo glacial, em vez do calor tropical, seja a principal atração.

Sexo Guia prático para o melhor exercício físico

Laird Hamilton e Gabrielle Reece, considerados pelo The Times como o casal mais em forma, incluam no XPT, o famoso programa de fitness que criaram, a prática de sexo de dois em dois dias. Mas o que se descobriu é que praticar o dito sexo, mas na versão rápida, espontânea e de preferência em locais inesperados, faz muito mais efeito.

Viver O novo luxo é ser feliz

De acordo com especialistas, o ter – automóveis topo de gama, casas imponentes, relógios de quatro dígitos ou a it bag do momento – deu lugar ao ser: livre, desprendido e independente. Tão simples quanto isto. Aparentemente.