Estilo / Relógios e Jóias

O colar da Christie's Paris que está a causar agitação entre os colecionadores

Uma joia única de Jean Fouquet, que não reaparecia desde os anos 1980, vai a leilão e espera-se que ultrapasse o valor de 921.500 dólares alcançados em 2017, em Nova Iorque, com a venda de uma pulseira Art Déco.

Foto: Christie's
01 de junho de 2021 | Rita Silva Avelar
Em tempos de pandemia, a Christie's também se adaptou aos leilões online. Assim acontecerá com uma rara joia, que a 21 de junho irá parar às mãos do comprador que melhor oferta fizer.

Nomes como René Boivin ou Suzanne Belperron ocupam com frequência um lugar de destaque nas vendas a colecionadores, mas esta peça em particular vem roubar-lhes o protagonismo e já está a causar frenesim em Paris. Cada vez mais empenhados em surpreender e oferecer conjuntos raros, a leiloeira Christie's Paris apresentou recentemente em Genebra, através da sua diretora de joalheria, Violaine d'Astorg, um colar raro de Jean Fouquet.

Há duas razões para o entusiasmo que esta peça está a gerar. Há o encanto e a própria história desta joia, claro, mas também o mistério que a rodeia porque ninguém a via desde os anos 80, além de ter sido capa da famosa revista Art Déco. Foi uma das joia em destaque na famosa Exposição Internacional de Artes Decorativas e Industriais Modernas, que aconteceu em 1925, e que lançou o movimento Art Déco."Desde então, este colar raro tem representado uma espécie de beleza adormecida, aninhada no segredo de uma coleção privada. Todos os amantes de joias a conheciam e a admiravam regularmente na capa da Art Déco, mas ninguém a via há mais de trinta anos. Até ao seu retorno à luz da Christie's Paris ", escreve a Madame Figaro.

Além da sua beleza inconfundível, que brilha e se destaca mesmo ao longe, de acordo com Violaine d'Astorg, este colar em ouro amarelo e prata, com uma pedra água-marinha retangular de 90 quilates, é o espelho de uma época.

Atualmente estimado em 350 mil euros, espera-se que o calor bata um record de vendas, quando for leiloado em junho. Pensa-se, até, que ultrapasse o valor de 921.500 dólares alcançados em 2017, em Nova Iorque, com a venda de uma pulseira Art Déco.
Saiba mais Christie, Paris, Joias, Leilões, Coleccionadores, Joalharia, Jean Fouquet
Relacionadas

O Diabo está nos detalhes

Brad Pitt usa colares longos, Timothée Chalamet adora anéis, Harry Styles não dispensa as pérolas e Johnny Deep é fã de correntes e pulseiras. As joias sempre fizeram parte do guarda-roupa masculino e voltam agora a ser fundamentais.

Mais Lidas
Joias O Diabo está nos detalhes

Brad Pitt usa colares longos, Timothée Chalamet adora anéis, Harry Styles não dispensa as pérolas e Johnny Deep é fã de correntes e pulseiras. As joias sempre fizeram parte do guarda-roupa masculino e voltam agora a ser fundamentais.