Viver

Quantas horas dormem as pessoas mais determinadas do mundo?

Para Bill Gates ou Jeff Bezos descansar é um dos ingredientes essenciais para uma carreira de sucesso.

Foto: Getty Images
21 de abril de 2020 | Mariana Dias e Rosário Mello e Castro

Todos sabermos que dormir é essencial para uma vida equilibrada. Vários estudos, de Portugal aos EUA, demostram a importância de uma boa noite de sono, revelando que existe uma diferença entre o sono longo, mas interrompido, e o sono curto, mas sadio. O mais saudável para o cérebro é, naturalmente, dormir horas suficientes, e sem interrupções.

Do mesmo modo, sabemos que poucas ou muitas horas de sono estão ligadas a vários problemas de saúde ao longo do tempo, ou mesmo à mortalidade precoce. A American Academy of Sleep Medicine considera que o número ideal de horas a dormir por dia, é de sete ou mais, dependendo do indivíduo em questão. Contudo, para as pessoas mais bem-sucedidas do mundo, não é só o tempo de sono que conta, mas também a hora a que acordam e a forma como começam o dia.

Apesar de dormir bem ser importante, quando se fala de produtividade, sucesso e saúde, personalidades com êxito profissional, como o CEO da Apple, Tim Cook, assegura que acordar extraordinariamente cedo, é a solução para tirar o máximo proveito de um dia de trabalho, revelou numa entrevista à HBO. Mas num mundo cada vez mais exigente e competitivo, será sempre assim?

Tim Cook
Tim Cook Foto: Getty Images




Estas são os hábitos de sono de algumas das pessoas mais poderosas do mundo:

Tobias Lutke

O fundador e CEO da empresa de comércio eletrónico Shopify partilhou num um tweet que precisa de uma boa noite de sono para ter sucesso no trabalho. "Eu preciso de oito horas de sono por noite. O mesmo acontece com toda a gente, quer o admitamos ou não," escreveu Lutke.

 

Jason Fried

Jason Fried, CEO e fundador da Basecamp, declarou através da sua conta no Twitter que, exigir aos funcionários que trabalhem longas horas é um sinal de que a empresa não está bem. Contudo, Ryan Selkis, CEO e cofundador da empresa de bitcoin Messari, argumentou: "se alguém não trabalha noites e fins de semana nos seus 20 anos, não terá uma carreira de sucesso. Desculpem." Jason Fried decidiu argumentar de volta e explicou o seu ponto de vista. A discussão ficou lançada.


Bill Gates

No início da sua carreira na Microsoft, Bill Gates acreditava que dormir era um desperdício de tempo. "Eu sabia que não era bom quando trabalhava principalmente com cafeína e adrenalina, mas estava obcecado com o meu trabalho e sentia que dormir muito era ser preguiçoso," escreveu Bill no seu blogue em 2009. Atualmente, o cofundador da Microsoft, afirma que dorme pelo menos sete horas por dia, e que todas as pessoas o deveriam fazer, "mesmo que se tenham convencido do contrário", escreveu Bill Gates.

Bill Gates
Bill Gates Foto: Getty Images




Jack Ma

O empresário, multimilionário e fundador do site de comércio electrónico chinês Alibaba, garantiu que ter uma boa noite de sono é essencial para lidar com o stress ou a resolução de problemas. No Fórum Económico Mundial de 2019, em Davos, Jacka Ma disse: "Se eu não dormir bem, o problema ainda estará lá. Se eu dormir, tenho mais oportunidades de lutar contra ele."

Jeff Bezos

O fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezos, afirmou que dormir oito horas o ajuda a tomar decisões de alto nível, ou consideradas mais difíceis de resolver. Em novembro de 2016, o fundador da Amazon declarou ao Thrive Global que "oito horas de sono fazem uma grande diferença para mim, e tento fazer disso uma prioridade. Para mim, essa é o tempo necessário para estar energizado e animado".

Jeff Bezos
Jeff Bezos Foto: Getty Images




LeBron James

A National Basketball Association (NBA) exige que os desportistas se apresentem sempre no seu auge, tanto mental como fisicamente. Por isso, o sono faz parte da rotina de reabilitação para um jogador deste nível, como é o caso de LeBron James. Em novembro de 2018, num episodio do podcast "The Tim Ferriss Show", James revelou que dorme entre oito a nove horas por dia. Contudo, mesmo assim, às vezes não se sente a 100%, mas reforçou que o sono é algo bastante importante para a sua recuperação.

 

Arianna Huffington

Uma das mulheres mais bem-sucedidas dos Estados Unidos da América, e fundadora do jornal online, The Huffington Post, não dormia as horas necessárias até desmaiar no seu escritório. Em 2017, Arianna Huffington colapsou por exaustão. E esse acontecimento "foi a melhor coisa que me aconteceu", relatou Arianna em várias entrevistas. Atualmente, mudou a sua rotina de sono, mas também a sua vida profissional e pessoal.

"Esse dia mudou literalmente a minha vida. Colocou-me numa posição em que mudei a forma como trabalho e como vivo. E levou-me a escrever dois livros, Thrive e The Sleep Revolution. E, pouco tempo depois, levou-me a deixar uma empresa muito bem-sucedida que eu co-fundei e administrei durante 11 anos para lançar outra, Thrive Global", disse Arianna Huffington num artigo que a própria escreveu na Thrive Global, uma plataforma ligada a bem-estar, ciência e tecnologia.

 

 

 

 

Saiba mais sono, horas, suficientes, pessoas, bem-sucedidas, hábitos, produtividade, saúde, sucesso
Relacionadas
Mais Lidas
Sexo Sexo: guia prático para o melhor exercício físico

Laird Hamilton e Gabrielle Reece, considerados pelo The Times como o casal mais em forma, incluam no XPT, o famoso programa de fitness que criaram, a prática de sexo de dois em dois dias. Mas o que se descobriu é que praticar o dito sexo, mas na versão rápida, espontânea e de preferência em locais inesperados, faz muito mais efeito.