Prazeres / Restaurantes

3 restaurantes onde marcar o próximo jantar

Provar comida típica angolana, deliciar-se com panquecas dinamarquesas ou beber um copo num bar de hotel. Da Avenida da Liberdade a Campolide, há opções para todos os apetites.

23 de agosto de 2019 | Aline Fernandez

Deliciar-se com a gastronomia angolana no Three Bones

O Three Bones tem por lema servir bem, com gosto caseiro. Com duas moradas em Angola, o restaurante chega agora à Avenida da Liberdade, tornando-se no lugar que faltava na capital com boa gastronomia angolana num ambiente sofisticado, mas sem exageros. Comece por pedir um sumo natural de múcua – o fruto do Imbondeiro cujo sabor é uma mistura de goiaba e pêssego. Na carta, destaque para o Calulu de Peixe Seco e Fresco (€36) uma corvina servida com funge e quiabo e a deliciosa e consistente Moamba de Gimguba (€30,90), que também tem opção vegan, a Moamba de tofu.

Ambos os chefs residentes de Angola vieram passar uma temporada a Lisboa para partilhar os deliciosos sabores da cozinha angolana. Se gosta de picante, não deixe de pedir a deliciosa pimenta africana. A carta de vinhos conta com ótimas opções mais encorpadas, perfeitas para acompanhar os pratos bem temperados da carta. Para finalizar, não vá embora sem provar o creme de bolacha ou o milho doce – afinal, não há nada como sentir que está a comer em casa.

Além da gastronomia, para os amantes da animação contagiante dos angolanos, no subsolo do Three Bones há um lounge com DJ aberto às quintas-feiras, sextas-feiras e sábado das 18h às 2h.

O quê? Three Bones. Onde? Rua da Conceição da Glória 6, Lisboa. Quando? Terça-feira a sábado das 12h às 22h.

Three Bones
Three Bones

Querer mais panquecas dinamarquesas do Hygge Kaffe

Como o nome diz, o restaurante é inspirado no conceito nórdico de bem-estar e felicidade, sem deixar de lado o momento de partilha com os outros.

O ambiente decorado com o toque escandinavo faz-nos sentir em casa, seja pelas plantas que dão vida ao lugar ou aos tons que nos acalmam. Lá pode tomar um pequeno-almoço reforçado ou aproveitar o all day brunch, porque não se é feliz quando é preciso ter hora marcada para aproveitar um bom brunch. As deliciosas Smørrebrød (€6 com duas unidades) – prato típico nacional dinamarquês – são sandes abertas, com as gulosas opções de roastbeef, florentine (abacate e ovo escalfado) e queijo de cabra, nozes e mel. No Hygge Kaffe também há as muito bem servidas bowls – destacamos a vegetariana (€7), feita com legumes assados, pesto italiano e lascas de queijo Parmigiano numa base de fregola sarda, massa típica da Sardenha e tomate cherry; e a burrata (€8), com rúcula, pêra, sementes e nozes, tomate cherry, manjericão.

Mesmo depois de tantas opções imperdíveis, os Kager – os bolos – são de chorar por mais. Difícil vai ser não se deixar levar pelo cheiro quente dos cinnamon rolls (€2), que também têm uma opção mini (€1). E para compreender de uma vez por todas o segredo para ser feliz, peça as pandekager, as fofas e sempre acabadas de fazer panquecas dinamarquesas que podem ser acompanhadas por cinco sugestões de toppings. Nós lambemos os dedos com a de frutos vermelhos e uma bola de gelado (€6).

O quê? Hygge Kaffe. Onde? Rua Tomás Ribeiro 95, Lisboa. Quando? Todos os dias das 10h às 19h.

Hygge Kaffe
Hygge Kaffe

Descobrir os encantos e delícias do Soul Garden

O bar no exterior do Corinthia Hotel Lisbon reabriu com novos pratos e cocktails. A carta foi criada pelo chef Miguel Teixeira e inclui desde opções mais leves para o verão, como as saladas (de camarão e manga ,€16, ou de quinoa com pinhões e romã, €13), o tataki de atum (€16) e o ceviche de dourada com toque de pimenta aji amarillo (€14). Opções mais gulosas e irresistíveis são o corneto crocante de sapateira (€14) e as tempuras (legumes €8 ou mariscos €12). Há ainda o salmão braseado com molho de mostarda japonesa (€13), as vieiras com vinagrete de Yuzu (€16) e o creme brûlée de yuzu com gelado de ananás dos Açores (€7).

Se conseguir chegar entre as 18h e 19h, aproveite o happy hour, que oferece na compra de uma bebida a segunda de oferta. Há cocktails incríveis para provar como o Coconut Craze (€12), com tequila, licor Beirão, coco e limão, e o How to Tai a Knot (€12), com rum e limão.

O quê? Soul Garden. Onde? Dentro do Corinthia Hotel Lisbon, na Av. Columbano Bordalo Pinheiro 105, Lisboa. Quando? Todos os dias das 10h à 01h. Entre as 19h e as 24h há DJ.

Soul Garden
Soul Garden
Saiba mais restaurante, Lisboa, gastronomia, angolana, comida, dinamarquesa, bar, Three Bones, Hygge Kaffe, Soul Garden, Corinthia Hotel Lisbon
Relacionadas

O sabor do sucesso dos irmãos Michelin

André e Édouard Michelin só queriam vender pneus para carros. A nomeação dos melhores restaurantes começou por ser apenas um meio para alcançar um fim. E acabou por ser o fim, em si mesmo: o crème de la crème da gastronomia, entregue em Portugal e Espanha a 20 de novembro.

Reverter o relógio biológico é possível?

Especialista em antienvelhecimento e em medicina integrativa e regenerativa, Graham Simpson questiona as recomendações da American Heart Association e defende que a dieta cetogénica tem o potencial para salvar vidas.

O que comem os líderes mundiais?

O que podemos aprender com os hábitos alimentares de António Costa, Barack Obama ou Vladimir Putin? Será, claramente, um caso de “Diz-me o que comes, dir-te-ei como governas”? Do nosso lado já escolhemos: fora com os vegetarianos e venham de lá os molhos…

O restaurante com filas de espera de 50 metros

Pegue em dois franceses, junte comida italiana simples, acrescente uma decoração louca e terá a receita do restaurante mais cool do momento. O editor gastronómico do The Times junta-se à fila de espera.

Mais Lidas
Restaurantes Sabores sobre rodas

Há uma arte por detrás de um bom veículo que vende comida. Entramos, assim, no incrível mundo dos chamados food trucks, os veículos que nos alimentam e saciam a sede na rua.