Prazeres / Restaurantes

Portugal distinguido com 5 novas estrelas no Guia Michelin

Entre os 27 restaurantes portugueses premiados, a Casa de Chá da Boa Nova, em Leça da Palmeira, recebeu a sua segunda estrela Michelin, e quatro outros novos restaurantes juntaram-se ao guia: Mesa de Lemos, Vistas, Epur e Fifty Seconds.

21 de novembro de 2019 | Vitória Amaral

A qualidade e singularidade da gastronomia portuguesa afirma-se cada vez mais a nível internacional, e a prova disso é a edição de 2020 do Guia Michelin, que foi lançada na noite desta quarta-feira, 20 de novembro, em Sevilha, no histórico Teatro Lope de Veja. Atraindo cada vez mais atenções, Portugal conta agora com 27 restaurantes premiados (sete com duas estrelas).

Entre as novidades está a região de Viseu, com a primeira estrela no restaurante Mesa de Lemos, do chef Diogo Rocha, cuja cozinha assenta na qualidade e em ingredientes das várias regiões de Portugal (dos Açores ao Dão, passando pelo Algarve e por Sesimbra). Inaugurado em 2014, ao Mesa de Lemos juntam-se os vinhos e azeites da Quinta de Lemos, onde se localiza.

Mesa de Lemos
Mesa de Lemos

Destacam-se também as primeiras estrelas do Fifty Seconds, no Parque das Nações, em Lisboa, que dá um total de 12 estrelas ao chef Martin Berasategui; e o Epur, resultado da visão muito pessoal do chef Vincent Farges, que anteriormente garantiu a estrela da Fortaleza do Guincho. Focando-se numa cozinha minimalista, reúne várias inspirações: francesa, portuguesa, asiática, entre outras.

Epur
Epur

O último a receber a sua primeira estrela foi o Vistas, liderado pelo chef Rui Silvestre, e que fica no Monte Rei Golf & Country Club, em Vila Nova de Cacela. Aberto há quase dois anos, foi reconhecida a sua gastronomia com foco no que o mar tem de melhor, além do seu potencial de desenvolvimento.

De entre o grupo que manteve a sua distinção está o Feitoria, em Belém, liderado pelo chef João Rodrigues, que tem vindo a aprimorar o seu conceito gastronómico de respeito pelos produtos e tradições gastronómicas portuguesas pautadas pela sazonalidade. João Rodrigues acrescentou em cominicado: "Parabéns a todos os chefes e às suas equipas. Vamos continuar a trabalhar a pensar no futuro, focados no nosso projeto e sobretudo para os nossos clientes."

Feitoria
Feitoria

Sob a liderança de Gil Fernandes há um ano, depois da saída de Vincent Farges, a excelência da Fortaleza do Guincho assegurou a sua posição. "É uma motivação para continuarmos o nosso caminho de forma segura e contínua, com a responsabilidade de sempre", esclarece Fernandes. Também o LAB by Sergi Arola, o restaurante intimista do chef catalão no Penha Longa Resort, foi distinguido pelo quarto ano consecutivo.

Fortaleza do Guincho
Fortaleza do Guincho Foto: Pedro Sampaio Ribeiro

No mesmo resort em Sintra, fica também o único restaurante asiático do país com uma estrela Michelin, o Midori. Com mais de 20 anos, foi um dos primeiros restaurantes japoneses a abrir em Portugal, e conquistou a sua primeira estrela no ano passado, pouco mais de um ano depois de ter renovado completamente a sua abordagem gastronómica.

Midori
Midori Foto: Martin James

Já no Funchal, o William Restaurant do Belmond Reid’s Palace volta a ser distinguido com uma estrela, sob a liderança do chef madeirense Luís Pestana, que parte de uma abordagem criativa da cozinha moderna europeia, utilizando os melhores produtos da ilha.

William Restaurant
William Restaurant

No grupo de restaurantes com duas estrelas em Portugal a novidade é a Casa de Chá da Boa Nova do chef Rui Paula, sendo alguns dos restantes com a mesma distinção o Belcanto (do chef José Avillez, em Lisboa) The Yeatman (do chef Ricardo Costa, em Vila Nova de Gaia), Il Gallo d'Oro (do chef Benoit Sinthon, no Funchal), os algarvios Ocean (do chef Hans Neuner) e Villa Joya (do chef Dieter Koschina), e o lisboeta Alma (do chef Henrique Sá Pessoa).  "Foi um ano duro, de muito trabalho e de muitos desafios diários para toda a equipa, de forma a corresponder com a expectativa e responsabilidade de sermos um restaurante com duas Estrelas no guia vermelho!", comentou Sá Pessoa em comunicado.

Alma
Alma Foto: Paulo Barata

Contudo, nesta noite de vitórias nacionais três restaurantes portugueses perderam as estrelas, sendo eles o L’AND (de José Miguel Tapejo), o Willie’s (de Willie Wurger), e Henrique Leis, em Almancil, que renunciou à distinção do Guia.

Conheça aqui a lista completa dos restaurantes que detêm lugar no Guia Michelin de Portugal 2020:

2 estrelas (7 restaurantes)

Casa de Chá da Boa Nova, Leça da Palmeira. Chef Rui Paula (novo)

Alma, Lisboa. Chef Henrique Sá Pessoa

Belcanto, Lisboa. Chef José Avillez

Il Gallo d’Oro, Funchal. Chef Benoît Sinthon

Ocean, Alporchinhos. Chef Hans Neuner

The Yeatman, Vila Nova de Gaia. Chef Ricardo Costa

Vila Joya, Albufeira. Chef Dieter Koschina

1 estrela (20 restaurantes):

Fifty Seconds. Chef Martin Berasategui (novo)

Vistas (Monte Rei Golf & Country Club, chef Rui Silvestre (novo)

Epur. Chef Vincent Farges (novo)

Mesa de Lemos. Chef Diogo Rocha (novo)

G, Bragança. Chefs Óscar e António Geadas

A Cozinha, Guimarães. Chef António Loureiro

Midori, Sintra. Chef Pedro Almeida

Pedro Lemos, Porto. Chef Pedro Lemos

Antiqvvm, Porto. Chef Vítor Matos

Largo do Paço da Casa da Calçada, Amarante. Chef Tiago Bonito

Loco, Lisboa. Chef Alexandre Silva

Feitoria, Lisboa. Chef João Rodrigues

LAB by Sergi Arola, Sintra. Chef Sergi Arola

Fortaleza do Guincho, Cascais. Chef Gil Fernandes

Eleven, Lisboa. Chef Joachim Koerper

São Gabriel, Almancil. Chef Leonel Pereira

Gusto By Heinz Beck, Almancil. Chef Heinz Beck

Vista do Bela Vista Hotel & Spa, Portimão. Chef João Oliveira

William, Funchal. Chef Luís Pestana 

Bon Bon, Carvoeiro. Chef Louis Anjos

 

Saiba mais Guia Michelin, Estrelas Michelin, Portugal, gourmet, restaurantes, casa de Chá da Boa Nova, Mesa de Lemos, Vistas, Epur, Fifty Seconds
Relacionadas

O sabor do sucesso dos irmãos Michelin

André e Édouard Michelin só queriam vender pneus para carros. A nomeação dos melhores restaurantes começou por ser apenas um meio para alcançar um fim. E acabou por ser o fim, em si mesmo: o crème de la crème da gastronomia, entregue em Portugal e Espanha a 20 de novembro.

Mais Lidas
Restaurantes Em Lisboa, sê italiano

No Largo Rafael Bordalo Pinheiro, em Lisboa, o Caffè di Marzano é o novo recanto italiano da cidade. Luminoso de dia e escuro de noite, é o local ideal para apreciar com calma e num ambiente acolhedor o melhor da gastronomia de Itália.