Drive

Os melhores carros para passear com estilo

De cabelos ao vento ou bem protegidos, dos clássicos Morgan aos arrojados buggies para passeios inesquecíveis, esteja muito atento a estes veículos. Há preços para (quase) todas as bolsas. O belo passeio é garantido.

04 de outubro de 2019 | Pedro Serra

Vivemos numa era digital de smartphones, de redes sociais e afins que nos "prendem" à casa, mas até agora nada é melhor do que sair. Chegar à garagem ou à rua. Olhar para um veículo que nos enche de prazer e que faz bem mais do que nos levar do ponto A ao ponto B. Atira-nos, isso sim, para uma experiência especial e que torna o ato de viajar uma experiência, por si só. Com o horizonte como destino, a lista que se segue não discrimina. Apresenta veículos de duas, de três e de quatro rodas, pequenos desportivos com capota ou sem capota. Modelos para partir à aventura em todo-o-terreno, seja de forma mais convencional, num jipe, ou de forma mais arrojada, num buggy pronto para a areia da praia. O melhor é tomar o gosto ao que lerá de seguida, uma panóplia de experiências motorizadas onde, desta vez, não entram os veículos totalmente elétricos de que temos falado em edições anteriores.

Abarth 124 Spider
Irresistível
Entusiasmo é com ele! Este pequeno roadster descapotável só leva duas pessoas e é "primo" do novo Mazda MX-5 – com quem partilha a plataforma e mais alguns pormenores – e vem preparado para surpreender. Rebelde é o seu nome do meio e não são os números ou as características técnicas que mais entusiasmam: é mesmo a sonora experiência de condução, já que os tubos de escape especiais de corrida (da Record Monza) com a ajuda do motor turbo de 170 cv (parecem ser 300!) fazem o 124 Spider "rosnar". Com baixo centro de gravidade, este Abarth faz jus à tradição de competição da marca e é um devorador de curvas. Esta delícia cheia de pormenores de corrida – ao ponto de ser uma edição limitada e numerada – custa desde €41.995. Quem quiser uma versão mais acessível pode optar pelo Fiat 124 ou pelo Mazda MX-5.

Abarth 124 Spider
Abarth 124 Spider
Abarth 124 Spider
Abarth 124 Spider




Yamaha YXZ1000R
Radical
É perfeito para o campo, a floresta e a praia. O Yamaha YXZ1000R é considerado o primeiro SXS (Side by side, por ter dois lugares) puramente desportivo do mundo, mas é mais fácil defini-lo como um buggy. Esta espécie de descapotável para todo o tipo de terrenos, onde o menos preferido é o asfalto, promete emoções incríveis como nenhum outro veículo permite. Fácil de conduzir, tem umas patilhas enormes que permitem mudar as cinco velocidades, tal como em competição, e a direção, não sendo muito direta, permite compensar a inexperiência nos primeiros quilómetros. O motor tricilíndrico de 1.000 cc com mais de 100 cv quando na terra parece um superdesportivo 4x4. Radical, portanto. O preço ronda os 28 mil euros.

Yamaha YXZ1000R
Yamaha YXZ1000R
Yamaha YXZ1000R
Yamaha YXZ1000R
Yamaha YXZ1000R
Yamaha YXZ1000R




Mercedes AMG GT Roadster
Entusiasmante
Se um Mercedes AMG GT já é um carro especial, um roadster apetecível e com "sangue na guelra", a nova versão GT R Roadster é ainda mais exclusiva e entusiasmante. Limitado a 750 unidades, o pequeno e potente modelo surge na versão descapotável e com o incrível motor V8 biturbo 4.0 com 585 cv de potência. Apesar de ser 80 kg mais pesado do que a versão normal, coupé, o GT R Roadster continua a chegar aos 100 km/h em 3,6 segundos e a apresentar como velocidade máxima 317 km/h – é melhor não chegar a estas velocidades no modo descapotável, nem em países onde a velocidade máxima é de 120 km/h, como Portugal. Um dos pormenores que o torna uma delícia da condução e das curvas e o mantém bem "colado" à estrada são os amortecedores reguláveis, dependendo do modo de condução, bem como um sistema de rodas traseiras direcionais. O preço ronda os 200 mil euros.

Mercedes AMG GT Roadster
Mercedes AMG GT Roadster
Mercedes AMG GT Roadster
Mercedes AMG GT Roadster




Morgan 3 Wheeler
Surpreendente
Uma mota tem duas rodas (há algumas scooters com três) e um automóvel tem quatro rodas. Certo? Errado. Os ingleses nunca gostaram de cumprir as normas – conduzem do lado esquerdo da estrada! – e foram eles que criaram o roadster, o modelo de dois lugares, muitas vezes descapotável e bem perto do chão para dar prazer redobrado ao volante. Exemplo disso é o Morgan 3 Wheeler, um chamado cyclecar. Quem o vê pensa que é um clássico antigo muito bem conservado. As linhas são de um clássico, inspira-se profundamente nos modelos dos anos 30 e 40 da Morgan. E o funcionamento é à maneira desses tempos. Um luxo, mas sem mordomias de conforto. O motor de 1000 cm³ de cilindrada que é de uma mota traz-lhe as emoções dos veículos de duas rodas. A potência chega e sobra para o modelo que só pesa 550 kg e faz dos 0 aos 100 km em apenas 4,5 segundos. Preço desde 50 mil euros.

Morgan 3 Wheeler
Morgan 3 Wheeler

BMW R60/2
A Harley Davidson tem belos modelos de motas de passeio – o seu modelo mais vendido é a Sportster, colocada à venda em 1957 – e a Triumph também tem um lugar especial na história das duas rodas. Mas há um modelo que ficou associado a guerras e viagens longas e ainda cumpre longas viagens nos dias atuais: a BMW R60/2. Foi desenhada nos anos 60 para ser a mota da BMW para levar o chamado sidecar e uma versão dela (a mais antiga R75) fez parte do filme Indiana Jones e também foi muito usada pelas forças alemãs na II Guerra Mundial. O design simples esconde uma mota pronta para cidade e fora de estrada e o piloto Danny Liska tornou-se conhecido por levar a sua "beleza negra" numa viagem de 152 mil quilómetros do Círculo Polar Ártico à América do Sul – algo semelhante do que Ewan McGregor tentou fazer do norte da Europa ao Cabo da Boa Esperança. Quem quiser a versão clássica encontra modelos à venda por valores entre os 9 e os 13 mil euros.

BMW R60/2
BMW R60/2

Mercedes Classe G
Dominador
É o jipe dos jipes. Foi lançado em 1979 – este ano faz 40 anos – e as suas formas e características mudaram pouco ao longo dos anos. Porquê? Porque está pronto para tudo e nos últimos anos, ao ganhar um pouco mais de luxo, tornou-se cobiçado por quem quer passar por todo o tipo de terrenos e não quer passar despercebido. Sofreu um restyling ligeiro há dois anos, mas no essencial não mudou. Com as suas linhas quadradras, ao estilo caixote, ir para a estrada com o Classe G pode pesar na carteira pelos consumos elevados, mas assim que saímos da estrada e passamos para a lama e a neve, percebemos o que faz dele um rei do todo-o-terreno. Uma das versões mais apetecidas tem um motor V8 de 4,0 litros turbo de 428 cv. O modelo mais recente melhora a habitabilidade, traz mais mordomias de luxo da Mercedes para o interior e mais conforto aos ocupantes – sempre foi um dos calcanhares de Aquiles. O preço ronda os 130 mil euros.

Mercedes Classe G
Mercedes Classe G
Mercedes Classe G
Mercedes Classe G



Saiba mais drive, carros, Abarth 124 Spider, Yamaha YXZ1000R, Mercedes AMG GT Roadster, Morgan 3 Wheeler, BMW R60/2, Mercedes Classe G Dominador
Relacionadas

Carros que futebolistas poderiam ter…

Máquinas superdesportivas espampanantes, prontas para nos saltar pela vista adentro, há várias e jogadores de futebol para os comprar, também. E se as estrelas do mundo do futebol preferissem modelos elegantes?

Motores que valem a pena

Dos tradicionais motores a combustão aos veículos 100 por cento elétricos, passando pelos híbridos de ligar à tomada (a Ferrari foi a última a aderir). O importante é a intensidade dos arranques e a experiência.

Mais Lidas
Drive Os melhores carros para passear com estilo

De cabelos ao vento ou bem protegidos, dos clássicos Morgan aos arrojados buggies para passeios inesquecíveis, esteja muito atento a estes veículos. Há preços para (quase) todas as bolsas. O belo passeio é garantido.